Viver grandes aventuras pode exigir certas doses de coragem. Mas foi só quando eu fiz um rafting em Brotas que passei a enxergar a atividade de outra maneira. Imergindo nas águas geladas e fluindo junto com o rio tive uma das experiências mais legais e surpreendentes da minha vida. 

Não sou uma viajante voraz, pelo contrário, passo boa parte do meu ano trabalhando de frente para o notebook, como uma comportada reles mortal. Quando surgiu o convite do Turismo de Brotas para visitar a cidade, constava no roteiro a prática do rafting, esporte radical que faz parte do DNA brotense desde 1996. 

A equipe local é Hexacampeã Mundial, PentaAmericana, Tetracampeã Europeia e coleciona dezenas de títulos brasileiros. A trajetória deles é tão importante que fica cravada no Museu Bozo D’Água, composto por um acervo orgulhoso de conquistas, exibindo troféus, medalhas, homenagens, fotografias e reportagens. 

Da década de 90 para os dias atuais, o rafting se mantém como a atividade local mais movimentada, segundo dados da Secretaria do Turismo.

Foto: Turismo de Brotas

A atividade no município tem sistema de segurança certificado internacionalmente, garantindo que os procedimentos, equipamentos e qualificação dos monitores estão de acordo com as técnicas de segurança preconizadas fora do país.

Pesquise aqui sua hospedagem em Brotas.
A melhor maneira de ir até Brotas é de carro, alugue online o seu!

Há outros fatores que contribuem com o talento especial para a prática. O município a 240 km da capital paulista abarca das belezas da Serra do Itaqueri, com curvas marcadas pelo relevo das Cuestas Basálticas e da Mata Atlântica. A natureza propicia praticamente tudo de bom que Brotas tem a oferecer, passando pelos turismos de aventura, ecológico e rural. 

Um dos símbolos locais é o rio Jacaré-Pepira, que é um dos afluentes da Bacia do Tietê, sendo um dos poucos dentro do estado com baixos índices de poluição. Ao longo de sua extensão de 174 km, possui taxa de 89% de pureza nas águas, quedas e corredeiras. Só não é apta para beber mesmo.

Foto: EcoAção

Como é a experiência de rafting em Brotas?

De olho nas oportunidades que me aparecem, eu não poderia deixar o rafting de lado quando visitei Brotas. É claro que rolou um receio, mas a empolgação com algo totalmente novo era maior. A agência Ecoação foi quem me levou para a inesquecível jornada no rio mais relevante da região. 

Antes de sair a equipe dá orientações para todos os participantes, sobre o que fazer em cada situação, quais são os comandos, como se controla o bote, entre outras questões fundamentais para o passeio ser mais proveitoso. 

Por ser iniciante, meu grupo, conduzido por um cara gente boa chamado Batata, foi em um trecho mais leve do rio. Colete salva-vidas a postos e instruções dadas, era hora de pegar o ônibus rumo ao rafting. 

Foto: EcoAção

O Jacaré-Pepira tem uma paisagem linda, sempre ladeada por árvores enormes. Mesmo a atividade, um tanto agitada, permite que a gente admire os arredores. É uma verdadeira imersão de variadas sensações: calmaria, inquietude, medo, coragem, euforia e silêncio. No melhor estilo “tudo ao mesmo tempo agora”.

Independente de ser um pedaço mais fácil de navegar, o rio conta com quedas d’água ao longo de todo o percurso. No começo fiquei meio atrapalhada com os comandos, mas a gente aprende rapidinho, afinal, ou você aprende ou seu bote vira! Mas a equipe faz o possível para que isso não aconteça e todos fiquem em segurança. O meu não chegou a virar.

O trajeto dá uma boa dose de emoção e gritinhos na hora de atravessar as quedas são bem vindos, não se preocupe. 

Foto: EcoAção

Há paradas breves em determinadas áreas do rio para contemplação, foto ou o chamado “batismo”, quando a gente é convidado a descer uma das quedas deitado, tomando um belíssimo caldo. Dá-lhe mais adrenalina subindo pra cabeça! Depois de remar ao longo de 8 km, acabei me divertindo mais do que imaginava.

Passada a parte mais forte da correnteza e incontáveis banhos, mais pro final do passeio surge um novo convite (ou seja, ninguém é obrigado a fazer): flutuar. É hora de descer do bote e deixar o rio, já mansinho, te levar. Com o colete salva-vidas no corpo, a tarefa fica tão fácil que não consegui ter nenhum tipo de preocupação. 

A sensação de ser embalada pelas águas me proporcionou um momento tão relaxante, que às vezes minha memória me leva de volta pra esse conforto de colo de mãe, no caso, a mãe natureza. 

No final das contas, e com base nas experiências compartilhadas entre a turma, eu acho que o rafting revitaliza a gente, sabe? Posso dizer aqui que quem começou o passeio ansioso ou apreensivo terminou assim, leve como a água. 

Foto: Turismo de Brotas

Agora até mesmo os pets podem praticar o esporte, na companhia de seus humanos de estimação.

Maiores informações no final do post
Cães também “AUdoram” participar do rafting em Brotas – Foto: EcoAção

Sob a luz do luar

Durante as noites de lua cheia, a capital nacional do turismo de aventura vive a temporada de rafting noturno. Se descer as corredeiras do rio Jacaré-Pepira durante o dia já é de tirar o fôlego, imagine sob a luz do luar, guiado pelo espelho prateado das águas, sentidos aguçados e a dose extra de emoção ao ser surpreendido pelas quedas incríveis. 

As operadoras preparam um calendário especial que considera o calendário lunar e as condições climáticas. A descida é suspensa se o céu apresentar nebulosidade. 

As operadoras Alaya Brotas, EcoAção e Território Selvagem Canoar promovem a modalidade nos dias 02 e 30 de janeiro; e 27 de fevereiro. O valor médio é de R$ 150 e inclui transfer partindo da região central da cidade até o rio, instrução de segurança, colete salva-vidas e capacete. 

Outros equipamentos de segurança são adicionados ao rafting noturno, como lanternas e luz de neon no colete, além da presença do instrutor treinado para socorro e resgate.

Devido aos protocolos sanitários, a acomodação máxima por bote é de sete pessoas. Todo percurso, desde a partida até o retorno até a cidade, leva em média três horas de duração. 

Brotas tem muitas outras atividades emocionantes, como boia cross, canionismo, cachoeirismo, caminhada na natureza, escalada indoor, rapel, arvorismo, cicloturismo, circuito de tirolesas, cavalgada, quadriciclo e passeios off road. Confira aqui mais conteúdo sobre Brotas no Quanto Custa Viajar!

Rafting em Brotas tem temporada noturna – Foto: Turismo de Brotas

Vai lá!

A Eco Ação Turismo de Aventura e Natureza fica na Av. Mário Pinotti, 205, Centro. Oferece rafting, boia cross, canionismo, tirolesa, arvorismo, cachoeirismo, balonismo, entre outros passeios.

Entre as opções, dá para praticar rafting na companhia do seu amigo de quatro patas. A modalidade também está disponível no site da agência.

Tome nota: é essencial usar roupas confortáveis e tênis para a prática. Leve uma troca de roupas, toalha e protetor solar.

Restrições: crianças a partir de 1,20m de altura.

Fone: (14) 3653 9140 / (14) 99109–6466

Outras operadoras:

Foto: EcoAção

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *