Situado entre o continente chileno e o Arquipélago das Guaitecas, o Parque Nacional Isla Magdalena é mais um destino único encontrado na Patagônia Chilena. Intitulado Monumental Natural em 1982, cerca de 80% das terras dessa ilha chilena são protegidos.

No centro de Isla Magdalena, como se fosse o protetor maior de toda essa área, fica o vulcão Mentolat, um gigante a 1.659 metros acima do nível do mar entre a flora exuberante da cordilheira norte da Patagônia. Os aventureiros mais experientes podem, inclusive, programar um trekking dos bons para chegar ao cume do vulcão, uma atividade que requer fôlego e condicionamento físico.

O Parque Nacional Isla Magdalena faz parte da Rota dos Parques da Patagônia Chilena, um trajeto de 2.800 km que passa por 17 parques nacionais, considerada uma das estradas mais bonitas do mundo. Criada no final de 2018, essa rota tem o intuito de proteger os ecossistemas da região e também atrair turistas para os cantinhos mais remotos da região chilena com cenários exuberantes!

parque nacional isla magdalena
Foto: Wikimedia Commons

Com esse objetivo de proteção, o objetivo do Parque Nacional Isla Magdalena é resguardar a fauna local, composta por pinguins, gaivotas e biguás (uma ave aquática também chamada corvo-marinho).

A colônia de pinguins encontrada no estreito de Magalhães, região onde o parque nacional se encontra, é considerada a maior do sul do Chile. Acredita-se que tenham pelo menos 60 mil casais de pinguins por lá.

Foto: Andrea Schaffer
parque nacional isla magdalena
Foto: Andrea Schaffer
Foto: Andrea Schaffer

Entre os meses de outubro e março, é possível avistar os pinguins que ocupam toda a ilha. Todos os anos, eles retornam para os locais onde criaram seus ninhos.

No extremo sul da ilha, em Puerto Gaviotas, os visitantes encontram a enseada de pescadores e podem entender um pouco mais sobre como é o estilo de vida na região. O parque é território ancestral do povo Chono, nômades que navegavam pelas águas das ilhas e canais saindo do sul de Chiloé rumo à península Taitao para pescar e caçar.

Outro passeio que os turistas costumam fazer é emendar uma ida até as ilhotas de Santa Isabel e San Andrés para ver mais de perto os leões marinhos.

Como chegar ao Parque Nacional Isla Magdalena

Assim como outras reservas naturais que fazem parte da Rota dos Parques da Patagônia, o Parque Nacional Isla Magdalena não pode ser acessado por terra, ou seja: tem que ir de barco.

É possível ir com um barco particular, saindo de Puerto Cisnes. O trajeto dura aproximadamente uma hora. A viagem deve ser programada com guias locais para você aprender mais sobre a região e também porque o parque não possui trilhas demarcadas.

Na verdade, nem existem infraestrutura com banheiros, restaurantes, centro de informações, alojamentos etc. por lá. A visitação é para quem é roots MESMO!

Onde ficar?

Como não tem alojamentos no Parque Nacional Isla Magdalena, a melhor alternativa para quem deseja visitar esse lugar único no mundo é ficar em Puerto Cisnes.

A pequena cidade possui opções de hospedagem mais em conta, como o Albergue Profe Nelson, o Alojamiento Puerto Cisnes e o Hostal Bellavista. Um pouquinho mais caro, tem a La Casa Amarilla e a charmosa Casa de Campo en Carretera Austral.

Puerto Cisnes também pode ser uma rota de parada para quem deseja conhecer o Cerro Macá, o Parque Nacional Queulat com sua impressionante geleira suspensa ou o Parque Nacional Corcovado.

O fato é que essa região da Patagônia Chilena é perfeita para quem gosta de aventura e natureza.

Se você se interessa por viagens inesquecíveis desse tipo, comece desde já a planejar a sua ida para o Chile! Use nosso buscador de passagens aéreas baratas para ficar de olho em promoções. Boa viagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *