Se você ainda não conheceu as melhores praias do Rio de Janeiro, está mais do que na hora de adicioná-las na sua listinha de afazeres. A Cidade Maravilhosa e seus arredores foram agraciados por belíssimas enseadas que hipnotizam o olhar e roubam o coração dos gringos. Descubra as 12 opções selecionadas pelo Quanto Custa Viajar e viva o Verão como se não houvesse amanhã!

As melhores praias do Rio de Janeiro

Arpoador

Sem dúvidas o Arpoador é uma das melhores opções para quem quer curtir a capital fluminense e figura entre as preferidas dos moradores, o que é um ótimo sinal. São 800 metros de mar e areia entre o Forte de Copacabana e a Rua Francisco Otaviano com Av. Vieira Souto. Para fechar o dia, siga até as pedras onde se aprecia um memorável pôr do sol.

Recreio

É no bairro do Recreio onde estão as praias mais limpas e reservadas da cidade. Começamos pela praia homônima, onde uma extensa faixa de areia é dedicada aos esportes como o vôlei, enquanto o mar limpinho abraça os surfistas e windsurfers. Os atletas participam ou acompanham campeonatos de surf e bodyboard, além de passear pela ciclovia na orla. Só tome cuidado quando estiver na bike porque a bela paisagem pode te distrair facilmente.

Abricó

Dentro da reserva biológica do Parque Municipal de Grumari está a única praia naturista do Rio de Janeiro, afiliada oficialmente à Federação Brasileira de Naturismo (FBrN). Rodeada por montanhas e pela vegetação tropical, a praia de águas cristalinas tem o cenário perfeito para abrir mão das roupas. A sensação de liberdade e o contato com a natureza não poderiam estar em um lugar melhor.

Praia do Secreto

Para quem curte lugares desconhecidos e selvagens, a praia do Secreto é uma ótima opção! Com apenas 12 metros de extensão, esse pequeno refúgio fica escondido após uma trilha na Estrada do Pontal sentido Prainha. Longe da urbanização, tem um visual incrível e seu principal atrativo é a piscina natural que se forma em meio às rochas, de frente para o mar azul. Mas antes é preciso ficar de olho na maré, que não pode estar nem muita baixa e nem muito alta para que se forme uma grande bacia. Saiba mais aqui!

Ipanema

Impossível falar de RJ sem mencionar Ipanema, aquela que fez nascer a Bossa Nova e deu verdadeira fama internacional à cidade. Com 2 km de comprimento, suas areias com vista para o Pão de Açúcar têm de tudo, desde vendedores ambulantes , passando por pessoas torrando no sol até os esportistas adeptos de surf, frescobol, vôlei e futevôlei. Aos domingos, até as 18h a orla fica fechada para veículos, facilitando a caminhada, a corrida, as pedaladas e o skate. No final de tarde, o lindo pôr do sol faz qualquer mortal acreditar no título de Cidade Maravilhosa.

Grumari

Com acesso restrito por estar em uma área de preservação ambiental, Grumari proíbe construções que ofuscariam o seu brilho. Sorte dos frequentadores, que podem aproveitar o cenário nativo para assistir ou se jogar nas ondas fortes. Fugindo das marolas, os surfistas marcam presença diariamente na busca de novos desafios. A mecânica natural é tão perfeita, que as ondas quebram antes de chegar aos banhistas, que podem curtir o mar a vontade.

Praia do Perigoso

Entre a belíssima restinga de Marambaia, manguezais e Mata Atlântica está a Barra de Guaratiba, famosa por seus restaurantes rústicos de alta qualidade. Mas é adentrando suas trilhas que se chega aos verdadeiros paraísos isolados, como a Praia do Perigoso. O visual selvagem é alcançado após 1h30 de caminhada moderada, que exigem pelo menos a companhia de grupos ou guias, já que o local é muito distante da civilização.

Foto: Marina Herriges

Praia da Macumba

Reduto de surfistas, a praia da Macumba é separada do Recreio devido a presença da pedra do Pontal. Passando pela orla recheada de quiosques e pela ciclovia se chega ao mar agitado, com ondas invejáveis ao longo do ano todo. A diversão não para por ali. Durante a maré baixa, alguns se aventuram a seguir por um estreito caminho de areia que vai até a rocha, e depois de uma subida de aproximadamente uma hora se avista até mesmo a Barra da Tijuca.

Joatinga

Entre São Conrado e a Barra da Tijuca está o bairro de Joá, que tem como principal atrativo a bela praia da Joatinga, escondida dentro de um condomínio, mas se mantém aberta para todos. Pequenina e inacessível durante a maré alta, possui apenas 300 metros de extensão, espaço bastante disputado durante os finais de semana. Ali, surfistas e jovens disputam a atenção, mas nada ganha do visual da enseada, especialmente se for observada do alto das pedras e mirantes. Prefira ir bem cedo para aproveitar o mar verdinho e cristalino!

Itacoatiara – Niterói

Emoldurada pela vegetação, a praia de 700 metros de extensão é reduto de jovens e surfistas que sabem apreciar o melhor da vida. Para fugir das altas ondas, as famílias com crianças costumam ficar no canto direito, onde está a chamada “Prainha”, que fica escondida atrás das pedras e com mar calmo na maior parte do dia.

Praia do Sono – Paraty

Depois de percorrer os cantos charmosos da cidade histórica, reserve um tempo na agenda para conhecer essa praia selvagem. Acessado apenas por barco ou trilha íngreme de uma hora, o local tem areias douradas banhadas por um mar transparente, rodeado pela vegetação. O cenário não poderia ser melhor para aproveitar momentos de tranquilidade e contemplação. Ainda que seja preservada, possui estrutura turística. Havendo fôlego, siga para a praia de Ponta Negra, acessada após quatro horas de trilha. O visual vale a pena!

Praia do Cachadaço – Trindade

Essa é não só uma das melhores praias do Rio como também do Brasil. Mantendo seu lado selvagem, também é acessada apenas por trilha a partir da Praia do Meio, exigindo um tanto de tempo para que se aproveite suas maravilhas ao máximo. O mar azul banha as areias brancas, enquanto as árvores cumprem com primor o papel do guarda-sol. No canto direito, quem deixa a preguiça de lado pega mais uma trilha de 30 minutos para chegar às belíssimas piscinas naturais.

João Fernandes – Búzios

Não precisa falar muita coisa quando se tem uma foto dessas, que revela apenas parte da beleza de João Fernandes. A praia caiu tanto nas graças dos gringos que virou um reduto internacional, onde se fala habitualmente o espanhol. A presença dos hermanos não ofusca seus atrativos, incluindo piscinas naturais propícias para observar peixes e fazer mergulho. Pelo mar também é comum ver passeios de escuna, mas não há nada melhor do que estar literalmente imerso nesse pequeno paraíso.

Post por Brunella Nunes
Fotos via Visit Rio/Riotur

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *