O maior salto longitudinal do mundo se divide entre Brasil e Argentina. É o Salto do Yucumã, que possui 1.800 metros de extensão no Rio Grande do Sul. A paisagem é rodeada pela vegetação da Mata Atlântica, que preserva espécies ameaçadas de extinção.

O município de Derrubadas fica a aproximadamente 498 km de distância da capital, Porto Alegre. A cidade tem quase 50% de seu território formado pelo Parque Estadual do Turvo, que concentra um dos maiores fragmentos da Floresta Tropical Caducifólia do Estado, chamada popularmente de mata seca. Tal ecossistema apresenta espécies da fauna e da flora que são fundamentais para a manutenção do ciclo de oxigênio.

Dentro da área de preservação, que possui árvores chegando a 30 metros de altura, vivem animais como a puma, a onça-pintada, a anta, o pica-pau rei e o uru, todos ameaçados de extinção. Há ainda uma variedade de espécies botânicas, peixes, répteis, anfíbios, borboletas, insetos e fungos. A observação de aves também acaba sendo um atrativo do local, afinal, são 290 tipos para procurar. 

Foto: Dante Meller
Foto: Carlos Neimar Kuhn/Parque do Turvo

A partir de uma estrada de 15 km se encontra o centro de lazer do Salto do Yucumã, formado a muitos atrás a partir de uma falha geológica, uma fenda no rio Uruguai, que chega até 120 metros de profundidade. Caminhando numa pequena trilha de 500 metros, o público chega até a exuberante vista do “Grande Roncador”, significado do nome em tupi-guarani. As quedas d’água podem chegar até 12 metros de altura. 

A margem brasileira é mais baixa, fazendo com que o visual se assemelhe a um degrau basáltico, onde cai a cortina de águas brancas e ruidosas.

Foto: Secretaria de Turismo de Derrubadas
Foto: divulgação/Parque do Turvo

Por seguir o curso do rio entre território brasileiro e argentino, o salto sofre variações na paisagem de acordo com o nível das águas. No período de estiagem, o visual pode ficar menos atraente.

Em contrapartida, há épocas que o rio fica tão cheio que cobre as quedas d’agua e impede o visitante de caminhar sob os lajedos. É importante encontrar um meio termo na hora de planejar a visita, sendo os meses de novembro a abril ideais para conhecê-lo

Quanto menor a vazão do rio Uruguai, maior a visibilidade do Salto. 

Foto: Secretaria de Turismo de Derrubadas

Entre as orientações para os visitantes, a administração destaca que: não é permitida a entrada de animais domésticos; não é permitido acampar; não há restaurantes e lanchonetes no local, havendo necessidade de levar um lanche; fotos e filmagens são permitidas desde que não tenham fins comerciais. 

Além da trilha que leva até o salto do Yucumã, o parque conta ainda com outras duas opções liberadas ao público e uma maior, de 8 km, com acesso permitido apenas para instituições de educação ambiental. 

Foto: divulgação/Parque do Turvo
Foto: Secretaria de Turismo de Derrubadas

Como visitar o Salto do Yucumã

O Parque Estadual do Turvo está funcionando de quinta a segunda-feira, das 8h às 16h. A entrada só será permitida mediante agendamento prévio pelo telefone:  (55) 99918–3006. É obrigatório o uso de máscara e a utilização de álcool gel bem como respeitar as normas de distanciamento social. 

Os ingressos custam R$ 17 por pessoa. Estudantes, idosos, crianças de 2 a 12 anos pagam R$ 8,55. Menores de 2 anos têm entrada franca. Pagamento em dinheiro ou cartão de débito.

Para chegar em Derrubadas (RS), o aeroporto mais próximo é o de Chapecó (SC), cidade que está a 265 km de distância. O aeroporto de Caxias do Sul é outra opção mais próxima, a 342 km. Depois é preciso realizar o percurso de carro ou ônibus pelas rodovias estaduais. Alugue online um carro para fazer essa viagem.

Foto: Secretaria de Turismo de Derrubadas

Rotas turísticas 

A região conta com algumas opções de rotas turísticas para os viajantes que querem ir mais longe. A Rota do Yucumã abarca 32 municípios, com diversos atrativos naturais, rurais e culturais. 

Na divisa com a queda d’água vale a pena conhecer Derrubadas, que conta com balneários, cascatas e propriedades rurais históricas, chamadas de recantos, dedicadas à produção de cachaça, criação de peixes, hortifruticultura e ao cultivo de orquídeas. 

Para percorrer boa parte destes atrativos, o roteiro Caminhos de Derrubadas é oferecido pela agência RKV Turismo. A mesma empresa também oferece o tour Rota das Cachoeiras, passando por quedas d’água da região. 

Na cidade de Ajuricaba tem a Rota Rural Sabores e Saberes, que inclui visita à construções históricas, sítios, queijaria, casa de chá e loja de artesanato. Já o Roteiro “Caminhos da Produção” engloba oito pontos de visitação em Augusto Pestana, passando por paisagens agrícolas, degustação de pratos italianos, vinhos, café colonial e doces. 

Foto: Secretaria de Turismo de Derrubadas
Foto: Secretaria de Turismo de Derrubadas
Foto: Secretaria de Turismo de Derrubadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *