Os arredores da cidade de Ponta Grossa, a 90 km de distância da capital Curitiba, têm muitas atrações turísticas e culturais, sendo Parque Estadual de Vila Velha o principal deles. Esse sítio geológico possui arenitos com formações variadas, além de Furnas e da Lagoa Dourada.

Nós já até citamos Vila Velha como um destino para uma viagem bate-volta saindo de Curitiba aqui. Isso porque, em aproximadamente uma hora e meia, você consegue partir da capital para fazer esse passeio diferente com a família com muita facilidade, ainda mais que a BR-277 que liga os dois destinos é ótima.

Muitas escolas levam os alunos para visitar o sítio geológico criado em 1953 para observarem as formações rochosas que surgiram graças a ação da chuva, do vento e também de erosões em um processo que durou 300 milhões de anos. Toda essa região já foi mar um dia!

parque estadual de vila velha
Foto: Wikimedia Commons

Quanto custa?

O ingresso para o Parque Estadual de Vila Velha custa R$ R$28 por pessoa, sendo:

  • R$10,00 — ingresso dos Arenitos.
  • R$10,00 — taxa do guia.
  • R$8,00 — ingresso de Furnas e Lagoa Dourada.

Se quiser, você pode pagar somente R$ 20 e ir somente aos arenitos, mas a taxa de guia é obrigatória. O horário de funcionamento é das 8h30 às 17h30, com a última saída de passeios às 15h30, de quarta à segunda.

Como chegar ao Parque Estadual de Vila Velha

Saindo de Curitiba, basta seguir pela BR-277 até chegar ao Parque Estadual de Vila Velha (vai direitinho pelo GPS). Logo na entrada, os visitantes são orientados onde devem estacionar gratuitamente os veículos e, em seguida, se dirigir até o Centro de Visitantes.

As bilheterias para venda de ingressos ficam no local e você pode adquirir o seu na hora. Depois, é só ir para a fila e esperar o ônibus que levam os turistas até as atrações chegar (os ônibus saem a cada 40 minutos). Todos os passeios são acompanhados por guias, o que é muito bom porque você aprende mais sobre o local.

parque estadual de vila velha
Foto: Marinelson Almeida
parque estadual de vila velha
Foto: Wikimedia Commons

O tempo total do passeio gira em torno de 3 horas, levando os visitantes até os arenitos, a Furnas e à Lagoa Dourada. Como os turistas caminham bastante em terrenos irregulares e de terra, é importante usar um tênis bem confortável no dia e roupas leves, especialmente no verão.

Ver os arenitos é a parte principal do passeio, isso porque as formações rochosas possuem formatos que fazem a imaginação de adultos e crianças ir longe. O arenito mais conhecido tem o formato de uma taça e fica bem no final da trilha.

parque estadual de vila velha
Foto: Marinelson Almeida

A trilha até a taça dura aproximadamente 50 minutos. Chegando nessa altura, os visitantes podem continuar por mais 1.600 metros, caminhando em uma trilha bem gostosa com bastante verde e sombra, ou podem esperar um ônibus para levá-los até a outra parte do Parque Estadual de Vila Velha para continuar ao passeio. Se tiver fôlego, vá caminhando!

A segunda parte do parque contém as furnas e a lagoa dourada. As furnas eram cavernas que formaram poços com 100 metros de profundidade em processos que começaram há mais de 400 milhões de anos. Os visitantes podem ver Furnas 1 e Furnas 2 no passeio, percorrendo uma trilha bem curtinha. Nos anos 70, elevadores foram construídos e levavam os visitantes bem perto das áreas inundadas dos poços. Porém, por questões ambientais e de segurança, os elevadores foram desativados, mas existem lá até hoje para você observar as engrenagens.

parque estadual vila velha
Foto: Wikimedia Commons

Saindo dos poços e caminhando por 400 metros, a visita segue até a Lagoa Dourada, que foi batizada com esse nome porque, quando o sol da tarde bate nela, a coloração da água fica douradinha.

Quem vai até Ponta Grossa para visitar o Parque Estadual de Vila Velha pode emendar o tour indo até o Buraco do Padre e a Cachoeira da Mariquinha ou até mesmo fazendo uma pausa, à tarde, na Colônia Witmarsum para encher a pança nos cafés coloniais de lá 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *