Se sua ideia de luxo e riqueza chega ao status de dormir em um Palacete, nem que seja uma vez na vida, então vá para Cuba! Entre as várias opções de Airbnb em Havana, encontramos um bela casa do século passado na calorosa cidade, que pode ser sua por algumas noites.

As chances de você conseguir uma acomodação do tipo estando no país são bem altas, afinal, Cuba é conhecida por ter “parado no tempo” e a rede hoteleira ainda é escassa. Assim, fica mais viável alugar casas ou quartos onde vivem os próprios cubanos, proporcionando uma verdadeira imersão na terra do rum e dos charutos.

Antigo palacete está disponível para locação no Airbnb em Havana – Foto: divulgação/Airbnb

Cuba: quem não foi, deveria ir! Confira as dicas.

Foto: divulgação/Airbnb

O casarão de 380 m² é bem antigo por fora, com detalhes que remontam a 1915, ano de construção do imóvel. Mas, ao entrar, os hóspedes encontram um pequeno palacete completamente restaurado e modernizado na parte interna, decorado com bom gosto. Pé direito alto, ladrilhos hidráulicos, janelas enormes, muita luz natural e lustres antigos fazem parte dos amplos ambientes.

E nem precisa se preocupar com espaço, porque a acomodação tem cômodos de sobra: sala de estar, sala de jantar, salão de jogos, cozinha equipada, cinco quartos, dois banheiros e varandas. Outro detalhe apaixonante encontrado em Cuba são os terraços, ou rooftop. Nesse caso, tem vista para o mar, poltronas e espreguiçadeiras. Depois de um dia de andanças pelas ruas agitadas da capital, pode ser tudo o que você precisa para relaxar.

Foto: divulgação/Airbnb
Airbnb em Havana conta com terraço com vista para o mar – Foto: divulgação/Airbnb

Apesar de ser, aparentemente, uma hospedagem mais caseira, o palacete conta com serviços de recepção 24 horas e limpeza diária, com troca de roupa de cama e toalhas, inclusas no valor da diária. Os hóspedes também recebem um celular local, com crédito de 10 CUC para ser utilizado, além de amenities (shampoo e sabonete líquido).

Entre os serviços, oferece concierge, reserva de mesa de restaurante e opções de excursão dentro e fora da capital cubana.

Foto: divulgação/Airbnb
Foto: divulgação/Airbnb

A localização do Airbnb em Havana é privilegiada: no bairro Vedado, que é um dos melhores para se hospedar na cidade. Pelas ruas se observam muitas casas bonitas, erguidas nos anos de 1860, 1920 e 1950. A região também tem alguns comércios, teatros, bares, restaurantes, praças e hotéis grandes, como o Habana Libre, onde dá pra encher a cara por US$ 1, conforme contamos aqui.

Há ainda muitas atrações turísticas para ver em Vedado, também chamado de Município da Praça da Revolução, pois é lá onde fica a fatídica praça. Vale a pena dar uma passada pela Universidad de La Habana e o Museu de Artes Decorativas, que são muito bonitos, além do Memorial José Martí, o Museu Napoleônico e a Necrópole de Cristóvão Colombo.

Próximo ao histórico Hotel Nacional, que também pode se incluir no roteiro de visitação, está o Malecón, uma das mais conhecidas de Havana, onde tudo acontece. Numa caminhada pela orla você pode observar todos os detalhes da distinta arquitetura, alguns fortes que protegeram o país e pessoas que estão ali a filosofar, recitar poesia, pescar ou simplesmente aguardando o belo pôr do sol.

Foto: divulgação/Airbnb
Foto: divulgação/Airbnb

Foto: divulgação/Airbnb

Foto: divulgação/Airbnb

Quanto custa

As reservas no Airbnb em Havana custam, em média, R$ 1.700 por noite. O palacete comporta até 10 pessoas por estadia. Assim como em várias outras casas em Cuba, o café da manhã não está incluso na diária, mas custa 5 CUC por pessoa. Reserve aqui!

 Comece a calcular sua viagem para Havana agora mesmo!

Foto: divulgação/Airbnb

Não cabe no orçamento?

Se a sua situação financeira não comporta tudo isso, não fique triste! O Quanto Custa Viajar esteve em Havana em 2018 e ficou em outra hospedagem, mais em conta: o Colonial Liberty Inn. A casa, bem estilosa, pertence a Susana e Paulo (ou Suzie e Paolo), um casal formado por uma cubana e um italiano, muito simpáticos e dispostos a ajudar.

O edifício, de 1940, é muito charmoso e tem privacidade. Os hóspedes podem se acomodar em dois quartos, que não são grandes, porém bem aconchegantes, equipados com frigobar e ar condicionado. O que eu fiquei tinha uma banheira de 100 anos de idade, que foi restaurada e funciona super bem. Estava tudo bem limpo e em ótimas condições de uso.

O café da manhã, que também custa 5 CUC por pessoa, é servido na mesa de jantar da sala. A refeição costuma ser igual em todos os locais: frutas, café, leite, suco, manteiga, goiabada, pão e ovos (mexidos, fritos, cozidos…como você preferir). No Colonial Liberty Inn, eles se preocupam com o nosso bem estar e com a apresentação da mesa, das louças à comida. Nada que fique atrás de uma pousada, em termos de qualidade.

Em breve irão abrir um bar e área de descanso no terraço do imóvel, oferecendo vistas maravilhosas para o entorno.

Foto: Brunella Nunes/Equipe QCV
Foto: Brunella Nunes/Equipe QCV

Também não tenho o que reclamar da localização. A hospedagem está a poucos quilômetros do centro histórico Habana Vieja para um lado, e Vedado para o outro. O bairro “chino”, que nem é tão chinês assim, também fica a poucas quadras de distância, assim como o Malecón.

Se você dispensa as caminhadas, pode contar com os taxistas e motoristas de confiança do casal de anfitriões, que também organizam passeios e dão várias dicas bacanas para os hóspedes. Esse é um ponto bem positivo, pois é bem fácil cair roubadas em Havana. Roubadas não no sentido de violência, que tem um índice muito baixo no país, mas de lugares que não valem o quanto você paga, por exemplo.

É a acomodação ideal para casais (ou amigos) que querem conforto e, ao mesmo tempo, se inserir no cotidiano dos cubanos. Ao cair da noite, é interessante ir na varanda ou na praça logo ao lado para ver a movimentação do bairro, a molecada jogando bola, os moradores assistindo às novelas brasileiras, das quais são fãs de carteirinha, e um monte de gente sentando nos bancos para conseguir acessar a concorrida internet. E isso vai até meia-noite, tranquilamente.

*O local não é indicado em termos de acessibilidade, pois conta com uma escada de acesso com 24 degraus.

Foto: divulgação/Airbnb

Quanto Custa

O Colonial Liberty Inn, que é uma outra opção de Airbnb em Havana, tem diárias a partir de R$ 196. O café da manhã é pago a parte diariamente, pelo valor de 5 CUC por pessoa. Da casa até o centro antigo é cobrado um valor médio de 15 CUC de táxi.

Mas tome nota: para locomoção de até uns 3 km, vá de Cocotáxi, uma motocicleta com um compartimento anexo (em formato de um coco verde), onde cabem duas pessoas a mais. É um meio de transporte bem peculiar dos cubanos, porém rápido e eficiente.

Próxima parada: Varadero. Não perca nossas dicas valiosas nesse post!

Foto: Brunella Nunes/Equipe QCVhttps://quantocustaviajar.com/blog/o-melhor-jazz-de-havana/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *