Estamos vivendo tempos um tanto sombrios, com crises nas mais variadas áreas do mundo. Ter empatia com o próximo se torna quase uma terapia, um antídoto contra o caos. Conheça 5 maneiras de viajar e ajudar uma causa com trabalho voluntário, afinal, fugir de casa para praticar o bem não parece uma má ideia, não é?

Nos últimos anos o voluntarismo, ou turismo voluntário, se desenvolveu bastante. A contribuição com causas sociais pode não ser as férias dos seus sonhos, mas é uma troca de aprendizados valiosa para a vida, proporcionando o encontro de propósito, de realidades diferentes e, definitivamente, uma saída da zona de conforto. Tudo isso, é claro, com boas doses de comprometimento, generosidade e responsabilidade.

As práticas, dentro e fora do Brasil, vão desde o auxílio em projetos humanitários até a recuperação de áreas ambientais degradadas. Geralmente, quem faz a ponte entre voluntário e causa são ONGs ou agências de intercâmbio especializadas. Conheça algumas maneiras de colocar o plano em prática:

Cuidar de animais

Quem é que não quer pegar um filhotinho de leão no colo e dar mamadeira? Cuidar de animais em orfanatos ou programas de preservação é tentador. A África lidera esse tipo de turismo voluntário, já que ali estão projetos sérios de monitoramento da vida selvagem, em especial do chamado Big Five, grupo constantemente ameaçado, composto por elefantes, leões, leopardos, búfalos-africanos e rinocerontes. O Nepal e a Tailândia também costumam atrair pessoas para essas experiências, assim como o Pantanal, no Brasil.

Onde procurar: aviva; Go Eco; All Africa Volunteers; instituto onça pintada 

Cuidar de pessoas

Assim como os animais, há muitas, mas muitas pessoas precisando de ajuda ao redor do mundo, especialmente porque vivemos um período de intensos conflitos, resultando no maior número de refugiados. As formas de ajudar são inúmeras: trabalhar em orfanatos, em hospitais, em asilos, em escolas, em acampamentos de refúgio, em comunidades afastadas ou em áreas afetadas pela fome e pela miséria. Tudo vai depender do que você está disposto a fazer e quais são as suas afinidades.

Onde procurar: Volunteer 4 Africa; AFS; Volunteer Latin America; The Alliance of European Voluntary Service Organisations

Capacitação em comunidades

Promover a educação, seja de qualquer maneira, é sempre um passo a mais para o desenvolvimento humano. Repassar seus conhecimentos pode ser uma forma prática e igualmente gratificante de ajudar o próximo. Você pode ensinar algo relacionado à sua profissão (a cozinhar, a usar o computador ou a fotografar, por exemplo), ensinar línguas ou até dar lições de yoga para crianças ou de empoderamento feminino para jovens meninas em vulnerabilidade. Pegue o que você sabe e ensine!

Onde procurar: Omprakash; Sudan Volunteer Programme; ikoporan; Cidadão Pro Mundo

Trabalhar e conviver no meio rural

O meio rural abre portas para voluntários que estejam a fim de conviver com as famílias e colocar a mão na terra. O trabalho, direcionado para fazendas ecológicas, ranchos e sítios, envolve atividades que vão desde o preparo de um terreno, o trato dos animais e até a colheita de morangos que você plantou, por exemplo. Em troca, o voluntário ganha experiência, aprendizado, acomodação e comida no destino escolhido. Dá para fazer esse tipo de viagem tanto no Brasil quanto em qualquer canto do mundo. Mesmo!

Onde procurar: WWOOF; Sarvodaya; Help Exchange (HelpX)

Promover a justiça e o bem estar social

Se você prefere ficar nos “bastidores” e lida melhor com a burocracia, também pode apoiar diversas causas! Ações de promoção da paz, da justiça e do bem estar social são algumas das maneiras de praticar a diplomacia onde, geralmente, há dificuldades para tal. É como intermediar as relações humanas, nas áreas políticas, econômicas, educacionais, ambientais, entre outras. Você pode fazer partes de grupos de apoio de acordo com o que souber fazer, criando estratégias, participando de reuniões, elaborando campanhas e angariando recursos para manter ou colocar ideias em prática.

Onde procurar: Serviço Civil Internacional; Anistia InternacionalPrograma de Voluntários das Nações Unidas; SE7EN

Fotos: divulgação/ONGs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *