Pega esse visual: lagoas e lagos maravilhosos ao redor do mundo para incluir na sua lista

Pega esse visual: lagoas e lagos maravilhosos ao redor do mundo para incluir na sua lista



A água é bastante terapêutica e não por acaso costuma ser um grande atrativo durante as viagens, seja numa piscina, no mar, nas cachoeiras ou até mesmo na versão termal. A verdade é que ninguém resiste a um bom mergulho! Para lavar a alma ou apenas contemplar essa beleza natural, confira lagoas e lagos maravilhosos ao redor do mundo.

Lago di Braies – Itália

Na província de Bolzano está a pequena cidade de Braies, onde há um vale homônimo que tem esse belo lago de águas geladas e cristalinas. O visual é suficiente para que o destino seja procurado por italianos e turistas, encantados com sua beleza. Quem quiser ficar bem pertinho pode se hospedar num hotel por lá!

Confira aqui quanto custa viajar para a Itália.

Lagoa Giola – Grécia

Na praia de Thassos, banhada pelo mar Egeu, surge uma agradável surpresa em meio às rochas: uma piscina natural formada pelo impacto das ondas. Ela foi batizada de Lagoa Giola e por ter uma água parada por bastante tempo, acaba com a temperatura mais amena. Diversão garantida nos dias quentes! Para ficar bem pertinho dessa maravilha natural, há poucas opções, como é caso dos apartamentos Sirines, que tem visual para a praia.

Confira aqui quanto custa viajar para a Grécia.

Lago Plitvice – Croácia

Este é um dos lugares mais lindos da Croácia. O Parque Nacional Plitvice ocupa uma área de 20 mil hectares, repleta de maravilhas naturais como bosques, cascatas e lagos superiores e inferiores, de acordo com sua localização em meio ao terreno montanhoso. As cores variam entre azul, verde e cinza.  

Confira aqui quanto custa viajar para a Croácia.

Lagoa do Fogo – Portugal

Uma das maiores lagoas dos Açores, a lagoa do Fogo fica na Ilha de São Miguel e está entre os principais pontos turísticos da cidade. A água se formou há 15 mil anos dentro da cratera de um vulcão. A paisagem foi consolidada como Reserva Natural em 1974.

Confira aqui quanto custa viajar para Portugal.

Lago Baikal – Rússia

Com 600 km de extensão e 1.642 metros de profundidade, o lago Baikal é o mais profundo e mais antigo da Terra, além de ser a maior reserva de água fresca que temos atualmente. Ele ocupa um território da Sibéria, na fronteira com o Cazaquistão, a Mongólia e a China. No inverno, a camada de gelo é tão espessa que suporta um veículo de até 15 toneladas.

Confira aqui quanto custa viajar para a Rússia.

Lago Obersee – Alemanha

Dentro de uma das regiões mais protegidas dos Alpes, este lago é um dos mais fotogênicos da Alemanha. Parte da área do Parque Nacional de Berchtesgaden, no sul da Bavária, está rodeado por montanhas, trilhas e florestas. Próximo ao igualmente belo lago Königssee, o lago Obersee, quase inacessível, foi formado pelo derretimento de geleiras de séculos atrás.

Confira aqui quanto custa viajar para a Alemanha.

Lago Azul de Blausee – Suíça

Muitas lendas percorrem a herança deste lago profundamente azul. Uma delas conta que a cor vem dos olhos de uma donzela que morreu de coração partido. Em meio a um pequeno parque natural, chamado Blausee, este é um dos lugares mais conhecidos e fotogênicos da Suíça. Às margens, também há um hotel para curtir uns dias de sossego.

Confira aqui quanto custa viajar para a Suíça.

Lago Hillier – Austrália

Este é um dos lugares mais curiosos e surreais do mundo. De tom naturalmente cor de rosa, o Lago Hillier fica na isolada região de Middle Island, de difícil acesso. A cor “chiclete” vem da ação de microorganismos, algas e bactérias, que trazem o pigmento à tona. A teoria, porém, ainda não conseguiu ser confirmada definitivamente pelos cientistas.

Confira aqui quanto custa viajar para a Austrália.

Lake Ngakoro – Nova Zelândia

Outro lago com uma cor bem diferentona e específica é o Ngakoro. No extremo sul do Vulcão Okataina, é parte da surreal região de Wai-O-Tapu, onde há gêiseres e águas termais. As águas, formadas após as erupções vulcânicas, têm elevado teor de ferro e óxido de enxofre, o que explica sua tonalidade única.

Confira aqui quanto custa viajar para a Nova Zelândia.

Lago Esmeralda – Canadá

Dentro do Parque Nacional Yoho, na Colúmbia Britânica, está o Lago Emerald, um dos maiores atrativos da região. Destino de acampamentos e atividades recreativas, surpreende por seu cenário que combina montanhas, pinheiros e águas cristalinas. Durante a neve, o visual ganha um tom bucólico, igualmente belo. Para aproveitar essa riqueza natural bem de pertinho, existe uma confortável cabana para se hospedar.

Confira aqui quanto custa viajar para o Canadá.

Foto: Christopher Martin

Lago Tahoe – Estados Unidos

A Califórnia não é só feita de belas praias e parques de diversões. O Lago Tahoe, na fronteira entre Califórnia e Nevada, é um dos pontos mais cobiçados do estado. Rodeada de picos majestosos e vegetação, a água azul como um topázio é palco para esportes aquáticos durante o verão, enquanto se torna cenário para os resorts alpinos durante o inverno nevado. Há vários hotéis na região, incluindo o resort Aston Lakeland, que une praia e montanha.

Confira aqui quanto custa viajar para os Estados Unidos.

Lago Powell – Estados Unidos

Este também entra como um dos lugares mais espetaculares da Terra. O lago Powell fica em Utah, no Estados Unidos, em meio a formações rochosas avermelhadas do Glen Canyon, no Arizona. É o segundo maior do país, com 299 km de comprimento e 40 km de largura. Existe um resort de luxo que fica grudado no Canyon!

Lago Sørvágsvatn – Ilhas Faroé

Um dos mais inusitados dessa lista, este lago fica não abaixo, mas acima de um penhasco. Parte da ilha de Vágar, entre Escócia, Noruega e Islândia, o Sørvágsvatn fica a 30 metros acima do nível do mar, ocupando uma área de 3,4 km². O visual é um dos mais incríveis da região, contando ainda com a cachoeira Bøsdalafossur.

Lago Labuan Cermin – Indonésia

A Indonésia e suas lindezas que deixam a gente sem ar. Entre elas está o lago Labuan Cermin, localizado em Lombok, com suas águas cristalinas e turquesas, que lhe dão o apelido de Lago Espelho. O caminho até essa maravilha natural é difícil: são seis ou sete horas de carro a partir de Tanjung Redeb, em Berau. Fica na vila de Biduk-Biduk.

Confira aqui quanto custa viajar para a Indonésia.

Lago Azul – Japão

Sabe como esse lugar ficou famoso? Porque a Apple usava uma fotografia deste belo cenário como wallpaper em seu computador desktop.  O Lago Azul ou “Aoi Ike”, em japonês, fica em Biei, no arquipélago de Hokkaido. Durante o inverno, não perde a beleza, com as árvores esbranquiçadas pela neve. A melhor estação para uma visita é entre maio e junho, quando o clima é mais favorável.

Confira aqui quanto custa viajar para o Japão.

Lago de Furnas – MG/Brasil

Conhecido como o “Mar de Minas”, o lago de Furnas é a maior extensão de água do estado, com 1.440 km². Além disso, é a principal atração da cidade de Capitólio, possuindo o maior número de barcos do estado, disponíveis para passeios. Abrangendo 34 municípios, o lago passa por cachoeiras, piscinas naturais, balneários e cânions.

Confira aqui mais detalhes sobre Capitólio.

Lagoa da Coca-Cola – RN/Brasil

Também chamada de lagoa de Araracuara, recebeu este apelido por causa de sua coloração, que lembra o famoso refrigerante. A tonalidade é resultado da mistura de raiz de pau brasil, ferro e iodo, o que alimenta a lenda de ter poder curativo e rejuvenescedor para a pele. Localizada entre as praias de Baia Formosa e Sagi, é acessada de buggy.

Confira aqui quanto custa viajar para Natal.

Lago Azul – MS/Brasil

Em meio às formações rochosas da gruta, lá está ele: o exuberante Lago Azul. Um dos pontos mais conhecidos de Bonito, a gruta formada por estalactites e estalagmites tem dentro de si esse poço de água cristalina e azul intenso, com aproximadamente 90 metros de profundidade. Ali foram descobertos fósseis de mamíferos gigantes, que viviam na região de 6 mil a 10 mil anos atrás.

Confira aqui quanto custa viajar para Bonito.

Lagoa do Funil – CE/Brasil

Já pensou em ir pra Camocim? Então eis um bom motivo. A 35 km de Jericoacoara, mais precisamente em Tatajuba, está a Duna do Funil, onde se forma uma lagoa de água doce, com volume que varia de acordo com as chuvas. Entre uma escorregada e outra na areia quente, dá para se refrescar.

Confira aqui quanto custa viajar para Jericoacoara.

Laguna 69, Laguna Parón e Lago Titicaca – Peru

Peru não pode ficar de fora dessa lista e por lá não faltam opções maravilhosas. Entre as mais conhecidas estão a Laguna 69, no Parque Nacional de Huascaran, próximo a cidade de Huaraz. Junto à Cordilheira Branca, que é uma das mais bonitas do mundo, a lagoa de cor esverdeada é ponto de contemplação. Junto dela está a laguna Parón, que costuma ser cenário para descidas Downhill, feitas de bike.

Confira aqui quanto custa viajar para o Peru.

Foto: Samuel Scrimshaw

Já o Lago Titicaca é parada obrigatória para quem vai até Machu Picchu. No topo da maior cordilheira das Américas, é o lago de maior altitude da Terra. Às margens, existe um hotel com terraço e vista para o lago.

Lago Puelo – Argentina

Na província de Chubut, parte da Patagônia Argentina, está o lago Puelo, um dos principais atrativos da região. O balneário é parte de um parque nacional homônimo, a 200 metros acima do nível do mar. A cidade mais próxima é El Bolsón, a 120 km de distância. O melhor período para visitar é durante o outono. Há muitas pousadas e cabanas rústicas para se hospedar na região, como o El Portal del Lago, a 1 km de distância do lago e a 600 metros do rio.

Confira aqui quanto custa viajar para a Argentina.

Laguna Colorada – Bolívia

Com uma cor bastante peculiar, a laguna Colorada tem tom avermelhado, originado de pigmentação das algas, com borda branca, composta de sal bórax. Rodeada de flamingos, fica próxima da fronteira com o Chile, dentro da Reserva Nacional Eduardo Avaroa. Próximo dali há apenas um hotel e camping bem simples.

Confira aqui quanto custa viajar para a Bolívia.

Post por Brunella Nunes

Fotos: divulgação

Para onde viajar
Eu tenhoBudget
e quero viajar porDias
Para onde viajar

+ Não há comentários

Comente