A equipe do Quanto Custa Viajar sempre que pode coloca as asinhas de fora e sai para explorar o lindo país onde nascemos. Narrando as nossas aventuras aqui no blog, resolvemos fazer um “tudo junto & misturado” para te ajudar a decidir os próximos dias em que tiver um breve descanso. Confira os roteiros de até 7 dias para curtir a natureza no Brasil, baseados em experiências reais.

Três dias em Urubici (SC)

Terra da neve, Urubici ganha certa notoriedade quando chega o inverno, pois lá as temperaturas costumam cair tanto que chega a ter geadas cabulosas. Acontece que o pequeno município também serve de ponto de partida para conhecer algumas belezas grandiosas, como a Serra do Rio do Rastro, o Morro da Igreja, a Cachoeira Véu da Noiva, a Gruta Nossa Senhora de Lourdes e até um parque com pinturas rupestres. Além disso, tem algumas pousadinhas charmosas para você se refugiar pós passeio. Partiu road trip? Se liga no roteiro completo aqui!

Vista do Mirante da Serra do Rio do Rastro. Foto: Andressa Xavier Pellanda

Final de semana em Brotas (SP)

Já ouviu falar de Brotas? Se sim, está esperando o quê pra ir? O município a cerca de 250 km de São Paulo é um verdadeiro playground natural, com muitos parques maravilhosos e cachoeiras deliciosas. O maior ponto positivo é contar com uma infraestrutura de primeira, que facilita os passeios para toda a família, inclusive a níveis de acessibilidade. A rede hoteleira é tão variada que você mal sabe qual hotel escolher. Entre os hotéis fazenda, há opções para todos os gostos e bolsos. E mais: tem até um lugar surreal por lá…de águas borbulhantes, azuis como o céu e bem cristalinas. Para saber tudo isso e muito mais do que aprontamos por lá, não perca esse post.

Foto: Reprodução / Recanto das Cachoeiras

Três dias no PETAR, Parque Estadual Turístico Alto do Ribeira (SP) 

Sócio-fundadora do Quanto Custa Viajar, Amanda Santiago se mandou para o PETAR sem saber o que viria pela frente, mas voltou apaixonada. Isso porque o destino é simplesmente fantástico e entrega o que promete: paisagens cinematográficas, cavernas misteriosas e cachoeiras bem preservadas. Dividido em núcleos, o parque a 340 km de São Paulo e a 185 km de Curitiba conta com diversos atrativos, cada qual com suas particularidades. Além das hospedagens tradicionais, também conta com um glamping, um tipo de alojamento mais aconchegante do que os campings, no meio da natureza. Confira o roteiro com tudo o que rolou em apenas um final de semana! E dá o play no vídeo que fizemos!

Quatro dias na Floresta Amazônica (AM)

Como não morrer de amores pelo Pulmão do Mundo, né? Em meados de julho, pegamos a mochilinha e partimos para Manaus com o intuito de passar algumas noites dentro da Floresta Amazônica. E mais: com direito a hospedagem num bangalô panorâmico de frente para o rio Juma, passeios noturnos e pensão completa, ou seja, fartura ao longo do dia todo. Além disso, os visitantes são recepcionados por uma equipe inusitada: macaquinhos, nossos conterrâneos! Fora isso, rolou visita nas cachoeiras e grutas surreais de Presidente Figueiredo. Saiba mais sobre essa viagem aqui!

Encontre a passagem com o melhor preço para Manaus aqui!

Sete dias acampando no Jalapão (TO)

Ah, Jalapão…a fama tardou, mas chegou! Cada vez mais explorado pelos brasileiros, o Parque Nacional em pleno cerrado tem “apenas” 34 mil km², o que significa uma imensidão de coisas para ver ou fazer. Numa viagem de sete dias e seis noites você consegue aproveitar muitas atrações, especialmente se fechar um pacote com agências especializadas, como nós fizemos, assim reduz o risco de se perder e, consequentemente, perder tempo a toa. A jornada passa por cachoeiras, fervedouros, praias fluviais, paredões verdes e as dunas maravilhosas que são cartão postal do lugar. Confira o roteiro completo e os custos da viagem nesse post.

Pesquise aqui sua passagem aérea para Palmas!

Uma semana em Morro de São Paulo (BA)

Alô, Salvador? Bahia tem cara de férias e Morro de São Paulo é o lugar perfeito para curtir uma viagem rápida dentro do estado. Atravessando o mar em cerca de duas horas de catamarã se chega à ensolarada ilha rodeada de praias paradisíacas, restaurantes pé na areia, pousadas com vistas espetaculares e aquele pôr do sol inesquecível. Para saber todos os detalhes, dicas e custos dessa trip, se liga no roteiro!

Partiu Salvador! Pesquise aqui sua passagem.

Cinco dias em Ilhabela (SP)

O litoral Norte de São Paulo reserva grandes surpresas. Uma das nossas descobertas recentes foi a bela e isolada Praia de Castelhanos, em Ilhabela. Com acesso apenas de bike, a pé ou de jipe, o percurso até ela passa por 22 km de mata densa, mirantes, cachoeiras, nascentes e muito ar puro. Chegando ao local, que fica do outro lado da ilha, se vê o mar esverdeado e montanhas a perder de vista logo ao fundo. Cenário de filme, um colírio para os olhos. Além disso, você também pode curtir os charmes da cidade e as outras praias lindas, como Feiticeira, Saco do Eustáquio e do Curral. Veja os detalhes do nosso rolê nesse link!

Foto: Brunella Nunes

Cinco dias em Arraial D’Ajuda e Trancoso (BA)

opção: adicionar mais três dias para ir até Caraíva

Olha ela aí de novo. A Bahia não sai dos nossos corações! Quem vai até Porto Seguro simplesmente precisa pegar 15 minutinhos de balsa e esticar o rolê até Arraial D’Ajuda. O vilarejo tem praias lindas, bastante infraestrutura (considerando um lugar pequeno) e aquela hospitalidade baiana sensacional. É ótimo para descansar.

Foto: Brunella Nunes

Se estiver de carro, estique ainda mais rumo a Trancoso, que até ser descoberto por celebridades e empresários espertíssimos, era passeio de hippies. O centrinho turístico, chamado de Quadrado, é super fofo, os hotéis são de revista, as praias são bonitas, limpas e contam com clubes que trazem mais badalação ainda para o destino.

No lado oposto, temos Caraíva, vila de pescadores que, embora tenha ganhado certa fama, ainda preserva suas principais características. Apesar de cara, é mais rústica, não entra carros (você estaciona antes de atravessar o rio) e simplesmente faz a gente não querer voltar pra casa. Não recomendo poucos dias para ir até Caraíva porque a viagem é mais longa e a estrada meio chatinha. Saiba mais sobre essa viagem inesquecível aqui!

Foto: Brunella Nunes

Encontre aqui a passagem aérea para Porto Seguro!

Uma semana em Paraty (RJ)

Pertinho de São Paulo, ali na divisa com o Rio de Janeiro, existe uma cidade que se inspirou na portuguesa Açores para crescer. Paraty é dona de um charme único e tem belezas naturais pra ninguém botar defeito. O centro antigo tem ruas de pedra, casas e comércios em edifícios coloniais, além de igrejas que resistem ao tempo. É um lugar para caminhadas tranquilas, contemplação, passeios de barco, contato com povos indígenas, banho de mar e cachoeira. Entre cinco e sete dias você consegue aproveitar tudo isso no sossego!

Foto: Brunella Nunes

Cinco dias em Belo Horizonte e Inhotim (MG)

Minas Gerais tem muitos encantos, mas se você ainda não conhece, comece pela capital. Pegue dois dias para explorar Belo Horizonte (Bêagá, para os íntimos), que tem muitos centros culturais, bares abraçados pela alma boêmia, bons restaurantes e edifícios históricos lindos. Depois, siga rumo a Brumadinho, pequena cidade que abriga o Instituto Inhotim (veja nosso roteiro pelas galerias!), maior museu de arte contemporânea a céu aberto do Brasil, com jardins impecáveis e pavilhões dedicados a diversos artistas. Colírio para os olhos e alimento para o cérebro. Para conhecê-lo de forma integral é recomendado dois dias. Reserve o quinto dia para conhecer outras coisas em Brumadinho, como mirantes, cachoeiras e o delicioso restaurante Ponto Gê.

 

Foto: Brunella Nunes

Passagem aérea para BH você encontra aqui!

Quatro dias em Ubatuba (SP)

Mais uma opção para quem vai até o Litoral Norte paulista. A cerca de três horas da capital, Ubatuba tem uma porção de praias, embora pouca gente realmente conheça todas. Difícil é encontrar uma feia e o mais legal é que todas tem um visual diferente. Entre as favoritas da equipe está a Praia do Cedro, pequenina, cercada pela vegetação e com um mar lindão; e a Praia da Justa, onde você pode ficar “de boa na lagoa” olhando os morros ao redor, porque a água tem pouco movimento. Se tiver mais tempo, vai até Paraty que é pertinho! Veja nosso roteiro aqui!

Foto: Brunella Nunes

Quatro dias em Florianópolis (SC)

Ah, Floripa, a ilha da magia! E o melhor: você consegue aproveitá-la em poucos dias. Claro que o ideal para conhecer as mais de 40 praias da costa são uns três meses sabáticos, mas somos reles mortais. Sendo assim, pegue um feriadinho prolongado ou até mesmo um final de semana (dependendo do tempo de voo…) e siga para as dunas da Joaquina, a sossegada Campeche, as ondas da praia Mole, a naturista Galheta e a escondida Matadeiro. Isso só para citar algumas a incluir no seu roteiro. Também vale ficar de bobeira na Lagoa da Conceição e passear num lugar bem peculiar, que lembra Portugal.

Confira o guia completão nesse link!

Foto: Brunella Nunes

Um semana em Boipeba e Moreré (BA)

Então…sabe a Bahia? Olha ela aqui de novo! É chão que não acaba mais pra explorar no Nordeste! Quem conseguir uma semana de folga precisa pegar o próximo voo rumo a Salvador e se preparar para uma jornada de cinco a seis horas rumo a Boipeba. Mas olha, vale a pena, especialmente se você quiser se isolar do mundo todo. A ilha no município de Cairu tem praias desertas rodeadas por coqueirais, pousadas incríveis e pequenos comércios super charmosos, tanto de gringos que não quiseram ir embora como de locais.

Foto: Brunella Nunes

Do ladinho está Moreré, outra maravilha baiana, conhecida pelas piscinas naturais que se formam em maré baixa. Mas não se limite a isso, visite a Cova da Onça, faça um passeio de barco no mangue e fique hospedado na maravilhosa Casa Bobô, onde você é tratado que nem realeza por um casal super gente boa!

Foto: Brunella Nunes

Um final de semana em Campos do Jordão (SP)

Campos do Jordão é um dos destinos mais falados de São Paulo, especialmente no inverno. No alto das colinas, a cidade tem arquitetura inspirada nas típicas casinhas alemãs, é rodeada de verde, bons restaurantes e lojas caras. Tudo muito lindinho. Porém, mais lindo ainda é sair do miolo central e explorar as maravilhas naturais da região. Confesso que me surpreendeu muito descobrir que tantas coisas incríveis “se escondem” em Campos. Clica aqui para saber os lugares que você NÃO PODE perder por lá!

Foto: Brunella Nunes

Muitos desses passeios você vai precisar de carro, alugue online o seu e partiu curtir o Brasil!

15 lugares baratos para viajar no final do ano

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *