A cidade de Quioto, no Japão, é conhecida por seus vários templos religiosos, que são verdadeiras obras de artes inabaláveis com o tempo e, além de embelezar o lugar, prezam pela paz de espírito. Nada melhor do que voltar de férias renovado e pronto para recomeçar a rotina e as obrigações, não é?

A arquitetura religiosa se faz marcante num país onde as tradições prevalecem. Imersos em grandes jardins e bosques, rodeados por muito verde, os mais de 2 mil templos e santuários se espalham pela cidade, tornando-se um oásis de calmaria em meio ao caos cotidiano.

Hipnotizantes, os monumentos foram construídos há muitos, muitos anos atrás, e alguns chegaram a ganhar novas formas ao longo do tempo, mas ainda assim são bem antigos, tornando-se uma pérola rara em meio aos edifícios mais modernos e espelhados.

Confira abaixo cinco templos imperdíveis para adicionar ao seu roteiro em Quioto.

Principais templos em Quioto

Templo Kiyomizu-dera: Construído em 798 e modificado para a forma atual em 1663, este templo rodeado por pagodas é feito com madeira e fica em meio a uma floresta, de onde se avista toda a cidade.

kiyomizu

Templo Kinkaku-ji: um dos templos zen-budistas mais conhecidos no Japão, o Kinkaku, ou “Pavilhão Dourado”, também fica cercado por árvores. Com três andares, sendo os dois últimos folheados a ouro, o templo construído em 1397 tem arquitetura exuberante e uma estátua de Fênix ao topo.

kinkakuji

Templo Sanjusangendo: construído em 1164 e refeito em 1266, por conta de um incêndio, este edifício é composto por 33 baias em seu comprimento e acabou ganhando fama por suas formas. Diversas estátuas de divindades ficam expostas num corredor, representando deuses que vão de acordo com a antiga mitologia nipônica.

Sasjusangendo

Santuário Fushimi Inari: situado no alto da montanha Inari, o espaço abriga diversas capelas e templos xintoístas. Cercado por verde, dá para notar uma floresta de bambus, mas o que chama a atenção é a entrada, formada por um portão vermelho no estilo torii e assim se segue o caminho até o topo. Não há uma data exata de construção, mas parece que o santuário já estava na região em meados do século 8.

Torii gates—Fushimi Inari Shrine

Templo Yasaka Shrine: seguindo também a doutrina xintoísta, este santuário apelidado de “Gion-san” fica no bairro das gueixas, Gion. No mês de julho, o templo, datado em 656, atrai diversos turistas para o festival “Gion Matsuri”, um dos mais famosos do país.

yasaka

A equipe do Quanto Custa Viajar já visitou Quioto e a dica é: reserve uns 5 dias para poder visitar com calma todos os templos de Quioto. Lá só se anda de ônibus, os templos são cheios e grandes e é preciso andar muito numa grande multidão, isso faz com que os passeios demorem bastante!

Confira tudo o que você pode fazer em Quioto em nosso site!

2 comentários

  1. Visitar todos os templos de Kyōto?
    São mais de 2000 templos, entre budistas e xintoístas.
    Dois dias são o suficiente pra visitar os principais, a não ser que vc seja muito devoto e religioso pra gostar tanto de
    Templos assim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *