Com um trajeto de 2.800 km que passa por 17 parques nacionais, a recém-criada Rota dos Parques da Patagônia, no Chile, é uma das estradas mais bonitas do mundo. O percurso sai de Puerto Montt, no centro-sul do país, e vai até Cabo Horn, integrando-se aos canais patagônicos Carretera Austral e Rota do Fim do Mundo.

Essa grande atração chilena, criada no final de 2018, protege 24 ecossistemas, incluindo lagos, rios, montanhas, florestas e geleiras, que são refúgios de 140 espécies de aves e de 46 mamíferos. Quem faz essa viagem maravilhosa passar por 60 comunidades que amam sua cultura e tradições, além de estarem dispostos a receber os turistas com muito carinho.

ASSISTA a este vídeo que mostra mais detalhes sobre os cenários exuberantes que fazem parte da rota (nunca te pedi nada!)

É de arrepiar, não acha? <3

Confira aqui quanto custa viajar para as principais cidades do Chile

Encante-se com a Rota dos Parques da Patagônia Chilena

rota dos parques da patagonia
Foto: Ruta de los Parques

A Rota do Parque é mais uma alternativa de desenvolvimento para a Patagônia chilena pensando no turismo como consequência da conservação.

A ideia é proteger a natureza, proporcionar o desenvolvimento econômico local, garantir a integração territorial e levar a imagem do Chile para o mundo.

Espia essas fotos e diga se a Rota dos Parques da Patagônia não é incrível? <3

rota dos parques da patagonia
Foto: Ruta de los Parques
rota dos parques da patagonia
Foto: Ruta de los Parques

Dicas para viajar para a Patagônia, confira nosso guia!

rota dos parques da patagonia
Foto: Ruta de los Parques
rota dos parques da patagonia
Foto: Ruta de los Parques

Carretera Austral, no Chile, é a road trip dos sonhos dos aventureiros

rota dos parques da patagonia
Foto: Ruta de los Parques
rota dos parques da patagonia
Foto: Ruta de los Parques

Confira 10 lugares imperdíveis da Patagônia

rota dos parques da patagonia
Foto: Ruta de los Parques

Formações rochosas são atrações imperdíveis na Patagônia chilena

rota dos parques da patagonia
Foto: Ruta de los Parques

Parques Nacionais na Rota dos Parques da Patagônia

Você já viu que a rota cruza, no total, 17 parques nacionais, além de outras áreas de proteção pelo Chile. Veja a lista de todos os parques nacionais que fazem parte da Rota dos Parques da Patagônia:

Na região Los Lagos:

Na região de Aysén:

  • Parque Nacional Queulat: aberto o ano todo, com muitos lagos e geleira suspensa é o ponto mais emblemático do parque.
  • Parque Nacional Melimoyu: um destino dos sonhos com a possibilidade de observar baleias e o vulcão Melimoyu.
  • Parque Nacional Isla Magdalena: acesso apenas marítimo, com paisagens cheias de desfiladeiros e ilhas.
  • Parque Nacional Cerro Castillo: passeio feito na alta temporada. O parque abriga da Lagoa Cerro Castillo, com uma intensa cor turquesa.
  • Parque Nacional Patagônia: aberto o ano todo, com trilhas, lagos, e a passarela de 100 metros de comprimento sobre o Rio Chacabuco.
  • Parque Nacional Laguna San Rafael: aberto o ano todo, é o maior parque da região de Aysén com geleiras e paisagens impressionantes.

Na região de Magallanes:

  • Parque Nacional Bernardo O’Hoggins: aberto de outubro a abril, é um dos maiores parques do mundo!
  • Parque Nacional Pali Aike: aberto de outubro a abril, perfeito para quem ama animais.
  • Parque Nacional Kawésqar: aberto de outubro a abril, com paisagens compostas por cadeias de montanhas, florestas, lagos, geleiras e vales. Imperdível!
  • Parque Nacional Alberto de Agostini: aberto o ano todo, com belas vegetações e geleiras como os Marinelli e o Monte Sarmiento.
  • Parque Nacional Torres del Paine: aberto o ano todo e declara a oitava maravilha do mundo, não precisamos dizer mais nada, né <3
  • Parque Nacional Yendegaia: é possível fotografar a colônia de pinguins que reside na Baía Inútil.
  • Parque Nacional Cabo de Hornos: aberto de outubro a abril, é o único lugar no mundo onde as águas dos oceanos Pacífico e Atlântico se encontram.

Apesar de muitos parques abrirem durante o ano todo, a melhor época para fazer a Rota é de outubro a abril, evitando os meses de inverno chileno, quando muitas atrações e hotéis ficam fechadas.

O acesso aos parques varia bastante. Em alguns, as estradas passam direto pelo meio dos parques, já outros, só podem ser acessados a pé ou com translado de balsas.

Falando sobre o trecho propriamente dito, algumas estradas são pavimentadas, quanto outras são de terra ou de cascalhos. O bom é que todos os caminhos possuem saídas de fácil acesso para as trilhas e também para campings dentro dos parques nacionais.

Onde se hospedar na Patagônia? Confira os preços de hotéis em várias cidades chilenas

Completar os 2.800km de carro pode ser uma viagem com mais de um mês de duração, para que o turista possa aproveitar cada um dos parques nacionais.

Os amantes de trekking encontram 50 rotas mapeadas por GPS para encarar muita aventura pelo meio do caminho. Inclusive, a Rota dos Parques da Patagônia está sendo comparada com outras lendárias rotas de viagens de longa distância como a Trilha do Himalaia ou a Trilha dos Apalaches, é mole?

É só acessar o perfil oficial da Rota dos Parques da Patagônia no Instagram para começar a PIRAR e querer fazer essa viagem o mais rápido possível. Com certeza, será uma trip inesquecível.

Comece desde já a se planejar: use nosso buscador de passagens aéreas baratas e fique de olho em promoções para o Chile 😉