A disputa pela presidência do Estados Unidos foi bastante acirrada e com uma vitória um tanto surpreendente. Depois de fazer uma campanha cheia de polêmicas, envolvendo comentários racistas, xenofóbicos e machistas, além de focar seu governo em imigração, economia e saúde, fica a dúvida: o que muda no visto americano com Donald Trump no poder? O Quanto Custa Viajar esclarece algumas delas.

O empresário e agora presidente já deixou claro que imigrantes terão ainda mais barreiras para conseguir chegar e ficar no EUA, embora sua própria esposa seja estrangeira. Entre as medidas que pretende implantar estão: deportar todos os 11 milhões de imigrantes ilegais; triplicar os agentes federais nas fronteiras; construir um muro nas bordas com o México; por um fim na cidadania americana por nascimento (birthright citizenship), que estabelece que qualquer pessoa nascida no Estados Unidos é, por direito, um cidadão americano.

Cerca de 1 milhão de brasileiros vivem no país norte americano atualmente, muitos de forma ilegal. Por enquanto, o que sabemos é que o republicano propõe um “veto extremo” à imigração, especialmente da comunidade latina, da qual fazemos parte.

A promessa de Trump é proteger o “bem-estar econômico” dos que estão legalizados, mas a admissão de novos moradores estrangeiros, que teriam o green card, vai depender de condições econômicas dos candidatos, ou seja, pessoas teoricamente com maiores chances de sucesso no EUA, com alto nível de escolaridade e habilidades específicas.

Greencard-Lotterie startet am 2. Oktober / Abschaffung in letzter Minute gescheitert

Sobre a concessão de vistos, pouco foi declarado. Enquanto Obama negociava junto com o Brasil a desburocratização do processo de obtenção de visto para viajantes frequentes, tudo nos leva a crer que Trump pensa bem diferente. Os muçulmanos, segundo ele, estarão banidos de entrar em território norte americano.

O Canadá já está sofrendo as consequências das declarações do político, que após eleito, fez com que o site de imigração canadense saísse do ar devido o número de acessos, já que muita gente apreensiva quer fugir às pressas pra lá ou mudar de rumo.

Isso também afeta nas concessões de trabalho, ou seja, quem quiser construir uma carreira sólida no EUA talvez terão de mudar de rumo. O aumento da burocracia e rigor na escolha de quem entra no país vai de acordo com suas habilidades, escolaridade e histórico. No geral, quem consegue cravar uma vaga são os profissionais altamente capacitados em áreas como tecnologia e pesquisa laboratorial, segundo a Exame.

trump-visto-americano

Com um governo mais conservador, é possível que muitas portas se fechem. Ainda assim, a política de obtenção de vistos continua a mesma por enquanto, pelo menos até o dia 20 de janeiro de 2017, quando Trump assume o poder.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verão 2020

Programe-se para curtir as belezas da Bahia no próximo verão! Temos dicas de lugares incríveis para suas férias.