Sabia que São Paulo é dona do segundo maior mercado de pizzas do mundo? A capital paulista só perde para Nova York no assunto e chega a vender um milhão de unidades por dia. No meio de mais de 6 mil opções, estilos e preços diferentes, selecionamos as melhores pizzarias de São Paulo para não ter erro.

As melhores pizzarias de São Paulo

Por muitos anos, as mais tradicionais não tinham competidores à altura. O delivery prezava por pizzas mais simples e mais baratas, enquanto as casas, muitas delas também fazendo o papel de cantina, eram mais sofisticadas, traziam ingredientes de fora e ganhavam prêmios dos jornais e revistas. Eis que, de meados de 2010 pra cá, foram chegando as novas gerações de chefs e pizzaiolos, dando uma chacoalhada das boas no segmento. Temos em SP o boom das pizzarias novamente! 

De fato, não tem muito erro na escolha. Grande parte das pizzarias serve receitas deliciosas, criativas e caprichadas no recheio. Não é a toa que a metrópole já chegou a ser considerada até melhor do que a própria Itália quando o assunto é pizza. Se é verdade ou não, só provando a das duas para saber.

Foto: Brunella Nunes/Equipe QCV

Agora, se você tem pouco tempo na cidade e realmente quer pisar num pequeno pedacinho da Itália, vá ao Eataly. Trata-se de uma filial do gigantesco mercado italiano, onde se encontra uma grande variedade de produtos diretamente do país, massas artesanais, bebidas, doces, cafés e bons espaços gastronômicos, como é o caso da Pizza Romana, no piso térreo e da La Pizza, no segundo andar.

Com dicas para as mais diversas regiões, você certamente vai encontrar o que procura nessa lista:

Speranza | Rua 13 de Maio, 1004

Fundada em 1961 por uma família italiana, a Speranza se consolida como uma das pizzarias mais tradicionais da cidade. São duas filiais, a mais antiga no bairro do Bixiga e outra em Moema, aberta desde 1979. Em ambas, o ambiente é bonito, espaçoso e sempre cheio aos finais de semana. A equipe, que também é de longa data, prepara redondas de massa fina e borda gordinha, elaboradas com ótimos ingredientes.

Os amantes de queijo vão gostar da Fonduta, com molho de tomate, mussarela, catupiry e parmesão. Já os carnívoros precisam provar a Cinghiale, com molho de tomate, fiori di latte e calabresa de javali.

Foto: Brunella Nunes/Equipe QCV

Napoli Centrale | Mercado Municipal de Pinheiros Box 83/84

O Mercado Municipal de Pinheiros se reinventou com a tutela do chef Alex Atala e entrou na rota gastronômica do bairro. Dentro da nova safra surgiu a Napoli Centrale, pizzaria informal focada no estilo napolitano. A massa descansa 36 horas antes de ir para o forno. Entre as receitas se destaca a clássica margherita e a carbonara, com mussarela fior de latte, guanciale, ovo caipira, pecorino e pimenta-do-reino.

Guarita Bar | Rua Simão Álvares, 952

O gastrobar de dois amigos em Pinheiros preza pela coquetelaria autoral com preços acessíveis e pizzas de fermentação natural assadas no forno a lenha. Entre os sabores diferentões, prove a de cogumelos, haddichio, gorgonzola e balsâmico; ou a mistura de barriga de porco com pimenta, maionese, coentro e pepino.

Para bebericar, cai bem um Guarita Fizz, com vodca infusionada com casca de limão e laranja bahia, calda de gengibre com hortelã e notas cítricas.

Divina Encrenca/Divininha | R. Marquês de Itu, 1017

Nascida como food truck em meados de 2014, a Divina Increnca chegou tão longe que já conta com duas unidades na capital e agora também uma caçula, chamada Divininha. O ambiente sempre descontraído atrai, em sua maioria, grupos de amigos e pessoas jovens sedentas por um pedaço de pizza sem frescura.

Na unidade da região mais central, na Santa Cecília, as mesas ficam na calçada, ao ar livre, onde os clientes provam pizzas napolitanas feitas com ingredientes como salame de cordeiro, ricota defumada e pesto de azeitona.

Quintal do Bráz | R. Gandavo, 447

Com mais de 20 anos de vida, a pizzaria Bráz figura entre as mais conhecidas e mais gostosas da cidade. Do primeiro endereço em Moema se expandiu-se para outros cinco, como o Quintal do Bráz, na Vila Mariana. Além de ter um belo salão, possui uma área externa bem agradável, com direito a lareira e vegetação.

A casa aposta em pizzas com fermento natural Gennarino ou massa integral italiana, moída em moinho de pedra. Para não errar na escolha, vá de caprese, feita com tomate caqui, mussarela de búfala artesanal, folhas de manjericão gigante e pesto de azeitonas pretas. Se quer algo diferente mesmo, vá de khachapuri (foto), uma das iguarias nacionais da Geórgia. recheada de muito queijo.

Castelões | Rua Jairo Góis, 126

A mãe de todas as pizzarias, a Castelões resiste ao tempo na cidade onde o relógio não dá uma trégua. Aberta desde 1924 na região do Brás, a histórica cantina se consolida até hoje pela boa pizza servida, como a Romana, com filés de aliche importada, mussarela especial e molho de tomate fresco.

Para acompanhar, peça uma jarra da sangria que leva o nome da casa, batizada com um “xarope especial”. O charme do lugar fica por conta das tradicionais toalhas quadriculadas nas mesas, que lembram muito a Itália, um neon sempre iluminado e muitas fotografias forrando as paredes.

Fior di Grano | Avenida Rouxinol, 621

A Fior di Grano trouxe novidades para o menu em 2018, acrescentando o fermento natural “lievito madre” (ou lêveda) nas receitas à moda milanesa, mesclando farinha tipo 1 e de seis cereais. Além das clássicas, inclui sabores autorais como a Tartufona, como molho de tomate italiano, mussarela fior di latte, funghi porcini, carpaccio de tartufo, burrata fresca e salsinha.

Se gosta das pizzas com vegetais, peça a vegetariana, com molho de tomate italiano, mussarela fior di latte, caponata de berinjela, queijo grana padano, rúcula e sal de guerande com tartufo branco.

Bráz Eléttrica | Rua Antônio Carlos, 328

Com quatro unidades na capital, a Bráz Eléttrica deu o que falar quando chegou com seu ambiente descolado, inspirado nas pizzarias de Nova York, e o cardápio assinado pelo norte americano Antony Falco. A massa neonapolitana mescla farinhas italianas e brasileiras numa fermentação de 24 horas. O ideal é dobrá-las para comer com as mãos.

Como sugestão, vá de Sr. Falco, que leva molho, linguiça fresca, cebola roxa, alho, manjericão, picles de jalapeño, grana padano. Os veganos também não ficam de fora, tendo como opção a Vegas, com molho, cogumelo, cebola roxa, manjericão, picles de jalapeño, azeitonas verdes e orégano fresco.

A Pizza da Mooca | R. da Mooca, 1747

A Mooca é uma das regiões mais italianas da cidade e ali não poderia faltar boas pizzarias. Instalada no bairro desde 2011, A Pizza da Mooca, comandada pelo chef Fellipe Zanuto, se consolidou entre as melhores ao longo dos anos, ganhando outras duas filiais e cara mais modernosa.

Da cozinha saem pizzas em estilo napolitano como a Da Nonna, elaborada com molho bechamel, frango, cream cheese, pesto e rúcula. Outra opção bem falada é a prosciutto, que leva molho de tomate, mussarela, burrata, rúcula e presunto cru.

Primo Basílico | Alameda Monteiro Gabriel da Silva, 1864

Há mais de 25 anos no pedaço, a Primo Basílico começou o conceito de pizza-bar na região do Jardins, levando elogios e prêmios da mídia especializada para casa. A pizza segue na versão tradicional, com ingredientes sofisticados e massa artesanal.

No menu, se destacam a Brigitte, com mussarela, queijo brie, aspargo fresco e mel; e a Alho Negro, com tomate cereja, flor de sal, queijo meia cura, mussarela especial, alho negro, manjericão e um toque de pimenta dedo de moça.

Carlos Pizza | Rua Harmonia, 501

Taí um nome que ficou bem conhecido em São Paulo: Carlos Pizza. A pizzaria na Vila Madalena serve pizza individual de fermentação lenta, ou seja, seguindo as premissas da cartilha napolitana, e assada na forno a lenha.

Os vegetarianos podem apostar na mistura que leva berinjela, queijos de cabra e Tulha, e orégano fresco por cima. Os carnívoros podem se sentir satisfeitos com a toscana, elaborada com panceta artesanal, mussarela, parmesão e cogumelo.

As diferentonas

A Casa da Pizza Estufada | R. José Jannarelli, 437

Trazida dos EUA, a stuffed pizza é basicamente uma pizza versão muito mais gorda da chamada pizza pan. Na Casa da Pizza Estufada, que tem duas unidades na capital, é possível se deliciar com mais de 20 sabores doces e salgados da tal pizza exageradamente recheada. Quem quer algo mais light pode optar pela massa tradicional mesmo.

Entre os sabores, destacamos a Virginia Hill, com salmão, alcaparras, cream cheese e mussarela; e a Andreotti, para amantes de cogumelos, com mussarela, shitake, shimeji, funghi secchi e champignon refogados no molho shoyu.

Veganize | Rua Augusto Ostergreen, 354

Se você segue a ideologia vegan e não quer passar perrengue com falta de opção, vá até a Veganize, a primeira pizzaria 100% vegana da cidade. Num ambiente simples e informal são servidas esfihas e pizzas variadas, como a provolone, feita com tofu defumado e catupisoy (catupiry de soja).

Há também opções doces e as bebidas são igualmente livres de quaisquer origem animal ou de empresas que fazem testes em animais. Confira nossa matéria completa nesse cantinho tão genuíno de SP!

Foto: Brunella Nunes/Equipe QCV

Fotos: divulgação

10 destinos para você viajar com o valor de 48 pizzas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *