Estar numa das maiores metrópoles do mundo só pode resultar em uma coisa: tours que não acabam mais! Eles podem ser gastronômicos, culturais, aventureiros, econômicos, luxuosos…enfim, são infinitas as possibilidades. Selecionamos 10 passeios para fazer com as amigas em São Paulo, seja dentro ou fora da capital.

1. Tirolesa que vai de SP a MG

Chama a sua amiga para fazer a “Dora Aventureira” e viver um dia cheio de emoções! Na divisa Socorro/SP e Bueno Brandão/MG, o Hotel Fazenda Parque dos Sonhos, na divisa Socorro/SP e Bueno Brandão/MG. O complexo conta com oito tirolesas de vários níveis para que todos possam ter a chance de ‘voar’ um pouquinho. A maior delas tem 1 km de extensão e ultrapassa a fronteira de São Paulo. O local conta ainda com outras atividades divertidas, como banho em cachoeira, piscinas e trilhas.

2. Conhecer o Lavandário de Cunha

Sucesso absoluto aqui no Quanto Custa Viajar, o Lavandário de Cunha se tornou um destino-desejo em pouco tempo. A cidade serrana, já próxima de Paraty (RJ), tem campos floridos de alfazema, semelhante às paisagens de Provence, na França. Dá para participar da colheita, provar sorvete de lavanda e fazer massagem terapêutica com óleo essencial da espécie botânica.

3. Ir até Embu das Artes

Pertinho de SP, Embu das Artes é conhecida há anos por causa da produção local de artesanato e lojas de decoração. A cidadezinha histórica com ruas de pedra é charmosa e bem movimentada aos finais de semana, quando turistas e paulistanos resolvem dar um passeio pelas galerias de arte, antiquários, ateliês de móveis de madeira rústica e a feirinha de artesanato, que acontece há mais de 70 anos.

[+] Faça esse passeio aqui!

4. Ver de perto a réplica de um templo budista

Também no interior paulista, mais precisamente em Itapecerica da Serra, o espaço budista Kinkaku-ji é uma réplica do Templo Dourado, em Quioto, no Japão, que foi construído em 1397. A versão brasileira fica num parque de 42 mil metros quadrados, cercado por vegetação, jardins orientais, largos de carpas, nascentes e cascatas. O visitante pode circular pelo local, meditar e curtir o spa vegetariano. Aos sábados há meditação em grupo com um monge.

5. Fazer trilha até um pequeno paraíso

No Litoral Norte de São Paulo há praias lindas, como é o caso de Ilhabela. Mas, uma das melhores coisas a se fazer por lá é pegar a trilha que leva a um pequeno paraíso chamado Bonete. São 13 km, aproximadamente 4h de caminhada, até a comunidade caiçara, passando por mirantes incríveis, mata fechada, pontes e cachoeiras. A praia é linda, reduto de mochileiros e conta com pousadas e casas para aluguel. Se a miga não for das mais aventureiras, dá pra chegar lá de barco, mas a emoção é bem menor, viu. Outra opção é ir até Castelhanos, que contamos mais aqui.

6. Soltar a voz nos karaokês da Liberdade

O bairro da Liberdade é um pequeno reduto oriental na cidade de São Paulo e reúne ótimos exemplos dessa cultura. Depois de dar um rolê pelos museus, templos, lojas, restaurantes e padarias que existem por ali, não deixe de ir a um karaokê. Sempre animados, costumam receber pessoas para cantar tanto em japonês/coreano/chinês como em português. Um dos mais tradicionais é a Chopperia Liberdade e o azulão Tequila’s. Mesmo que você não seja cantora, o passeio é bem divertido.

7. Day Use/Day Spa naquele hotel luxuoso

São Paulo tem alguns dos hotéis de luxo mais cobiçados do mundo, mas são poucos os que podem pagar por suas mordomias. Eis que surgem duas palavrinhas mágicas para torná-los um pouquinho mais acessíveis: day use. Basicamente você paga uma taxa para usufruir apenas das regalias das acomodações, como piscina, academia, Spa e, dependendo do caso, inclusive os quartos, durante um curto período. O Grand Hyatt cobra entre R$ 200-250; o Tivoli cobra R$ 250 pelo uso da piscina laranja ao ar livre e do bar; e o Hilton cobra de R$ 85-105, com direito a piscina com vista panorâmica.

8. Pegar uma bike para ver os graffitis da cidade 

São Paulo é considerada uma das mecas da arte da rua. Cada vez mais espalhadas, elas permeiam becos, avenidas, empenas cegas de edifícios, lixeiras, postes, muros e até mesmo o chão. Os artistas têm bastante qualidade e suas obras podem ser vistas num passeio de bike, que facilita a mobilidade de uma região para outra. Recomendo uma ida ao Bixiga, Vila Madalena, Mooca, Museu Aberto de Arte Urbana, Centro e arredores da Consolação/Av. Paulista.

[+] Faça esse passeio aqui!

Foto: Brunella Nunes

9. Assistir balé no Theatro Municipal

Dança pode não ser sua arte favorita no mundo, mas ver um balé no Theatro Municipal é parada obrigatória. O Balé da Cidade tem espetáculos belíssimos e emocionantes, mas ficam ainda melhores nesse prédio histórico que é a cara de Sampa. Além disso, há outras companhias com apresentações lindas, como a Escola de Dança de SP, o Ballet Stagium e a Cia. de Ballet para Cegos Fernanda Bianchini. Acompanhe a programação e chegue cedo para conhecer os detalhes do edifício.

10. Rolê pelas feirinhas de rua

Pra quê shopping se existem as feirinhas de rua? Cada vez maiores, elas têm ganhado espaço em São Paulo. Depois da passar pela tradicional feira de antiguidades da praça Benedito Calixto, uma das melhores opções é conhecer a feira Jardim Secreto, na praça Dom Orione, no Bixiga. São mais de 80 expositores, com produtos originais e artesanais, roupas, cosméticos, plantas, peças de design e decoração. Se no dia não estiver rolando feirinha, siga para a Casa Jardim Secreto, endereço fixo onde dá para comprar algumas coisinhas legais.

Foto: Larissa Dare

Post por Brunella Nunes
Fotos: divulgação/destaque: Larissa Dare

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verão 2020

Programe-se para curtir as belezas da Bahia no próximo verão! Temos dicas de lugares incríveis para suas férias.