As 12 praias mais bonitas do Espírito Santo

As 12 praias mais bonitas do Espírito Santo



Não é difícil encontrar as praias mais bonitas do Espírito Santo nos 400 km de costa litorânea. Há mais de 100 opções espalhadas pelo estado, de diversos tipos e cenários. Selecionamos as 12 melhores para curtir os dias de sol, contemplar o visual, abraçar o mar e se lembrar de que o Brasil é um dos lugares mais lindos do mundo.

Um dos pontos principais nesse roteiro é Vila Velha, com 32 km de praias maravilhosas. Para não sermos injustos na seleção, expandimos o nosso olhar até Guarapari, Anchieta, Piúma, Serra e Aracruz, que também possuem um litoral cheio de belezas selvagens e redutos tranquilos para aproveitar.

Para quem está na capital, Vitória, as melhores opções são a praia de Camburi, a praia da Curva da Jurema e a praia do Canto, todas com boa infraestrutura e um visual bacana. Separe o protetor solar e bora aproveitar o verão!

Confira as praias mais bonitas do Espírito Santo:

Praia Secreta de Vila Velha

Já não mais tão secreta assim, essa praia ganhou fama nos últimos tempos. Localizada nas proximidades do Morro do Moreno, do Farol de Santa Luzia e da residência oficial do governador, na Praia da Costa, foi descoberta por acaso. Esse pequeno paraíso ficava escondido atrás de um muro de um loteamento privado, embora a Prefeitura garanta que ali seja área pública. Assim, os banhistas trataram de abrir um buraco no muro para alcançar as águas claras e tranquilas. O local é tranquilo e tem até uma piscina natural no meio das rochas.

Foto via

Praia do Morcego

Quem vai até Três Praias, em Guarapari, precisa guardar energias para esticar até a Praia do Morcego. Reservada entre as rochas e a mata nativa, é pequenina e de difícil acesso por uma longa trilha. As águas azuis, calmas e cristalinas banham as areias douradas. Apesar de ser rasa, exige um certo cuidado devido a presença de pedras e corais, o que acaba atraindo mergulhadores.

Foto: Alexandre Ricardo/Flickr

Praia de Bananal

Com uma energia bem caiçara, essa praia de águas azuis pode ainda se considerar um segredo bem guardado. Pequenina e sem muito movimento, não conta com nenhuma infraestrutura, a não ser o agradável Lounge das Meninas, bar com almofadas na areia e música ambiente. Sua localização é na subida do Morro do Moreno, em Vila Velha.

Foto: Jonny Alves

Praia de Itaóca

Uma pedra divide a praia em duas enseadas. Bastante frequentada, abriga adeptos de esportes náuticos como o iatismo, devido os ventos fortes que favorecem as práticas. O mar calmo e cristalino banha a areia fofa, que se estende por uma longa facha. Ao Norte é mais deserta, onde vivem os pescadores em uma vila. Não por acaso, é ali que acontece o Campeonato Nacional de Pesca de Arremesso.

Três Praias

As praias de Guarapari são bem conhecidas em termos de beleza, mas a região das Três Praias é tida como uma das melhores. Ali se reúnem as praias Mateus Lopes, Leontina e a do Saco, ou Ancoradouro, como também é chamada. Todas possuem uma características únicas e são banhadas por um mar calmo de águas cristalinas. Costuma atrair famílias com crianças e jovens aventureiros, que buscam tranquilidade.

Foto: Alexandre Ricardo/Flickr

Praia dos Castelhanos

Com dois quilômetros de extensão, a praia dos Castelhanos é uma das melhores de Anchieta. Rodeada por restinga, tem águas calmas com pequenas ondas, e costuma formar piscinas naturais entre os recifes na maré baixa. Conta com boa infraestrutura e no verão fica animada com uma porção de shows pé na areia. Com tantas qualidades, atrai todos os tipos de público, desde jovens surfistas até pescadores.

Praia dos Manguinhos

A 20 km de Vitória, no município da Serra, cenários bucólicos permeiam Manguinhos, formada com a junção das praias Enseada, Fachos e Chaleirinha. Rodeada de paz, natureza e águas tranquilas, se tornou um local acolhedor para intelectuais, artistas e aventureiros. Além disso, foi escolhida pelas tartarugas marinhas como ponto de desova. Aproveite a maré baixa, quando se formam piscinas naturais em alguns trechos, e também os restaurantes especializados em frutos do mar e culinária capixaba.

Putiri 

Em Aracruz está a tranquila Putiri, que atrai famílias em busca da sombra das castanheiras e mar calmo. Rodeada por árvores da Mata Atlântica,  este pequeno paraíso de águas azuis e areia dourada tem um visual um tanto selvagem, mesmo com a presença de poucas casas e opções gastronômicas ao redor.

Ilha dos Cabritos

Em Piúma, emerge do horizonte a Ilha dos Cabritos. Conta com uma pequena praia de águas cristalinas e criação de ostras e sururu nos arredores. Coberta por mata nativa, possui várias trilhas para aventureiros adentrarem a área verde. O acesso até o local é feito com barco, escuna e até banana boat, que costuma dar a volta pela ilha.

Praia das Virtudes

Essa discreta praia de águas cristalinas em Guarapari costuma atrair frequentadores de municípios variados e moradores dos edifícios de alto padrão logo em frente. Eles se entregam à beleza do local, rodeado por pedras e com uma pequena faixa de areia grossa. O mar é bem convidativo e o clima é de aconchego. Por estar próxima ao centro, conta com infraestrutura; há uma orla iluminada, com bares, restaurantes e pousadas próximas.

Foto: Walter de Aguiar Filho

Mãe-Bá

Para ver um pôr do sol inesquecível, assim como faziam os índios que a colonizaram, a praia de Mãe-Bá não decepciona. Localizada em Anchieta, é cercada por falésias avermelhadas, como vemos em várias praias do Nordeste, deixando sua beleza um tanto exótica dentro do estado. Frequentada por pescadores, a praia de cinco quilômetros de extensão tem águas esverdeadas e ondas médias. Não deixe de ver também o artesanato feito pelas mulheres da comunidade com taboa, uma planta nativa da lagoa que contorna a ponta da enseada (infelizmente, chegou a ser poluída pela Samarco em meados de 2015).

Praia de Piúma ou Acaiaca

O balneário é um dos menores do Espírito Santo, mas seu Carnaval é considerado um dos melhores do estado. A praia de Acaiaca, também chamada de Piúma, fica no centro do município, portanto é extensa, urbana, com bastante infraestrutura e uma orla iluminada durante a noite. O visual é bonito por causa da vista do maciço rochoso de 300 metros de altura, o Monte Aghá, que pertence à cidade vizinha, Itapemirim. De lá partem voos de asa delta, além de ser ponto para trekking e escaladas.

Post por Brunella Nunes
Fotos: reprodução


+ Não há comentários

Comente