Rifaina é um pequeno município paulista que fica a 464 km de distância da capital São Paulo (alugue aqui seu carro). Fazendo divisa com Minas Gerais, o destino tem grande potencial turístico graças às suas riquezas naturais e histórico-cultural. A região na qual a Rifaina se encontra chama-se “Alto Mogiana”, amplamente conhecida pelo café, queijo e cachaça — ou seja: você já pode se preparar para saborear produtos artesanais de imensa qualidade.

Banhada pelo Rio Grande onde a represa forma o Lago do Jaguara, aos finais de semana Rifaina recebe grande movimento de visitantes em busca de passeios de lancha, jet-ski, caiaque, stand up paddle, boia-cross e muito contato com a natureza. Cachoeiras, grutas, trilhas, cavalgadas e muitos passeios no meio estão garantidos para quem resolve passar o final de semana ou aproveitar uma emenda de feriado em Rifaina.

Boia-cross. Foto: Divulgação Turismo Rifaina

É muito importante contratar um guia ou agência credenciada para acompanhamento durante os passeios, isso porque muitos trechos não possuem sinalização e são bastante escondidos. Essa é uma maneira de colaborar com o turismo local, a principal fonte de renda do município.

O que fazer em Rifaina

Prainha de Rifaina

A Prainha de Rifaina é o principal ponto turístico da região. Todo viajante que conhece o município aproveita um dia de sol nas águas tranquilas da praia artificial com 1,5 km de extensão. Banhar-se, passear de caiaque ou equilibrar-se no stand up paddle são atividades clássicas no local, que conta com quiosques e infraestrutura turística. Mas Rifaina tem muito mais do que a prainha para oferecer!

Encontre no Airbnb opções de hospedagem em Rifaina e proximidades

Cachoeiras em Rifaina

Acompanhado com guias locais, você pode desfrutar de trilhas e caminhadas que levam a cachoeiras impecáveis na região.

A Cachoeira do Fredo fica dentro de uma propriedade particular e pode ser vista por meio de uma trilha até a parte alta, para ver a cachoeira de cima; e outra até a parte baixa, com uma visão privilegiada das quedas d’água. A Cachoeira do Boreli, com o imenso paredão rochoso ao fundo, também proporciona um cenário lindo para fotos e contato com a natureza.

Vale a pena reservar um tempo para um passeio até a Cachoeira Azulinho em Rifaina, considerada uma das mais agradáveis da região. Ir até a Cachoeira da Caveira é outra aventura de dia inteiro: o percurso passa por sete cachus lindas até chegar a um salão incrível que fica atrás das quedas d’água. Combine com seu guia para começar a fazer o passeio logo cedo.

Cachoeira dos Macacos. Foto: Lester Scalon no Flickr

Ainda é possível conhecer a Cachoeira Mundico, Cachoeira Taquari, Cachoeira do Pedroso e Cachoeira do Fundo e Córrego Sujo, todas com suas características específicas que proporcionam muito contato com o meio ambiente.

Hospede-se nesse hotel em Sacramento, próximo das atrações de Rifaina

Trekking em Rifaina

Gosta de caminhar em meio à natureza? Então, Rifaina precisa fazer parte do seu roteiro dos sonhos!  O trekking Morro do Chapéu é um passeio para toda a família. Após 5 km de caminhada em subida, ao chegar ao topo do morro é possível ter uma vista privilegiada da cidade, especialmente do lago.

O trekking de 15 km que parte de Rifaina até o distrito de Igaçaba rende paisagens inesquecíveis ao longo do caminho: é um momento de conexão extrema com a natureza. Quem gosta de caminhadas ainda pode encarar a Trilha na Furna São Pedro e o Trekking Ribeirão São Pedro. Fale com seu guia sobre as condições dos trajetos!

Ilha do Amor

A Ilha do Amor é o ponto ideal para quem quer praticar mergulho em Rifaina. O destino é perfeito para quem já é avançado, mas também é recomendado para quem nunca mergulhou na vida. A profundidade das águas varia de 5 a 40 metros e permite que o praticante veja cardumes de mandi. Entre os meses de abril e novembro, a visibilidade é de até 20 metros, sendo possível avistar o fundo arenoso e rochoso.

Observação de aves em Rifaina

Mutum-de-penacho. Foto: Luiz Rocha

Uma tendência do turismo ecológico que já ganhou espaço em Rifaina é o birdwatching, ou observação de aves. Este hobby proporciona contato com o meio ambiente, descoberta de espécies raras, bons momentos de relaxamento e, claro: ver muitas belezas naturais. Com um roteiro bem planejado, é possível avistar canarinho, pica-pau, biguá, mutum-de-penacho, garça-branca-grande e o lindo saí-azul. Veja aqui as espécies de aves em Rifaina.

Passeios perto de Rifaina

Represa de Jaguara (ao fundo Rifaina). Foto: Wikipedia

O Parque Náutico de Jaguara fica em Sacramento, grudadinho a Rifaina, e tem imenso potencial turístico. Com um lago cristalino com 33 km², mirante, trilhas ecológicas e a própria usina hidrelétrica, o parque fica pertinho de outros pontos turísticos bacanas para conhecer nos arredores, como a Gruta dos Palhares, a espetacular Serra da Canastra, as águas termais de Araxá e muito mais.

Outro local interessante para conhecer durante uma viagem a Rifaina é o Parque Estadual Furnas do Bom Jesus. A imensa área verde em meio à Mata Atlântica fundada em 1991 fica em Pedregulho e garante paisagens cênicas para os amantes da natureza. Cânions, cachoeiras, trilhas de média e alta dificuldade e mirante são algumas das maravilhas que o visitante tem à disposição.

Ainda em Pedregulho, é possível visitar a represa do Estreito, um lugar cheio de magia que conta com cachoeiras e até piscinas naturais — sim: você pode fazer passeios de barco e curtir os dias quentes nessas águas tranquilas.

Outra dica em Pedregulho é fazer rapel negativo no Buraco da Odete. Seu guia te levará de carro por um terreno de estrada de chão e, após pouco tempo de caminhada, chega-se ao início da descida. O Buraco da Odete é a maior boca de caverna da região e a vista que se tem dentro da gruta é espetacular. A cobra Odete mora no local, mas ela já está acostumada com o movimento de visitantes.

Foto destaque: Divulgação Turismo Rifaina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *