No início deste mês, Paraty e Ilha Grande, no Rio de Janeiro foram anunciadas como novas integrantes da lista dos locais considerados como Patrimônio da Humanidade no Brasil. As duas cidades são consideradas pela Unesco como de Patrimônio Misto: ou seja, seu valor é tanto cultural quanto natural.

Mas você sabia que há outros 21 locais no Brasil distinguidos pela organização? Aqui está a lista completa de todos os lugares que foram inscritos como Patrimônio da Humanidade no Brasil.

Quais deles você já visitou?

Patrimônio da Humanidade no Brasil

1. Ouro Preto (MG)

A mais antiga integrante desta lista, Outro Preto foi inscrita como Patrimônio Cultural da Humanidade ainda em 1980, por suas muitas igrejas, pontes e fontes, “que testemunham seu passado esplendor e o talento excepcional do escultor barroco Antônio Francisco Lisboa, ‘o Aleijadinho'”.

6 cidades históricas no Brasil para voltar no tempo

Patrimônio da Humanidade no Brasil: Ouro Preto
Foto CC BY-SA 4.0 Adelano Lázaro

2. Centro Histórico de Olinda (PE)

Chegando na lista em 1982, o centro histórico de Olinda se destaca por sua história, sendo fundado por portugueses no século 16, com origem vinculada ao plantio de cana-de-açúcar. Depois de ser saqueada por holandeses, precisou ser reconstruída no século 17 e até hoje conserva seu charme de época.

3. Missões Jesuíticas (RS)

Junto com as missões jesuíticas guaranis de San Ignacio Mini, Santa Ana, Nuestra Señora de Loreto e Santa Maria Mayor, na Argentina, as Ruínas de São Miguel das Missões foram reconhecidas como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco em 1984.

Ruínas de San Ignacio Miní: um passeio cheio de beleza e história pra contar

4. Centro Histórico de Salvador (BA)

Em 1985, a Unesco resolveu conceder o título de Patrimônio Cultural ao centro histórico de Salvador por ser a primeira capital do Brasil, entre os anos de 1549 a 1763.

Patrimônio Cultural da Humanidade no Brasil: Salvador
Foto: Mari Dutra/Equipe Quanto Custa Viajar

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Quanto custa Viajar (@quantocustaviajar) em

5. Santuário do Bom Jesus de Congonhas (MG)

Menos conhecido que os outros itens desta lista, o Santuário do Bom Jesus de Congonhas também é considerado Patrimônio Cultural da Humanidade. Construída na metade do século 17, a igreja é decorada no estilo rococó italiano e considerada uma “obra-prima de uma arte barroca, expressiva e emotiva, de grande originalidade”.

6. Parque Nacional de Iguaçu (PR)

Primeiro local considerado como Patrimônio Natural da Humanidade no Brasil, em 1986, o Parque Nacional de Iguaçu é lar de umas das maiores cataratas do mundo, com uma largura de mais de 2.700 metros. Para complementar, o parque também abriga inúmeras espécies raras de animais e vegetais, muitos deles em risco de extinção.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Quanto custa Viajar (@quantocustaviajar) em

Conheça o Tetris, hostel feito em contêiner em Foz do Iguaçu

7. Brasília (DF)

Mais do que um antro de políticos, Brasília também pode ser considerada como Patrimônio Cultural da Humanidade por sua incrível arquitetura projetada por Oscar Niemeyer e pelo urbanista Lucio Costa.

Foto: Equipe Quanto Custa Viajar

Confira nossas dicas de passeios em Brasília!

8. Parque Nacional da Serra da Capivara (PI)

O local resguarda a mais antiga concentração de áreas pré-históricas da América e fica em pleno Piauí. O principal atrativo são as pinturas rupestres, que já somam 25 mil anos de história.

Museu da Natureza levará tecnologia e imersão para Serra da Capivara, no Piauí

9. Centro Histórico de São Luís (MA)

Após passar pelas mãos de franceses, holandeses e portugueses, São Luís se converteu em uma cidade multicultural e cheia de história. Seu centro data do século 17, mas continua conservado como nunca.

10. Reservas de Mata Atlântica do Sudeste (PR e SP)

As reservas de Mata Atlântica situadas nos estados de São Paulo e do Paraná somam 25 zonas protegidas. Ao todo, são cerca de 470 mil hectares de vegetação preservados como Patrimônio Natural da Humanidade.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Quanto custa Viajar (@quantocustaviajar) em

11. Reservas de Mata Atlântica da Costa do Descobrimento (ES e BA)

Além da porção de Mata Atlântica preservada no Sul e Sudeste do Brasil, a Unesco também reconhece as reservas localizadas na Costa do Descobrimento – na Bahia e no Espírito Santo. No local, há 8 áreas protegidas de Mata Atlântica e restingas.

Costa do Descobrimento no sul da Bahia é rota de turismo de aventura

12. Centro histórico de Diamantina (MG)

Mais uma cidade mineira que mereceu o reconhecimento da Unesco, Diamantina é lembrada pelos buscadores de diamantes que se instalaram no local durante o século 18.

13. Complexo de conservação da Amazônia Central (AM)

Uma área com mais de 6 milhões de hectares onde concentra-se grande parte da biodiversidade do planeta não poderia deixar de ser reconhecida como Patrimônio Natural da Humanidade, não é mesmo? O título foi concedido à região no ano 2000.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Quanto custa Viajar (@quantocustaviajar) em

14. Área de Conservação do Pantanal (MS e MT)

Com 187 hectares distribuídos em quatro zonas protegidas, a região considerada como Patrimônio Natural da Humanidade cobre pouco mais de 1% da área do Pantanal brasileiro. Assim como no caso da Amazônia, o reconhecimento veio no ano 2000.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Quanto custa Viajar (@quantocustaviajar) em

15. Fernando de Noronha e Atol das Rocas (PE e RN)

As ilhas atlânticas brasileiras são reconhecidas por seu interesse mundial por suas águas ricas em nutrientes, que são de importância essencial para a alimentação e reprodução de peixes, tubarões, tartarugas e mamíferos marinhos. Para complementar, as duas ilhas juntas são responsáveis pela maior concentração de aves marinhas tropicais do Atlântico Ocidental.

Dicas para conhecer Fernando de Noronha sem gastar muito? É possível, sim!

16. Chapada dos Veadeiros e Parque Nacional das Emas (GO)

O Cerrado também recebeu sua distinção da Unesco em 2001, quando a Chapada dos Veadeiros e o Parque Nacional das Emas foram lembrados como um dos mais antigos e diversos ecossistemas tropicais.

Foto CC BY-SA 4.0 Aline Fortuna

17. Centro histórico de Goiás (GO)

No mesmo ano em que o estado foi destacado por seu Patrimônio Natural, o centro histórico da cidade de Goiás (não confundir com Goiânia) também recebeu uma distinção como Patrimônio Cultural da Humanidade. Segundo a Unesco, “seu desenho urbano é característico das cidades mineiras que se desenvolveram organicamente, adaptadas ao seu entorno”.

18. Praça São Francisco, em São Cristóvão (PE)

Cercada de construções históricas, a Praça São Francisco é um dos principais pontos de São Cristóvão. Ao redor dela encontram-se a Igreja e o Convento de São Francisco, a Igreja e a Santa Casa de Misericórdia e o Palácio Provincial.

Foto CC BY-SA 2.0 E-Sergipe

19. Paisagem carioca entre o mar e a montanha (RJ)

O Rio de Janeiro fez diferente e se destacou por sua incrível paisagem, de onde podemos observar tanto o mar quanto as montanhas. A inscrição, efetivada em 2012, reconhece também a inspiração causada pela cidade em músicos e paisagistas brasileiros.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Quanto custa Viajar (@quantocustaviajar) em

20. Conjunto Arquitetônico da Pampulha (MG)

Desenhado por Oscar Niemeyer, o Conjunto Arquitetônico da Pampulha envolve a famosa Igreja de São Francisco de Assis, bem como a Casa do Baile, o edifício do antigo Cassino, e o Iate clube localizados no bairro da Pampulha, em Belo Horizonte.

Igreja da Pampulha
Foto: Mari Dutra/Equipe Quanto Custa Viajar

21. Cais do Valongo (RJ)

O Cais do Valongo, no Rio de Janeiro, considerado o mais importante vestígio material da chegada dos africanos escravizados nas Américas. Estima-se que 900 mil africanos tenham chegado ao Brasil através deste ponto de entrada.

22. Paraty e Ilha Grande (RJ)

Primeiros locais brasileiros a serem considerados como Patrimônio Natural e Cultural da Humanidade, as cidades de Paraty e Ilha Grande foram reconhecidas por sua cultura e biodiversidade. O título inclui quatro zonas naturais protegidas da Mata Atlântica e o centro histórico de Paraty.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Quanto custa Viajar (@quantocustaviajar) em

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *