Você já parou para pensar na quantidade de pessoas diferentes que pegam o mesmo avião? São dezenas de milhares seres usando o mesmo assento e transitando pelos corredores por mês de uma mesma aeronave. E com todo esse trânsito de pessoas, é bem natural pensarmos em como é feita a higienização dos aviões e a dúvida que não quer calar: qual é o lugar mais sujo dos aviões?

Tudo bem, as companhias aéreas até fazem a limpeza das aeronaves, mas sabemos que não é viável a realização de uma bela faxina ao final de cada voo. Muitas vezes, quando pegamos um voo que fez escala em uma cidade, por exemplo, nem mesmo a higienização do assento pode ser feita — afinal de contas, existem mais passageiros dentro do avião que não descem da aeronave nesse intervalo de tempo.

Qual é o lugar mais sujo dos aviões?

lugar mais sujo nos aviões
Foto: Pixabay

Se alguém te questionasse sobre qual seria o lugar mais sujo dos aviões, possivelmente você pensaria em responder que é o banheiro, certo? Porém, o banheiro não é o lugar mais sujo dos aviões! A campeã no acúmulo de bactérias é a bandeja de refeições!

Mas como que descobriram isso? :O

O site de viagens Travelmath contratou um microbiologista para coletar amostras em diferentes aviões. As coletas aconteceram em cinco aeroportos e quatro voos.

A primeira coisa que chamou a atenção foi a constatação de que o banheiro não é o lugar mais sujo dos aviões. Isso acontece porque os banheiros acabam sendo os locais com prioridade na hora na hora da limpeza. Mas eles contêm, sim, bactérias (não ache que são 100% esterilizados, ok?). O banheiro é o local que tem maior potencial para coliformes fecais (bactérias presentes nas fezes) se espalharem.

A campeã, que no estudo apresentou 2.155 “unidades formadoras de colônias” por polegada quadrada, que é o número de bactérias capazes de se multiplicar, foi mesmo a bandeja de refeições.

Por isso, acaba sendo legal levar um lenço umedecido para reforçar a limpeza da bandeja antes de fazer seu lanche, para evitar levar essas bactérias diretamente para sua boca. Nós até listamos os lencinhos no nosso texto de itens essenciais na bagagem de mão, já que eles podem ajudar bastante na hora da higiene.

O top na pesquisa de lugar mais sujo dos aviões e aeroportos, de acordo com o estudo, ficou assim:

  1. Bandeja de refeições, com 2.155 unidades formadoras de colônias.
  2. Bebedouros dos aeroportos, com 1.240 unidades formadoras de colônias.
  3. Saídas de ar-condicionado, com 285 unidades formadoras de colônias.
  4. Botão do vaso sanitário, com 265 unidades formadoras de colônias.
  5. Trava do cinto de segurança, com 230 unidades formadoras de colônias.

Veja abaixo o infográfico, em inglês, criado pelo site Travelmath para ilustrar o resultado e também explicar a metodologia usada:

lugar mais sujo nos aviões
Foto: Travelmath

Mas isso não é motivo para pânico, já que em todas essas amostras não foram encontrados coliformes fecais e, de certa forma, sabemos que existem germes por todos os cantos. Nada que um lencinho ou um álcool gel não resolva 😉

Afinal de contas, viajar é uma das melhor coisas que podemos fazer na vida! Se você gosta de conhecer novos destinos, aproveite para usar nossa ferramenta Para Onde Viajar. Nela, você encontra destinos que cabem no seu bolso, de acordo com o tempo livre para viajar e orçamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *