Conhecer lugares lindos não muito longe de casa parece uma boa pedida para escapadas mais apertadas no calendário. É o caso de Vale do Lunarejo, no Uruguai, mas ao mesmo tempo bem pertinho do Sul do Brasil. Na verdade, apenas uma rua separa as fronteiras, então aproveite para desbravar as riquezas naturais deste segredo bem guardado o quanto antes!

O trecho é parte do departamento de Rivera, ao noroeste do país e na fronteira com a brasileira Santana do Livramento. É bem familiarizada por gaúchos, que desfrutam de churrasco, cassinos e free shops, tornando-se um destino para compras, além de ser figurinha conhecida entre os amantes de esporte, pois sedia o Estádio Atílio Paiva Oliveira, uma das sedes da Copa América de 1995 e de importantes partidas da Copa Libertadores da América.

Vale do Lunarejo no Uruguai

Foto: via

Mas também há bastante coisa a se fazer quando o viajante percorre 75 km quilômetros a mais na estrada. A área ambiental de 20 mil hectares do Vale do Lunarejo é privada, porém comandada 100 pessoas dedicadas em sua preservação. Assim, se destaca como ponto de transição de espécies subtropicais da fauna e a da flora brasileira para as paisagens cênicas uruguaias, complementadas com morros de topos planos, formando ravinas, vales de rochas basálticas modelados por cursos d’água. Engloba parte do Aquífero Guarani, uma das reservas de água doce mais importantes do mundo.

Tal característica marcante do Parque Natural Nacional origina cavernas, cascatas, rios, riachos, paredões verticais, bosques, pastagens e arroios, ambientes propícios para animais raros e 150 tipos de aves. Guazubirá, cascavel, gato margay, puma e viuvinha vermelha estão entre eles.

Foto: via

Os picos de até 350 metros de altura, os cânions e piscinas naturais formadas por águas cristalinas geladas oferecem uma paisagem deslumbrante, talvez entre as mais belas de todo o Uruguai. Uma caminhada de três horas no meio da mata leva os turistas até a Cascada Del Índio, rodeada por árvores e rochas, encanta com sua queda de mais de três metros de altura. A Curva del Índio fica próxima.

As montanhas de maior notoriedade são Bonito, el Minuano, el Boquerón, el Cerro de los Peludos y el Lunarejo – Foto: El Caudillo

Existem outras opções como a Trilha dos Paredões, com queda d´’agua, poço e mirantes ao longo do percurso; a Trilha das Samambaias, que leva até a piscina natural nas nascentes do Arroio Lunarejo, além de exibir espécies gigantes de samambaia pelo caminho; e a Trilha Varandas do Lunarejo, que inclui banho numa bela queda d’água, cerca por paredões rochosos. A única com dificuldade baixa é a Trilha Morro do Boquerón, com vistas incríveis para o vale e banhos no arroio. As demais são de dificuldade média e recomenda-se a companhia de guias autorizados.

O turismo rural ganhou novas perspectivas com a profissionalização da infraestrutura, proporcionando a abertura de ranchos e fazendas a visitantes. No El Caudillo dá até para acampar, tomar banho de rio e fazer uma bela churrascada, algo típico das Pampas. Quem optar por mais conforto pode se hospedar nos quartos, com direito à pensão completa.

As pousadas são fundamentais não apenas para alojamento mas também para agendar passeios guiados pela região, incluindo caminhadas ecológicas, trilhas a pé, a cavalo ou com veículos 4×4, mountain bike e banhos nos poços e cachoeiras.

Foto: El Caudillo

Quando ir

O clima é bem favorável para atividades ao ar livre, com temperatura média de 19 graus. Em janeiro o calor chega a 24 graus e em meados de julho o frio fica em torno de 11 graus.

Como chegar

O acesso se dá pela Ruta 30, a partir do município de Tranqueras, próximo a Rivera. Quem vai a partir do Brasil precisa seguir rumo a Santana do Livramento e pegar as ruas que ligam à cidade uruguaia. São apenas 6 km de distância!

De Porto Alegre a distância é de 496 km, dando aproximadamente seis horas de viagem. O trajeto se inicia na BR 116 e depois migra para a BR 290 durante boa parte da jornada.

A uma rodoviária no local, com a viação Turil partindo de Porto Alegre. De Montevidéu, o Vale do Lunarejo está a aproximadamente 450 km de distância.

Foto via
Foto: via
Foto: via

Argentina, Chile e Uruguai: como viajar sozinho e gastando pouco para os três países

Encante-se com o charme de Colônia do Sacramento, a cidade mais antiga do Uruguai

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *