Nas montanhas de Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo, está uma das maravilhas naturais do Estado: a Pedra da Penha. O maciço rochoso atrai religiosos devotos há mais de 90 anos, mas agora ganha outros atrativos, como vertiginoso mirante, um pequeno lavandário e um charmoso chalé a seus pés.

Foi uma trilha elaborada a 1.200 metros de altitude em meados de 1930 na na comunidade de Alto São Vicente que começou a levar peregrinos para celebrar a padroeira do estado, Nossa Senhora da Penha, numa procissão realizada logo após a Páscoa.

Um altar para a santa foi colocado aos pés do monumento natural pelo o Sr. Ernesto Pancini, dono da propriedade, e desde então atrai centenas de fiéis. O caminho é bem estruturado, com piso sólido, corrimão de apoio e escadaria em madeira em alguns trechos.

Foto: divulgação/Pedra da Penha

Pedra da Penha: esportes radicais e gastronomia

Com um visual de tirar o fôlego lá no topo, a Pedra da Penha é o ponto mais alto do município e a primeira de suas sete maravilhas. Dá pra enxergar até um pedaço do oceano Atlântico. Um mirante projetado como se fosse uma passarela, de frente para as montanhas da serra, proporciona a fotografia perfeita para guardar de recordação.

A atração turística não demorou a atrair adeptos dos esportes radicais, em especial o parapente. No local funciona a rampa do Camillo Pancini, onde se alcançam voos livres de 670 metros de altitude. A escalada é outra modalidade possível, além de corrida e mountain bike nos arredores.

Uma ponte foi criada para projetar as pessoas no meio do deslumbrante cenário curvilíneo da serra capixaba.

Foto: divulgação/Pedra da Penha

Na mesma área foi construído o restaurante chalé Arcangelluz, de frente para um espelho d’água que resplandece o nascer e o pôr do sol. Canteiros de lavanda que vão se expandindo no terreno tornam o cenário ainda mais bonito. A construção de madeira conta com três ambientes bem arejados, sendo um deck ao ar livre.

Por enquanto a casa serve refeições apenas mediante agendamento, para ter controle do público. O almoço no forno a lenha conta com feijoada, mandioca frita, carnes variadas e batatas assadas entre as opções.

Encontre aqui sua hospedagem em Cachoeiro de Itapemirim

Já o café da manhã ou tarde tem mesa farta com uma variedade de pães de fermentação natural, bolos, doces, biscoitinhos amanteigados e outras delícias.

Tome nota: o restaurante funciona sábado das 10h às 16h com menu a la carte; aos domingos das 11h às 16h com buffet no fogão à lenha. Não se esqueça de reservar antes de ir!

Foto: divulgação

A comunidade Boa Vista, que se consolidou em volta da Pedra da Penha, conta com horta orgânica e plantação de café. Cachoeiro de Itapemirim já foi reconhecida pela qualidade de seus grãos, incentivando os pequenos produtores por meio de premiações.

No ano passado, Maricéia Pancini levou o primeiro lugar no Concurso de Qualidade e Sustentabilidade do Café Conilon e foi também a primeira mulher a vencê-lo.

Foto: divulgação/Pedra da Penha
Foto: divulgação/Pedra da Penha

Com um repasse de verba municipal recentemente, o turismo rural será cada vez mais incentivado. Além disso, a cidade a 140 km de Vitóriaonde nasceu o cantor Roberto Carlos – conta com vários atrativos, incluindo outros morros, balneários, cachoeiras, piscinas naturais, casarios tombados, centros culturais e a comunidade quilombola de Monte Alegre.

Alugue online seu carro saindo de Vitória para conhecer essa maravilha!

Você também pode esticar a viagem para desbravar mais encantos de Espírito Santo! Confira nossas dicas:

Foto: divulgação
Foto: divulgação
Foto: divulgação

Foto em destaque na página por @photosporpaixao

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *