Você quer planejar uma viagem de carro e levar junto seu cachorrinho nesse passeio? Saiba que é importante estar atenta a uma série de dicas para viajar de carro com cachorros com segurança tanto para o motorista quanto para seu melhor amigo.

Muitas famílias tratam os pets como membros da família, isso é comum no Brasil e em muitos países pelo mundo! Os donos fazem o maior esforço para proporcionar o bem-estar para os cães e querem aproveitar todo o tempo com eles, inclusive em viagens.

O legal é que esse movimento vem sendo visto com bons olhos pelo setor de turismo, já que muitos hotéis e estabelecimentos estão se tornando pet-friendly, ou seja: aceitam receber os animais de estimação como hóspedes e clientes.

Mas, não basta apenas abrir a porta do carro e colocar o cachorrinho lá dentro: é preciso atenção e muito amor para viajar de carro com cachorros com segurança. Inclusive, se seu cão ainda é filhote, nós aconselhamos que você faça trajetos curtos de carro até que ele se acostume, ok?

Henry e Baloo: conheça a adorável dupla que já viajou mais do que muita gente

Agora, confira as dicas, com base nas nossas experiências de viagem, para você ter um passeio bem divertido com seu pet!

1. Faça uma plaquinha de identificação

viajar de carro com cachorros
Plaquinha presa na coleira! Foto: Wikimedia Commons

As plaquinhas de identificação são como o RG dos pets. É bem importante que você tenha uma, presa a uma coleira, em seu cão. Ninguém gosta de imaginar isso, mas caso o cachorrinho se perca, com a plaquinha de identificação contendo o nome e contato do dono, o retorno para o colo do tutor pode ser mais rápido.

2. Menores no banco de trás

viajar de carro com cachorros
Menores no banco de trás. Foto: Andressa Xavier Pellanda

Assim como temos todo o cuidado de não levar crianças pequenas no banco da frente, a regra também se aplica aos cachorrinhos. Isso porque no banco de trás seu pet estará muito mais seguro. Mas não pense que você pode colocar o cãozinho de qualquer jeito!

O ideal é que você tenha um cinto de segurança que possa ser fixado ao peitoral do pet e, ao mesmo tempo, no fecho do cinto do seu carro. Este equipamento é como um extensor, bem simples, mas que garante a segurança em caso de colisões. Você pode colocar a caminha do animal no banco de trás para que ele fique mais confortável e calmo.

Outro item bacana pensando na segurança dos pets são as cadeirinhas. Elas são fixadas nos bancos traseiros dos carros e possuem uma fivela para prender o peitoral do cachorro. Com essas cadeirinhas, os cachorros ficam confortáveis e seguros dentro de uma “cestinha”. A cadeirinha é ótima até para os cães tirarem um cochilo.

viajar de carro com cachorros
Segurança garantida na cadeirinha! Foto: Andressa Xavier Pellanda

As caixas de transporte também são interessantes nesse sentido, mas é importante que você prenda a caixinha no cinto de segurança. Do contrário, caso algum acidente aconteça, a caixa estará solta e pode ser perigosa tanto para o pet quanto para os demais passageiros do carro.

Nunca, jamais, leve o pet no banco da frente

É extremamente perigoso viajar de carro com cachorros que estejam no banco da frente, até mesmo com a cadeirinha, caixinha de transporte ou cinto, especialmente se o seu carro tiver Airbag.

Em situações de colisão, caso o Airbag seja acionado, seu pet pode ser arremessado ou pressionado contra o banco. Isso sem contar que mesmo com o cintinho, ele pode bater contra o vidro e se machucar. É super legal andar com o pet no colo, nós sabemos, mas pense na segurança em primeiro lugar.

3. Esteja com carteirinha de vacina em dia

Vacinas em dia? Bora pegar a estrada! Foto: Andressa Xavier Pellanda

Outro item essencial para quem quer viajar de carro com cachorros é ter a carteirinha de vacinação sempre na bolsa! Isso porque, caso um policial rodoviário pare o seu carro, eles podem solicitar a carteira de vacinação do animal. Se você estiver sem, vai se complicar. E se você estiver com ela, mas sem vacinar o pet corretamente, especialmente com a vacina contra a raiva, vai se complicar também.

Por isso, faça um check-up antes de pegar a estrada e confira se as vacinas estão em dia, bem como o vermífugo e o antipulgas. Esse é um bem que você faz para seu animal, que não corre o risco de pegar alguma doença, e também para ficar dentro das regras.

4. Uma consulta antes de viajar de carro com cachorros sempre vai bem

viajar de carro com cachorros
Um checkup é importante. Foto: Scott Air Force Base

Mesmo que a carteirinha de vacinação do cão esteja em dia, é legal você levar seu melhor amigo ao veterinário antes da viagem. Fazendo isso, você consegue a indicação de medicamentos importantes para comprar e ter em uma farmacinha.

Isso mesmo: seu pet também precisa ter uma bolsinha de primeiros-socorros. Por exemplo, se seu cão costuma vomitar quando passeia de carro, é interessante você levar um medicamento para enjoos e, principalmente, que saiba a dose correta que deve ser ministrada ao pet. Não adianta pegar um comprimido qualquer que você tenha em casa e querer oferecer ao cão: isso pode intoxicar o animal!

Hora de aventura: Jesse e o cão Shurastey viajaram pela América do Sul a bordo de um Fusca

Por isso, leve o cãozinho em uma consulta (já aproveita quando for dar as vacinas e tire essas dúvidas) para saber exatamente quais são e a posologia dos medicamentos. Vale tanto para remédios contra enjoo como para dor, alergias e limpeza de ferimentos. Todo cuidado é pouco!

5. Pare para o xixi em locais seguros

Sempre com a guia! Foto: Pxhere

Assim como nós ficamos apertadas quando viajamos de carro, os pets também têm necessidade de parar para fazer um xixizinho básico. Por isso, faça pausas de tempos em tempos para levar seu cachorrinho, sempre preso na guia, para fazer xixi ou coco.

Esse alerta de manter o animal preso pelo peitoral e na guia é absurdamente importante, mesmo que seu cão seja bem obediente. Nas estradas, pode ser que o cachorrinho se assuste com algum barulho de caminhão ou de carro e corra para a rua. Estando preso pelo peitoral e guia, você consegue segurá-lo e evita que essa escapada aconteça.

Atenção: ao fazer as pausas, esteja com os saquinhos para coletar as fezes do cão, ok? Não seja porquinha, deixando o coco pela estrada.

6. Planeje as pausas da viagem

Calcule o tempo de viagem com carinho. Foto: Wikimedia Commons

Se você vai viajar de carro com cachorros pela primeira vez, é legal traçar o caminho no GPS e ter uma ideia da distância e do tempo de viagem. Fazendo isso, é interessante você acrescentar de 40% a 50% a mais do tempo para viajar com o cão. Você viu que vai precisar parar para ele fazer xixi, por exemplo. A viagem não pode ser estressante nem para você nem para ele!

Paralelo a isso, pense em escolher lugares para pernoitar, caso a distância seja muito longa. Não judie do cão, fazendo uma viagem de 600 km de distância em apenas um dia. Todos vão ficar cansados.

7. Itens para a mala dos pets

Uma mala só para ele! Foto: Pixabay

Sim, eles também têm seus cacarecos! Ao viajar de carro com cachorros, você deve preparar uma malinha para eles contendo:

  • Garrafinha com água: tenha essa garrafa por perto, especialmente para servir quando fizerem uma pausa para xixi.
  • Potinho para colocar água: nem todo mundo tem aquelas garrafinhas que já possuem um potinho acoplado para servir água para os pets. Por isso, caso não tenha essas garrafas, deixe o potinho junto com a garrafinha.
  • Potinho para colocar comida: este pode ir dentro da mala e no porta-malas, já que é melhor não oferecer comidas para os pets durante a viagem (para eles não enjoarem). Mas, você precisa ter o potinho para servir a comidinha do seu amigo no hotel.
  • Lenço umedecido e toalha: ao parar na estrada para seu cão fazer xixi, pode ser que ele se suje. Se você não quiser que a sujeira se espalhe pelo banco do carro, vale a pena ter um lencinho e toalha para uma limpeza rápida. Use esse kit de higiene também para limpar o pet depois dos passeios.
  • Saquinhos para juntar coco: atrelado ao item anterior de higiene, tenha sempre, em todos os momentos, saquinhos para juntar o coco que seu pet fizer pelo caminho. Nunca deixe a caca pelas ruas, não seja porquinho!
  • Caminha ou colchonete: para ele dormir onde vocês chegarem. Os cães que viajam usando os cintos de segurança também podem ficar deitados dentro de suas caminhas, no banco traseiro dos veículos. Se você for viajar para um destino frio, vale levar uma roupinha e o cobertor do cão.
  • Brinquedos: seu pet não precisa ficar entediado com a viagem de carro. Separe o brinquedinho favorito dele e leve no passeio.

Ilha no Caribe está repleta de filhotinhos de cachorros e você pode adotá-los!

8. Atenção com a alimentação

Leve a marmita do seu doguinho. Foto: Pixabay

Você deve levar a alimentação para seu cachorro em seu carro. Armazene o alimento em sacolas bem fechadas para evitar que a ração saia rolando pelo carro. Calcule quanto tempo você vai ficar fora para levar a quantia correta para alimentar o pet.

Caso seu cachorrinho receba alimentação natural, armazene as refeições em uma bolsa térmica ou caixa de isopor para evitar que algo estrague pelo caminho.

O que fazer com seu animal de estimação quando for viajar?

9. Atenção à temperatura do carro

Nem muito quente, nem muito frio. Foto: Yuichiro Haga – Flickr

Atrelado ao item anterior, é importante você ficar de olho na temperatura ao viajar de carro com cachorros. Se ficar muito quente, seu pet vai ficar ofegante, com necessidade de muita água para se refrescar e, consequentemente, vai precisar de mais pausas para xixi pelo caminho. Se estiver muito frio, seu pet pode espirrar e ficar incomodado.

Por isso, se tiver tiver ar-condicionado, deixe o carro em temperatura neutra, nem muito quente e nem muito frio, para que todo mundo dentro do veículo viaje sem mal-estar. Viajar com a janela aberta é horrível e também perigoso para os pets, que podem ficar em pé no banco traseiro, com as janelas abertas (ainda mais em carro 4 portas). Isso é prejudicial, pois o vento pode irritar os olhos e ouvidos dos cães, bem como algum cisco pode entrar nos olhos e vias aéreas e incomodar o pet.

10. Curtam a viagem

Pedreira da Lagoa Azul em Campo Magro
Foto: Andressa Xavier Pellanda

Para fechar, a dica principal é: faça a viajar valer a pena para você e para seu animalzinho. Ao viajar de carro com cachorros, procure um hotel e passeios que sejam pet-friendly, para que você não deixe seu cão preso o dia inteiro.

Se você está saindo com ele para outra cidade, faça o possível para levá-lo junto nos passeios! Se seu pet não se sente bem andando de carro, não force a barra: deixe o cãozinho na casa de um parente ou até em um hotelzinho!

Não quer deixar seu cãozinho num hotel enquanto viaja? Conheça o DogHero!

Conta aqui nos comentários: você já viajou de carro com seu pet? Como foi a experiência? Compartilha que vamos adorar saber os detalhes.

3 comentários

  1. Olá Andressa, gostaria de saber se a cadeirinha da tubline é até 15 ou 10kg. Tenho também um shitzu e gostaria de comprar. Ele tem quase 8 kg, pois gostaria de espaço pra ele, e agora vou ter um shitzhu filhote. A partir de quanto tempo pode ir na cadeirinha? Ele vai ter 50 dias.

    1. Oi, Mirelli, tudo bem? Eu comprei a cadeirinha para cães até 15 quilos, ela não é tão grande quanto eu imaginei que seria (a cadeira ocupa o espaço de uma pessoa no banco de trás, por exemplo). Por ser um pouquinho maior, ele consegue ir bem confortável, muitas vezes até deitadinho.

      Eu comecei a usar a cadeirinha quando ele estava completando 1 aninho. Quando ele era filhote, eu usava o cinto e deixava ele na caminha (para ter algo com o cheirinho dele, para ele não ficar assustado). Com 50 dias, eles são muito pequenininhos, o ideal é você sair com ele de carro só para levar ao pet, para as vacinas. Depois de toda a vacinação, ele estará com 3, quase 4 meses – aí sim vale a pena sair mais de carro e viajar. Sobre a idade, os fabricantes da cadeirinha dizem que podemos levar filhotes, adultos e idosos – não acredito que tenha alguma limitação 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *