Quando se pensa no Caribe, quais lugares vêm à sua cabeça? Provavelmente Cancún, Aruba, Bahamas… A ilha de Saint-Martin é um dos destinos ainda pouco explorados da região, mas tem tudo para cair no gosto dos brasileiros.

As praias de Saint-Martin, como ocorre com muitos destinos caribenhos, são a perfeita definição do tão batido adjetivo “paradisíaco”. A verdade é que não há maneira melhor para descrever estes balneários de areias brancas e mar azul-turquesa.

O clima também é favorável aos visitantes, com temperatura média anual de 27º C. Entretanto, o destaque não fica apenas para seus inúmeros dias de sol, mas também para o clima de hospitalidade que parece tomar conta da ilha. É como cair de cabeça na Riviera Francesa, mas sem precisar ir tão longe.

Foto © Laurent Benoit

Onde fica Saint-Martin

Que Saint-Martin fica no Caribe você já deve ter entendido. Acontece que esta ilha de 87 quilômetros quadrados fica na parte nordeste do mar do Caribe. Ela está localizada a cerca de 300 km ao leste de Porto Rico.

Seu território é dividido entre o domínio francês e o holandês. Cerca de 60% da área pertence à França, que ficou com o lado norte da ilha. O restante é parte do Reino dos Países Baixos.

Destinos pouco conhecidos no Caribe

Como chegar a Saint-Martin

Até o momento, não há voos diretos entre o Brasil e a ilha de Saint-Martin. Para chegar ao destino, será necessário fazer uma conexão. As melhores rotas são via Cidade do Panamá, com a Copa, ou via Miami, com a American Airlines.

O único aeroporto internacional da ilha fica localizado no lado holandês. Trata-se do Princess Juliana International Airport (SXM) que recebe voos diários vindos de outras localidades das Américas e da Europa.

Encontre aqui sua passagem aérea para Saint Martin a partir de R$3435 em até 12x

Praias de Saint-Martin

Há ainda um aeroporto regional localizado no lado francês da ilha, servido por oito voos diários para Pointe-à-Pitre, em Guadalupe, e um voo diário para São Bartolomeu.

Saint-Martin também encontra-se na rota de cruzeiros, recebendo mais de 2 milhões de passageiros em seus dois portos. Enquanto o Porto de Galisbay é mais utilizado por cruzeiros de médio porte, o St. Maarten Port Authority, no lado holandês da ilha, recebeu este ano o seu passageiro de número 1.000.000.

Que língua se fala na ilha

Se já ficou claro como chegar à Saint-Martin, a comunicação na ilha ainda pode ser motivo de confusão. Afinal, que língua se fala por lá?

Por ser um território dividido entre França e Holanda, entende-se que cada lado usa a sua própria língua oficial. Na parte francesa, este é o idioma principal, enquanto a parte holandesa opta pelo neerlandês. Graças à grande afluência de turistas, o inglês e o espanhol também são idiomas comuns de se ouvir no local.

O Caribe como você nunca viu: surpreenda-se com a Isla Palma na Colômbia

Foto © Laurent Benoit

Qual a moeda de Saint-Martin?

Oficialmente, a ilha de Saint-Martin possui duas dividas: no lado francês, usa-se o euro; no holandês, o florim das antilhas neerlandesas. Para calcular, vale pensar que um euro equivale a mais ou menos dois florins.

Entretanto, para evitar confusão, o mais fácil é simplificar e adotar o dólar como moeda oficial da viagem, mas ter sempre alguns euros por segurança. Em geral, o dólar é bastante aceito, principalmente no lado holandês.

O que fazer em Saint-Martin

A atração principal, como em quase todo o Caribe, são as praias deslumbrantes desta ilha franco-holandesa.

Apenas na parte francesa, são 26 praias diferentes para os turistas escolherem. Se o banho de sol e de mar não for seu forte, opte por praticar esportes nestas águas cristalinas. Surfe, kitesurf e canoagem são algumas das opções disponíveis, assim como mergulho livre ou com snorkel. A visibilidade sob a água é tão boa que a fauna e a flora marinhas podem ser observadas quase que diariamente.

Se a ideia for mesmo relaxar, são muitos os resorts que oferecem serviços completos para quem não quer pensar em nada. Passeios de catamarã complementam a viagem e levam os viajantes a desbravar as melhores paisagens da ilha.

Passeios em Saint-Martin

Catamarã – as empresas Blue Beard e Scoobidoo oferecem passeios regulares e privativos;
Kitesurfe – é possível fazer um curso com B52 Kiteschool, que oferece também navegação supervisionada e aluguel de kitesurfe;
Paraquedas – quer uma dose de emoção na viagem? A SXM Parachute faz saltos acompanhados para desfrutar de muita adrenalina nos céus de Saint-Martin;
Reserva natural nacional de Saint-Martin – regulamentada desde 1998, esta reserva natural fica na região noroeste da ilha. Ela pode ser visitada e atividades como mergulho e passeios de barco ou canoa podem ser agendadas através de uma agência de turismo receptivo.

Fique de olho! Temporada de furacões no Caribe por destino

Foto © Laurent Benoit

Confira aqui e compre online seus passeios em Saint Martin

Gastronomia

A gastronomia em Saint-Martin reflete a fusão de culturas na ilha, onde mais de 100 nacionalidades são representadas. A isso se deve a variedade das opções que se encontram por lá: comida francesa, caribenha e de diversas outras origens são encontradas em um território tão pequeno. A diversidade rendeu ao destino o título de Capital Gastronômica do Caribe.

Impossível sair de lá sem provar o ti’punch. O drink típico local leva rum branco (destilado tradicional do Caribe), limão e xarope de cana-de-açúcar.

Veja abaixo alguns dos restaurantes de destaque na região, indicados pela Cap Amazon Tropical Marketing:

  • Bacchus – com homenagem ao deus do vinho, este lugar faz jus ao nome e reúne restaurante, café e loja de vinhos em um mesmo espaço;
  • Kontiki Beach – delicioso “pé na areia” em Orient Bay que não deixa nenhuma necessidade de fora. Além de refeições, petiscos e bons drinks, há ainda serviço de praia;
  • L’Atelier – outro estabelecimento localizado em Orient Bay, esta casa é especializada em carnes e peixes;
  • La Villa – um bom lugar para jantar na baía de Grand Case;
  • Le Piment – com uma carta composta por massas, saladas, carnes, peixes e frutos do mar, esse restaurante em Orient Bay é uma ótima pedida durante a viagem;
  • Le Pressoir – para quem pretende se especializar na degustação de runs, este restaurante elegante oferece mais de 150 rótulos da bebida;
  • Rainbow Café Beach – para um dia na praia em Grand Case, este típico “pé na areia” conta com serviço de praia, petiscos, almoço e jantar;
  • Rhum Island – fábrica e loja especializada em rum, para provar (e comprar) alguns dos melhores rótulos da bebida.

Saint-Martin: dicas

  • Visto: brasileiros não precisam de visto para entrar em Saint-Martin;
  • Compras: as lojas da ilha são dutyfree. Isso significa que parte do dinheiro gasto em compras pode ser recuperado na hora de voltar ao Brasil;
  • Hospedagem: A oferta de hotéis de luxo é um dos destaques da região. Entre os atuais, destacam-se o La Samanna ou o La Playa. Para o próximo ano, o Secrets St. Martin Resort & Spa, da rede AMResorts, é a novidade, com inauguração prevista para fevereiro de 2020.
  • Festivais: de 11 a 15 de março de 2020, acontece o SXM Festival, um evento de música eletrônica que ocorre nos dois lados da ilha. No mês seguinte, é a vez do Salsa Festival, marcado para ocorrer entre os dias 23 e 27 de abril.

Pronto para embarcar nessa viagem? Aproveite e descubra também quais são as melhores praias do Caribe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *