Com quase 1000 anos de história, a Torre de Londres já se tornou uma das atrações mais icônicas da Inglaterra. Motivos para isso não faltam, visto que a construção erguida por volta do ano 1070 é considerada como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco desde 1988.

Localizada no coração de Londres, a atração permite conhecer mais da história da cidade e ver de perto as jóias da coroa. Seu passado é tão curioso que o local chegou a ser lar do primeiro zoológico de Londres. Até 1835, a Torre abrigava animais exóticos vindos de diversas partes do globo, incluindo leões, ursos polares e até mesmo um elefante. Estes antigos habitantes são homenageados com uma série de 13 esculturas criadas pela artista Kendra Haste.

London Tower
Foto Bob Collowan/Commons/CC-BY-SA-4.0

Hoje, os únicos animais que vivem na Torre são sete corvos, cuidados com carinho por um guarda destinado exclusivamente a essa função. Diz a lenda que, caso os pássaros deixem o local, tanto a Torre quanto o reino irão cair. Pelas dúvidas, suas penas são cortadas para evitar fugas – e a possível “queda do reino”, que viria como consequência.

São estas histórias e experiências que fazem com que mais de 3 milhões de visitantes passem pelo local todos os anos. Sabia que esta é uma das 25 atrações mais visitadas do mundo?

História da Torre de Londres

Na década de 1070, William, o Conquistador, ordenou a construção de uma imponente torre de pedra no centro de sua fortaleza após conquistar Londres. As obras levaram cerca de 20 anos para serem concluídas.

Posteriormente, os reis Henry III e Edward I expandiram a estrutura, que ganhou novas muralhas de defesa e uma série de torres menores. Graças a eles, a torre foi transformada também no maior castelo concêntrico da Inglaterra – ou seja, com dois anéis de defesa paralelos. Dentro deles, localizavam-se os luxuosos alojamentos reais.

Torre de Londres
Foto CC BY-SA 3.0 CherryX

Além de servir para a proteção dos poderosos, a Torre também viria a deter outro poder: o financeiro. Desde o reinado de Edward I até 1810, todas as moedas que circulavam no reino eram cunhadas por ali. A realeza também usava a fortaleza para guardar seus objetos de valor e jóias. Elas continuam expostas até hoje, sendo guardadas por soldados britânicos.

London Eye: tudo sobre a roda-gigante mais famosa do mundo

O que ver na Torre de Londres

Visita ao forte

Os visitantes podem espiar o forte e entender mais sobre o passado bélico inglês. Existe até mesmo a reconstrução de uma plataforma de combate e estátuas de soldados em tamanho real com suas armas, que recriam a sensação de que uma batalha pode estar prestes a ocorrer.

Jóias da coroa

A coleção reúne 23.578 pedras preciosas que são usadas até hoje em cerimônias reais. Encontre-as na Jewel House, sob a mira de alguns dos Yeomen Warders. A exposição explica ainda a importância destas jóias e o simbolismo de cada objeto.

Yeomen Warders

Um dos programas preferidos dos visitantes que chegam à Torre de Londres é ver os Yeomen Warders, também conhecidos como Beefeater. Estas figuras emblemáticas são guardiões cerimoniais do local e normalmente estão vestidos com roupas azuis com adornos em vermelho. Em ocasiões especiais, eles podem ser vistos com os famosos uniformes vermelhos com detalhes em dourado, conhecidos como Tudor State Dress.

Foto CC BY-SA 2.0 Kenneth Allen

A Torre Branca

Esse é o edifício mais antigo da Torre de Londres, construído entre os anos 1078 e 1100. A White Tower, ou Torre Branca, já serviu como residência real, prisão e até como um depósito de armas.

Palácio Medieval

A antiga residência da realeza britânica esbanja toques de luxo ainda nos dias atuais. É possível encontrar parte do mobiliário de época e sentir-se como um verdadeiro nobre inglês.

Capela de São Pedro

Datada de 1520, essa capela era usada para sepultar os prisioneiros mais famosos que foram executados na torre. Entre eles, está a Rainha Anne Boleyn, condenada à morte apenas três anos após seu casamento com Henry VIII.

Cerimônia das chaves

Única das atrações citadas aqui que exige a reserva de ingressos separadamente, a Cerimônia das Chaves é gratuita, mas os tickets precisam ser reservados com meses de antecedência. O evento ocorre diariamente às 21h30 e as entradas estão esgotadas até abril de 2020. Em 1º de novembro de 2019, serão abertas as reservas para os meses de maio a outubro de 2020.

Shoreditch: o lado descolado de Londres

Como visitar a Torre de Londres

É recomendado reservar pelo menos três horas para conhecer a Torre de Londres. Tenha em conta que o local costuma ficar bastante cheio durante os meses de férias escolares no Reino Unido, principalmente nos meses de julho e agosto. Nessas épocas, podem formar-se filas em alguns lugares da atração, principalmente na área de ingressos.

Como chegar

É possível chegar à Torre de Londres de metrô. Para isso, é recomendado descer na estação Tower Hill. A partir daí, são apenas cinco minutos caminhando.

Outras estações de metrô ficam localizadas entre 10 e 15 minutos de caminhada. São elas: Aldgate, Aldgate East, Tower Gateway, Monument, Bank, London Bridge e Fenchurch Street.

De ônibus, é possível chegar ao local com as linhas 15, 42, 78, 100 e RV1. Além destas, todas as rotas turísticas param próximo à Torre de Londres.

Foto CC BY-SA 3.0 Londonplanters

Preço dos ingressos

Há diversos tipos de ingressos e os valores variam para compra online (antecipada, com 10% de desconto) ou pagamento na hora.

Veja os preços para compra online:

  • Adultos: £ 24,70 (R$ 120)
  • Jovens entre 16 e 17 anos ou idosos (65+): £ 19,30 (R$ 94)
  • Crianças entre 5 e 15 anos: £ 11,70 (R$ 57)
  • Pacote família 1 (1 adulto e até 3 crianças): £ 44,40 (R$ 215)
  • Pacote família 2 (2 adultos e até 3 crianças): £ 62,90 (R$ 305)
  • Menores de 5 anos não pagam

Guias em áudio podem ser adquiridos com preços a partir de £ 4 (cerca de R$ 20). Para visitantes deficientes visuais, o local elaborou um guia audiodescritivo especial, incluído no valor do ingresso. Felizmente, o português está entre os diversos idiomas oferecidos pelos guias, que devem ser retirados no Beefeater Shop, localizado logo após a entrada da Torre. Há descontos especiais para grupos de mais de 15 pessoas.

Atenção: Todos os ingressos comprados online devem ser levados impressos para a atração, cujo sistema não é capaz de escanear e-tickets.

Horários de abertura

Os horários de abertura da Torre de Londres variam de acordo com a época do ano.

  • De 1º de março a 31 de outubro
    • Terça a sábado, das 9h às 17h30
    • Domingos e segundas, das 10h às 17h30
    • Últimos acessos às 17h
  • De 1º de novembro a 28 de fevereiro
    • Terça a sábado, das 9h às 16h30
    • Domingos e segundas, das 10h às 16h30
    • Últimos acessos às 16h

A atração fecha entre os dias 24 e 26 de dezembro e em 1º de janeiro. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *