A região onde fica a cidade de Huaraz, no Peru, abriga uma joia da natureza: o Parque Nacional Huascarán. O destino é perfeito para quem gosta de ter contato com a natureza, admirar montanhas e lagos ou fazer trekking, já que possui 300 lagoas de origem glacial, além de geleiras, trilhas e circuitos de escalada de diferentes níveis de dificuldade. O parque nacional ainda é o lar da cadeia de montanhas tropicais mais alta do mundo, a Cordilheira Blanca, além do pico mais alto do país, o Huascarán, a 6.768 metros acima do nível do mar.

Palco de tantas belezas naturais, é normal muitos visitantes saírem de Lima, a 400 km de distância, rumo a esse paraíso. Esse deslocamento pode ser feito com um carro alugado, com ônibus ou até mesmo com transfers e excursões oferecidos por agências de turismo.

Recomenda-se ficar pelo menos três dias inteiros em Huaraz para aproveitar bem os passeios — porque tem muita coisa linda para ser vista e registrada por lá. Por se tratar de uma região muito alta, todo cuidado é pouco com o soroche, ou mal de altitude. Tente chegar à cidade com antecedência para que seu organismo se acostume com a altitude.

Quanto custa viajar para as principais cidades do Peru? Descubra os gastos diários aqui!

As belezas do Parque Nacional Huascarán no Peru

Visitar o Parque Nacional Huascarán é realizar passeios completos em torno da Cordilheira Blanca e dos circuitos mais populares do país. Confira quais são os principais passeios e comece a planejar seu roteiro.

Laguna 69

laguna 69 no peru
Foto: Peru.com

Encantadora! Não existe definição melhor do que essa para a Laguna 69. Com sua tonalidade azul-turquesa, a laguna mais se parece com uma joia brilhante no meio da neve branca que a rodeia. As aventureiras de plantão vão curtir a trilha de 14 km, percorrida a 4.600 metros de altitude, que deve ser feita para chegar até lá, caminhando em uma região cercada pela Cordilheira Blanca.

As vistas pelo caminho são espetaculares, valendo a pena parar (para recuperar o fôlego) e também contemplar as belezas naturais! Você pode contratar uma excursão de um dia para a Laguna 69 aqui — isso porque todos os passeios dentro do Parque Nacional Huascarán devem ser acompanhados por guias credenciados.

Lagunas Llanganuco

Parque Nacional Huascarán no Peru
Foto: Wikimedia Commons

Na base de duas montanhas, a Huandoy ao norte e a Huascarán ao sul, existem as Lagunas Llanganuco que se formaram com o derretimento de glaciares. Quem gosta de visuais que parecem de cinema vai se encantar pela cor azul-turquesa das águas!

Tente unir a ida às Lagunas Llanganuco no mesmo dia em que for conhecer a Laguna 69, isso porque as lagunas ficam no meio do caminho. Quem for ainda mais aventureira pode contratar um tour de mountain bike que sai de Huaraz até as Lagunas Llanganuco, sendo uma rota de ciclismo espetacular na Cordilheira Blanca.

Laguna Humantay

Parque Nacional Huascarán no Peru
Foto: Wikimedia Commons

A 4.630 metros de altitude fica uma das lagoas mais lindas do Peru, a Laguna Humantay, conhecida também como Lagoa Azul — só pelo apelido carinhoso você já consegue imaginar um pouquinho a tonalidade maravilhosa que vai encontrar lá, não é mesmo?

Chegar a esse paraíso não é tarefa fácil, isso porque os turistas precisam percorrer uma trilha de aproximadamente 2 horas até chegar ao topo da montanha de onde é possível apreciar a beleza da lagoa. Existe um tour guiado específico para quem deseja conhecer a Laguna Humantay, clique aqui e saiba mais.

Lago Paron

Parque Nacional Huascarán no Peru
Foto: Wikimedia Commons

A 4.200 metros de altitude, com 3,7 km de comprimento e 7 mil metros de largura, o Lago Paron é um dos maiores e mais bonitos do país. A montanha Artesonraju ao fundo consegue deixar o cenário ainda mais deslumbrante. Você pode contratar uma excursão de dia inteiro para o Lago Paron aqui, incluindo guia particular.

O bom de ir com excursão é que os ônibus param bem pertinho do lago, fazendo com que você não precise caminhar por tanto tempo (como é bem comum nos passeios a todas as atrações do Parque Nacional Huascarán).

Glaciar Pastoruri

Parque Nacional Huascarán no Peru
Foto: tacowitte

Este é um dos passeios mais populares de Huaraz que leva os visitantes a uma geleira que fica a 5.240 metros de altitude. Infelizmente, devido ao aquecimento global, o Glaciar Pastoruri está reduzindo ano após ano. Por isso, se você quer ter a oportunidade de visitar esse destino único, não deixe muito para depois!

Os ônibus de turismo chegam até a base do glaciar, a 4 mil metros de altitude. O restante do percurso de 3 km é feito a pé. Mas, apesar de curtinho, não pense que é moleza, já que a altitude dificulta esse trekking. Mas tenha certeza que o esforço vai valer a pena. Contrate uma excursão para o Glaciar Pastoruri aqui.

Laguna Churup

Parque Nacional Huascarán no Peru
Foto: Wikimedia Commons

A trilha que leva os visitantes até a Laguna Churup é uma das mais difíceis do Parque Nacional Huascarán. O percurso é de 7 km e, vendo isso, muita gente pode acreditar que será tranquilo. Mas nem sempre é!

Nesta trilha, prepare-se para encontrar trechos planos, mas também com subidas leves e pesadas, inclusive com escaladas! A altitude na região é de 4.450 metros e sempre dificulta um pouquinho. A laguna em si é linda, com águas azuis-turquesa e cercada por montanhas com o topo coberto de neve. Um cenário dos sonhos!

Dicas importantes para quem visita o parque

Parque Nacional Huascarán no Peru
Foto: Wikimedia Commons

Como todos os passeios precisam ser acompanhados por guias locais e ofertados por agências de turismo, é importante você sempre confirmar se o ingresso para o parque está incluso no preço a ser pago pelo passeio. Normalmente, o ingresso não faz parte do pacote. Nesse caso, será necessário pagar pela entrada no Parque Nacional Huascarán que é de 10 Soles (algo em torno de R$ 12).

Confirme também se a agência fornece algum tipo de alimentação. Caso contrário, você precisa levar uma mochilinha com água e lanches para passar o dia, já que não existem restaurantes nas regiões das lagoas — a garrafinha esperta de água é sempre bem-vinda. Lembre-se sempre de preservar a natureza, trazendo seu lixo de volta.

É importante se atentar com a maneira de se vestir ao visitar o parque. Leve seus óculos de sol, chapéu e também protetor solar mesmo nos dias mais gelados, pois o frio pode enganar! Também se vista em camadas, com luvas, jaqueta impermeável e botas para trekking.

Já percebeu que vale a pena ficar em Huaraz por alguns dias, não é mesmo? As atrações do Parque Nacional Huascarán são sensacionais e você pode, ainda, emendar outros passeios mais leves, visitando sítios arqueológicos e ruínas na região.

Por isso, é importante encontrar uma boa opções de hotel para descansar pra valer após um dia inteiro de caminhada. Clique aqui e veja onde ficar em Huaraz, no Peru — são opções de hospedagens para todos os estilos e bolsos 😉

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economize até 60% em suas viagens de ônibus!