Durante as viagens, sempre sobra um tempinho para fuçar nas lojas e, quem sabe, trazer umas lembrancinhas para o Brasil. Em alguns países, é possível não só gastar, mas receber de volta os valores de taxas. A boa notícia é que no Velho Continente isso é possível! Saiba como pedir reembolso de impostos de compras na Europa.

Chamada também de tax free e tax back, a prática isenta os turistas de taxas como a VAT (Imposto de Valor Agregado), semelhante ao ICMS. Cada país estipula seu valor mínimo em compras para oferecer o benefício, na maioria dos casos controlado pela Global Blue, operadora que faz a devolução de até 25% do valor dos produtos adquiridos em até 270 mil lojas ao redor do mundo. Na França, por exemplo, é preciso gastar ao menos 175,01 euros; já em Portugal, com 61,35 euros já há reembolso; na Itália é de € 154,95 e na Espanha, € 90,16. No site é possível descobrir quanto se recebe por cada centavo gasto.

A melhor coisa a se fazer é procurar por lojas que tenham o selo Tax Free da Global Blue, colado na porta ou próximo ao caixa, e solicitar o Formulário Livre de Impostos (Tax Free Form) na hora do pagamento. É mais fácil preenchê-lo já no local para não perder nenhuma informação depois.

O pedido deve ser feito ao deixar o país onde foram feitas as compras – ou ao deixar o último país do seu roteiro de viagem, caso sejam vários lugares da União Europeia -, no porto ou no aeroporto. Ou seja, chegue com antecedência de pelo menos uma hora para resolver isso. Caso não haja tempo disponível, pegue envelopes apropriados nas lojas afiliadas, ou um envelope qualquer, para enviar a documentação e os comprovantes seguindo as instruções da empresa.

Com tempo, procure pelo balcão da Alfândega e apresente a papelada, além de deixar os produtos com fácil acesso, já que podem ser solicitados. Feito isso, encontre um banco da Global Blue no aeroporto e apresente o formulário carimbado para ter a devolução de impostos, feita no cartão de crédito ou em dinheiro vivo. Boas compras!

Post por Brunella Nunes

Fotos: divulgação

9 comentários

  1. Uma dúvida este valor mínimo precisa ser em uma única loja, ou a somatória de todas as compras que eu fizer neste pais ?

      1. Fiz compras no El Corte Ingles, em Lisboa, e fui efetuando os pagamentos nos diversos departamentos da loja. Ao solicitar o formulário no serviço de atendimento ao cliente, a atendente não considerou as compras abaixo de 60 euros, informando que eu deveria ter me dirigido primeiro ao serviço de atendimento ao cliente e solicitado um cartão onde as compras seriam lançadas e pagas de uma única vez. Resumo, no El Corte Ingles compras pagas individualmente, abaixo de 60 euros não foram somadas/consideradas no preenchimento do formulário.

  2. Uma dúvida: o processo para devolução é feito no aeroporto de saída da Europa, e quando chegarmos no Brasil, precisa apresentar alguma coisa também? Fico na dúvida, porque a cota para compras no exterior é de $ 500,00 por pessoa, ou seja, se declararmos na saída da Europa um valor maior do que esse, depois quando chegarmos no Brasil, se precisar fazer algum trâmite aqui também, teremos que pagar imposto sobre o valor que ultrapassa a cota, e daí não valeria a pena pedir o reembolso do IVA. Poderia esclarecer isso?

    1. Se você tiver passado a cota, terá q declarar sim aqui no Brasil.O reembolso que você pede na Europa é apenas dos impostos cobrados por lá em cima dos produtos. O valor que deve pagar aqui é diferente pq é uma “multa” em cima do valor ultrapassado.

      1. Obrigada pela resposta! E caso não ultrapasse a cota, na chegada no Brasil, é obrigatório passar pela alfândega ou declarar algo, pelo simples fato de ter solicitado o IVA na saída da Europa? Ou só preciso declarar e passar pela alfândega se estiver ultrapassado a cota? Tipo, se solicitar o reembolso do IVA na Europa, fico obrigada a fazer algum trâmite na chegada ao Brasil também?

  3. Uma dúvida: eu vou fazer as compras em Paris, meu voo sai de Paris e vai para Lisboa. O voo de volta para o Brasil sai, portanto, de Lisboa. Onde eu devo pedir o reembolso? No aeroporto de Paris ou no de Lisboa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *