No meio da natureza pitoresca de São Manoel do Paraná está um refúgio de águas azuis que refletem o tom esverdeado da vegetação ao redor. A Lagoa Preta, que de escura não tem nada, é cartão postal da pequena cidade no interior do Paraná, a apenas 170 km de Maringá.

O que antes eram terras indígenas, no vale do Rio Ivaí, deram origem ao município que se desenvolveu a partir do café e da agropecuária. São Manoel do Paraná segue imersa em suas tradições sertanejas, temperadas com lendas, superstições, religiosidade, moda de viola e costela no fogo de chão.

Foto: Anderson Theodoro / Prefeitura de São Manoel do Paraná

É dentro deste pacato cenário que se insere a Lagoa Preta, parte da Reserva Caraguatatiba da Divisa. São mais de 200 mil hectares de mata tropical e subtropical, onde habitam variadas espécies da fauna e da flora.

Onça parda, jacarés e macacos dividem espaço com plantas e árvores de madeira nobre, como marfins e perobas. No entorno da lagoa há um punhado de bromélias e edificações rústicas que rendem belos ensaios fotográficos. Os visitantes são recebidos pelo Scooby, um adorável, dócil e ainda filhote cachorro-do-mato, encontrado próximo à mata.

Foto: Anderson Theodoro / Prefeitura de São Manoel do Paraná

Conheça um charmoso Parque Holandês pertinho de Curitiba!

Foto: Anderson Theodoro / Prefeitura de São Manoel do Paraná

A Lagoa Preta, que ganha esse nome devido a um equívoco dos antigos fazendeiros, que com a mata mais fechada não conseguiam notar sua tonalidade bem peculiar, resultado da ação de algas submersas. Não é permitido nadar em suas águas cristalinas, apenas contemplar o visual.

O acesso até ela é acessada por trilhas sinalizadas, de nível de dificuldade baixo e médio. A principal tem apenas 800 metros e fonte de água potável no meio do caminho.

A unidade de conservação está numa área particular de Patrimônio Natural e permite visitas agendadas previamente, que incluem passeios no Trenzinho Caraguatá, chegando até o início do percurso para a Lagoa.

Foto: Anderson Theodoro / Prefeitura de São Manoel do Paraná

O público conta com o apoio turístico de um guia e do Centro Ambiental Vera Cruz, que oferece salas para reuniões e alojamento equipado, abrindo a possibilidade de pernoite. Quem resolver ficar, precisa ter roupa de cama e banho em mãos, pois a propriedade não oferece.

Agendamentos: Secretaria Municipal do Meio Ambiente (44) 3644-1235 ou 9124.3003, com Vanessa.

Tome nota: A cidade não possui hotéis nem pousadas, mas o turista pode encontrar acomodação na região. Em Maringá, uma das opções é o Termas Águas de Verê, um grande complexo de lazer para toda a família. Saiba mais clicando aqui!

Foto: Anderson Theodoro / Prefeitura de São Manoel do Paraná
Foto: Anderson Theodoro / Prefeitura de São Manoel do Paraná

Como chegar na Lagoa Preta

O acesso a São Manoel do Paraná se dá pelas rodovias BR-376, BR-277 e PR-082. O aeroporto mais próximo é o de Maringá. Curitiba está mais distante, a 542 km do município onde fica a Lagoa Preta.

Comece a planejar sua viagem pra lá agora mesmo!

Foto: Anderson Theodoro / Prefeitura de São Manoel do Paraná

1 comentário

  1. Ótima matéria! Existem muitos locais pitorescos escondidos em nosso Paraná, dignos de uma visita. Apenas gostaria de retificar a respeito do resort Águas do Verê, citado acima como estando localizado na cidade de Maringá. Na verdade, este complexo fica na cidade de Verê, um município com pouco mais de 7 mil habitantes e cerca de 450km de distância de Maringá. Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *