Colinas verdes, prados, as Highlands selvagens, as cidades de Edimburgo e Glasgow, a magnífica região dos lagos, os castelos de Armadale e de Urquhart e Ilhas Ness ou de Shetland. A uma hora de voo desde de Londres, a Escócia é aquele país ainda pouco explorado (pelos brasileiros) e que é perfeito tanto como destino de férias ou para passar uns dias conjugados com uma ida à Irlanda ou à Inglaterra.

A filial escocesa do tradicional museu londrino dedica-se ao design no país.
Foto: Craig Cuthbertson

Há muitas razões para visitar o país, sendo que a mais recente delas fica a uma hora e meia de carro de Edimburgo, na cidade de Dundee. Aberta no último mês de setembro, a nova sede do museu londrino Victoria & Albert é um magnífico espaço criado pelo japonês Kengo Kuma, uma “franquia” da sede da tradicional casa de arte inglesa, com vista direta para o rio Tay. A moderna construção simula o movimento das falésias escocesas, irregulares e desconexas, formando uma estrutura maciça, futurista e compacta, composta de linhas retas.

Pesquise aqui a passagem aérea para Edimburgo!

Interior do museu, que, com suas enormes janelas, privilegia a iluminação natural. Foto: Hufton+Crow

Em entrevista à mídia britânica, o arquiteto comentou que sempre se inspira no território onde realiza seus projetos, e no caso do novo Victoria & Albert não seria diferente. O museu tem concreto aparente, vidro e placas de metal que dominam o design, o que dá ao prédio uma aparência futurística e altamente tecnológica. Janelões filtram a luz no interior do prédio, permitindo que as obras ali expostas recebam toda a autenticidade e calor que só uma iluminação natural pode oferecer. As mostras tomam os 8.000 m2 do edifício, distribuídos em três níveis. Também à imprensa britânica, Philip Long, diretor do museu, explicou que o local foi destinado a ser um destino cultural novo e vital tanto para cidade de Dundee e quanto para o Reino Unido. Segundo ele, o museu nasceu para contribuir para a compreensão da importância do design e da criatividade na vida das pessoas.

À esquerda, peça da mostra Ocean Liners: Speed & Style, que fica em cartaz até fevereiro; à direita, parte da exposição permanente do museu. Fotos: Hufton+Crow

A mostra Ocean Liners: Speed & Style, que fica em cartaz até 29 de fevereiro de 2019, inaugurou a instituição. A exposição, que traça as viagens da época de ouro dos transatlânticos, conta com mais de 250 objetos, esculturas, modelos de navios históricos, peças de modernismo, fotografias antigas, cartazes de cinema e roupas. Já a coleção permanente é dedicada ao design escocês: nas Galerias de Design Escocês (gratuitas) os visitantes conheçam a verdadeira cultura local, com cerâmica e videogames, roupas e móveis, joias e exemplos de sua arquitetura.

McManus Galleries and Museum também são atração em Dundee; por lá, você encontra um bonito jardim e exposições de arte. Foto: John Lord

O novo V & A faz parte do plano de desenvolvimento da orla de Dundeewater, que deve transformar completamente o calçadão histórico da cidade. A ideia é trazer uma onda de inovação para uma área que estava em desuso e, assim, impulsionar o turismo em Dundee. Além do novo museu, a cidade tem um simpático centro antigo, que se abre em um labirinto de ruas com ricos cafés, charmosas livrarias, lojas de artesanato local, o Castelo de Broughty, a magnífica McManus Galleries and Museum e os muitos parques.

O castelo de Broughty, finalizado no século 15, também é aberto a visitação. Foto: Tom Parnell

Partiu Dundee? Confira as opções de hospedagem por lá!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquise aqui sua passagem aérea!