Viajar para o Caribe é um sonho compartilhado por turistas do mundo inteiro e já está entre os destinos de viagem internacionais mais procurados pelos brasileiros.

Cidades turísticas na Caribe

Preços em reais estimam o custo médio por dia, incluindo hospedagem, transporte, alimentaçao e atrações.

Guia Caribe

Viajar para o Caribe é um sonho compartilhado por turistas do mundo inteiro e já está entre os destinos de viagem internacionais mais procurados pelos brasileiros.

A onda de serviços all-inclusiveque incluem todas as despesas de hospedagem, alimentação, bebidas e serviços nos resorts locais tornou alguns destinos caribenhos com melhor custo benefício na hora de fechar a conta.

O mar caribenho é também um dos principais destinos dos cruzeiros do mundo, com alta temporada entre fevereiro e abril, final de junho e agosto, Natal e Réveillon. Grande parte dos pacotes já incluem serviços de entretenimento e traslados, facilitando o orçamento.

Viajar para as ilhas do Caribe está cada vez mais acessível. A facilidade de acesso às ilhas também é um grande incentivo, com cada vez mais voos regulares e diretos para as praias caribenhas.

O Caribe é o nome que se dá ao conjunto de dezenas de ilhas e cidades costeiras entre o Golfo do México e o Oceano Atlântico. O Mar do Caribe, também chamado de Mar das Caraíbas, está localizado entre a América Central e a América do Sul.

Pertencente ao Oceano Atlântico, o mar semiaberto foi chamado assim pelos espanhóis quando eles chegaram ao continente e deram de cara com diversas tribos de caribes que habitavam as ilhas da região.

Por essa razão, o que hoje chamamos de Caribe é a área do continente americano que compreende o mar que dá nome à região, as ilhas ao redor e os estados insulares. Hoje, 13 países soberanos e 17 territórios dependentes compõem esse que é um dos destinos mais belos do planeta.

Nem só de praia e mar vive o Caribe. Além da óbvia combinação sob o sol, o Caribe também é sinônimo tratamento completo no spa, de noites agitadas com muita dança e coquetéis a base de rum, restaurantes estrelados e compras irresistíveis.

A região compreende também parte do que comumente chamamos América Latina e, por isso, viajar para o Caribe é uma verdadeira incursão cultural também.

Habitada originalmente por povos indígenas, colonizada por uma mistura de europeus (espanhóis, holandeses, ingleses e franceses) e escravos vindos da África, o Caribe é como um pequeno cruzamento do mundo. Hoje, populações consideráveis de indianos e chineses povoam muitas das ilhas e todos deram sua contribuição à cultura e gastronomia locais.

Cada local tem suas peculiaridades, mas com um grande atrativo em comum: as praias paradisíacas. O local é um dos mais procurados por aqueles que não abrem mão de fotos incríveis, de hospitalidade, de muita música e de manhãs e tardes com muito sol, sombra e água fresca.

Toda a região do Caribe é formada por excelentes pontos de mergulho, com fauna e flora exuberantes, espécies endêmicas e ótima infraestrutura turística, com escolas, equipamentos, transporte e batismos muito bem organizados

Antes de escolher qual o melhor destino no Caribe há algumas informações importantes que precisam ser conhecidas antes de planejar a viagem. Uma das coisas importantes para saber antes uma viagem para o Caribe é sobre a temporada de furacões.

Oficialmente, a temporada de furacões no Caribe corresponde ao período vai de 1 de junho até o dia 30 novembro, sendo que o intervalo de agosto a outubro é considerado o mais crítico. Portanto, a melhor época para viajar ao Caribe é no primeiro semestre do ano.

Se quiser pegar os melhores preços para o Caribe, a dica é viajar logo após a Páscoa. A Páscoa marca o fim da alta temporada no Caribe. As diárias dos hotéis da região caem sensivelmente e permanecem camaradas até o início de dezembro. A melhor hora para aproveitar a baixa temporada caribenha vai de abril a junho, quando o tempo é mais seco e não há risco de furacão. Brasileiros têm um empurrãozinho extra para marcar a viagem nesse período: a época coincide com a estação de chuvas no Nordeste.

O fato de ser inverno no hemisfério norte ou início do ano não importa, afinal a região fica abaixo do Trópico de Câncer e próximo à Linha do Equador, ou seja, faz calor o ano inteiro na região caribenha.

Com temperaturas altas durante o ano inteiro, o único cuidado que o turista deve ter ao viajar para o Caribe são os períodos de chuvas, muito comuns em regiões tropicais. Por se tratarem de praias, quase todos os passeios envolvem o mar, sendo muitos deles cancelados quando as águas estão agitadas. Portanto, tente ao máximo evitar esses períodos para não ser surpreendido.

Ao longo de 2017, quase todos os destinos do Caribe passaram a exigir certificado internacional contra febre amarela de viajantes brasileiros. Atualize a carteirinha de vacina antes de embarcar para as ilhas caribenhas.

Se você está planejando a sua próxima parada em um local paradisíaco, não pode deixar de conferir quais são os melhores destinos do Caribe. A região não muito longe do Brasil está entre os principais destinos litorâneos do mundo, agradando desde casais em Lua de Mel até grupos de amigos e famílias completas.

Viajar para o Caribe pode significar ter uma lua de mel romântica em Punta Cana, na República Dominicana. Se o seu plano de viagem para estas férias é relaxar em praias que parecem comercial de televisão, o local pode ser uma excelente opção. Com seus famosos hotéis all-inclusive enfileirados ao longo da costa, os estabelecimentos oferecem toda infraestrutura e uma série de atividades para entreter os hóspedes, como campos de golfe, spas, boates, cassinos e atividades aquáticas.

Aruba, por sua vez, é Caribe ao gosto norte-americano. A ilha caribenha é adorada pelos turistas não apenas pelas praias de areia branca e mar cristalino. O país tem cassinos - a maioria dentro dos resorts -, shoppings recheados de grifes internacionais, vida noturna agitada, hotéis de luxo e campos de golfe.

Curaçao promete muitas belezas naturais cheias de história. Se você busca as belezas das praias caribenhas sem os excessos turísticos das outras, Curaçao é o destino certo. O maior - e mais industrializado - país das Antilhas Holandesas preserva sua rica herança colonial como poucos locais do Caribe.

Ainda pouco conhecida dos brasileiros, mas há tempos frequentada por americanos e ingleses, a ilha de Barbados tem tudo para se tornar um destino cobiçado. Diferente de outros destinos caribenhos, a ex-colônia britânica tem hotéis para todos os bolsos, campos de golfe, uma cena gastronômica rica e diferentes tipos de passeio, tanto por terra quanto por mar.

A viagem pelo Caribe também pode ser embalada ao som do reggae, passando ilha caribenha Jamaica. Reggae, rasta, hemp e o famoso jargão “no problem” estão presentes no dia-a-dia dos jamaicanos. A Jamaica possui muitos bons resorts, hotéis e até albergues bastante simpáticos. 

Mesmo sendo uma das regiões mais turísticas do mundo, o Caribe ainda tem ilhas pouco conhecidas entre os turistas. Entre os destinos do Caribe ainda pouco explorados está Antígua e Barbuda, um arquipélago de 37 ilhas não muito distante de destinos mais populares como St. Martin e St. Barth. O cenário é exuberante: vegetação tropical exuberante mais de 300 praias paradisíacas com um mar turquesa incomparável, banhados pelo sol o ano inteiro.

Ao longo de 2017, quase todos os destinos do Caribe passaram a exigir certificado internacional contra febre amarela de viajantes brasileiros. Atualize a carteirinha de vacina antes de viajar.

Tecnicamente as Bahamas não estão no Caribe, mas pouco importa. O efeito no é igualmente fascinante. São 750 ilhas e inúmeras cays, ilhotas formadas por recifes de coral, circundadas por um belo mar. O hipnotizante matiz azul é potencializado pela profundidade das águas, o que leva muita gente a acreditar que o nome do país vem do espanhol “baja mar”, mar raso. Nada romântico é que esses bancos de areia e afloramentos causaram muitos naufrágios por toda região, originando muitas histórias de tesouros perdidos e, um pouco mais palpável, excelentes pontos de mergulho.

Cruzeiros no Caribe

Essa nunca é uma opção inteligente para quem quer conhecer os lugares no detalhe, mas sempre aparece como uma alternativa interessante para quem planeja fazer um primeiro reconhecimento de território. Assim, o viajante entende quais são os lugares que tem mais a sua cara, fica com aquele gostinho de quero mais e volta em uma oportunidade futura.

Então se você é do tipo que gosta de fazer uma varredura turística, os cruzeiros são uma boa opção para incrementar a sua viagem. E se for no Caribe, melhor ainda! A má notícia para os brasileiros é que não há navios que partam do Brasil para as águas caribenhas. Para isso, é preciso ir primeiro de avião para os Estados Unidos, Cuba ou Colômbia. Quem embarca em Porto Canaveral, geralmente utiliza o aeroporto de Orlando para fazer a sua chegada. Já para quem parte dos portos de Fort Lauderdale ou Miami a melhor opção de voos é para essa última. Em Cuba, a parada deve ser feita em Havana, enquanto na Colômbia os cruzeiros saem de Cartagena.

Um dos transatlânticos mais famosos da região é o Empress of the Seas, da Royal Caribbean. Apesar de navegar na maior parte do tempo por águas norte-americanas, ele dá um pulinho no Caribe em seu penúltimo destino. Com saída de Miami, o cruzeiro tem itinerário de 4 noites, passando ainda por Key West e Nassau, nas Bahamas, antes de voltar para Miami. Quem quiser viajar com esse navio, deve programar a sua viagem entre fevereiro e abril ou novembro e dezembro.

Outro navio de viagem rápida pelo Caribe, também com percurso válido para 4 noites, é o Carnival Sensation, da Carnival Cruise Lines. Assim como o Empress of the Seas, o embarque acontece no porto de Miami, passando por Key West. A diferença está no local do Caribe em que ele dá as caras – em Cozumel, no México – antes de voltar para o maior porto do mundo. As viagens pelo Carnival Sensation acontecem entre os meses de fevereiro a outubro, ou seja, em um período diferente do ano quando comparado com o Empress of the Seas.

Agora se você tem mais dias para desfrutar e não quer sair de tão longe, uma boa pedida é o Zenith, da Pullmantur. Fazendo um itinerário de 7 noites, o cruzeiro parte de Cartagena, na Colômbia, e faz um roteiro bastante interessante: Willemstad (Antilhas Holandesas), Kralendijk (Bonaire), Oranjestad (Aruba), Colón (Panamá) e, então, retorna para Cartagena. Funcionando no mecanismo all inclusive, o cruzeiro viaja por águas caribenhas de maio a setembro.

Outro cruzeiro que faz rota de 7 noites é o Monarch, também da Pullmantur. Assim como o Zenith, a saída acontece da Colômbia, mas um dos seus itinerários segue caminho diferente. Enquanto a primeira rota vai por águas novas, a segunda faz exatamente o caminho do navio-irmão:

  1. Cartagena (Colômbia), Montego Bay (Jamaica), George Town (Ilhas Cayman), Puerto Limón (Costa Rica), Colón (Panamá) e retorno para Cartagena;
  2. Cartagena (Colômbia), Willemstad (Antilhas Holandesas), Kralendijk (Bonaire), Oranjestad (Aruba), Colón (Panamá) e retorno para Cartagena.

Quem quiser viajar com o Monarch deve programar a sua trip para os meses de setembro, outubro e novembro.

A Royal Caribbean também disponibiliza um cruzeiro para quem quer curtir 7 noites no Caribe. O Allure of the Seas sai de Fort Lauderdale e faz um itinerário mais sofisticado: St. Maarten (território holandês), San Juan (Porto Rico) e Labadee (Haiti), voltando para Fort Lauderdale. Quem quiser desfrutar de uma viagem com o Allure of the Seas deverá planejar a sua viagem para os meses de fevereiro e março.

Quem também faz roteiro de uma semana é o MSC Opera, da MSC Cruzeiros. Com um roteiro que passa por alguns dos países mais queridinhos do Caribe, essa pode ser uma oportunidade única de conhecer todos eles de uma vez só. O navio, que sai de Havana (Cuba), segue por Montego Bay (Jamaica), George Town (Ilhas Cayman), Cozumel (México) e, então, retorna para Cuba. O MSC Opera viaja por terras caribenhas entre os meses de abril a setembro.

Agora se você tem mais dias para desfrutar de um passeio pelas águas caribenhas, duas opções são bastante indicadas. O Costa Deliziosa, da Costa Cruises, faz um roteiro de 10 noites com tudo incluído. A saída acontece de Fort Lauderdale, na Flórida, e passa por Nassau (Bahamas), Montego Bay (Jamaica), Roatán (Honduras), Cidade de Belize (Belize), Cozumel (México) até retornar para Fort Lauderdale. Se quiser aproveitar a viagem com o transatlântico é preciso se programar, pois ele só navega em janeiro pelo Caribe.

Ainda com itinerário de 10 noites, o Royal Princess, da Princess Cruises, também sai da Flórida, mas segue por um caminho diferente: Willemstad (Antilhas Holandesas), Kralendijk (Bonaire), Roseau (Dominica), St. Thomas (Ilhas Virgens Americanas), Turks e Caicos (territórios britânicos) e retorna para a Fort Lauderdale. Assim como o Costa Deliziosa, a janela para aproveitar o cruzeiro é curta: apenas em novembro.