Quer planejar uma viagem bem especial? Conheça diversos lugares lindos para viajar no Brasil pouco conhecidos, cercados por belezas fora do comum e paisagens tão puras e lindas que irão renovar suas energias. Seja fazendo uma trilha curta ou pesada ou chegando às atrações de carro, quem busca contato com a natureza vai amar conhecer cada um desses lugares.

Partiu Brasil?! Encontre aqui os melhores preços de passagem aérea para diversos destinos nacionais

Lugares lindos para viajar no Brasil pouco conhecidos

Torres, Rio Grande do Sul

A cidade de Torres fica na divisa entre os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, e atrai muitos turistas que buscam destinos calmos e com paisagens paradisíacas. O destaque é a Praia da Guarita: essa é a única praia do Rio Grande do Sul que possui paredões rochosos à beira-mar. Este cartão-postal em Torres fica dentro de uma área de proteção. É cobrado apenas um valor referente ao estacionamento de veículos que varia entre R$ 10 e R$ 20, dependendo do tempo que o visitante pretende ficar no local.

O mar agitado da Praia da Guarita é bom para quem gosta de pegar ondas. Já na areia, a tranquilidade impera por todos os lados —não existem barracas e movimento nesse sentido, é tudo planejado para garantir um visual de extremo contato com a natureza.

Na Guarita, a dica é fazer as trilhas em cima dos paredões rochosos que rendem vistas privilegiadas do mar de águas claras. É tanto verde por todos os lados que você sairá sentindo que seus pulmões foram renovados! A subida ao morro é puxada: tem 100 degraus. Mas todo esforço valerá a pena para contemplar a natureza. Inclusive, o nome da cidade teve origem justamente por causa destas falésias da Praia da Guarita. Isso porque, do alto das imensas torres, é possível ter uma vista privilegiada do mar.

Em frente à praia de Torres fica a Ilha dos Lobos e, durante sua viagem, você pode planejar mais este passeio. O local é perfeito para a observação de lobos-marinhos e leões-marinhos. Outra praia de destaque em Torres é a Prainha, muito frequentada por famílias com crianças, já que os pequenos podem se divertir na longa faixa de areia ou no mar calmo. A Praia da Cal também merece sua visita.

Sempre perto da Páscoa, a cidade de Torres torna-se a sede do Festival Internacional de Balonismo. Essa é uma ótima oportunidade de visitar o destino e ainda apreciar o céu colorido com a Praia da Guarita logo ao fundo. Será um momento mágico e inesquecível! Caminhar às margens do Mampituba também é um bom passeio para se fazer em Torres. O local agradável rende boas fotos e garante que você encontre alguns dos melhores restaurantes da região.

Encontre aqui hospedagens em Torres

Cascata das Andorinhas, Rio Grande do Sul

Foto: Kaio Henrique Lorenz – trilhandomontanhas.com/kaio_lorenz/

A Cascata das Andorinhas é mais um lugar mágico para conhecer no Brasil. Após uma caminhada tranquila de aproximadamente 1,5 km, passando por riachos e muito contato com a natureza, chega-se à entrada de uma “caverna” tão impressionante, tão linda, que faltam adjetivos para descrever essa experiência. Cercada por esses paredões rochosos esculpidos pela água e pelo tempo está a Cascata Andorinhas. As quedas d’água despencam por uma fenda e o cenário é cinematográfico!

Planeje-se para ficar um bom tempo ali, apreciando o visual e ouvindo o barulho das águas, sem dúvidas será um momento para renovar suas energias. Para o passeio, leve uma mochila com água e algum lanchinho (lembre-se de trazer seu lixo para descartá-lo corretamente). A Cascata das Andorinhas fica no município de Rolante, a 110 km de distância de Porto Alegre e 65 km ao sul de Gramado.

Hospede-se em Gramado para conhecer a Cascata das Andorinhas!

Soldados do Sebold, Santa Catarina

A pequena cidade de Alfredo Wagner, a 110 km de distância de Florianópolis, em Santa Catarina, abriga mais um dos lugares lindos para viajar no Brasil pouco conhecidos: o campo com os Soldados do Sebold. Este é um dos melhores pontos no estado para quem curte praticar esportes de montanha.

A trilha tem 6 km de distância e passa por estradas de terra, rios e plantações de eucaliptos. Após a primeira subida, chega-se a um campo aberto que impressiona com os imensos cânions ao redor. Mas o passeio não termina aí: siga por mais um trecho até se deparar com os Soldados de Sebold.

As imensas formações de arenito Botucatu com 90 metros cada parecem que foram propositalmente esculpidos neste local. O nome “soldados” tem origem justamente pelo fato das rochas se parecem com sentinelas, os grandes guardiões do Campo dos Padres.

Importante: é fundamental que você planeje o passeio com antecedência, principalmente optando por visitá-lo em períodos secos (o trajeto de subida é cheio de lama e veículos comuns não conseguirão passar). Até mesmo com um 4×4 serão difíceis se você tentar subir em períodos de chuva. Por isso, entre em contato com os guias oficiais de ecoturismo da região para receber autorização e agendamento do acesso que fica em uma propriedade particular. A taxa de acesso custa R$ 35 por pessoa e os honorários de um guia credenciado saem em média R$ 120.

Pesquise aqui hospedagem em Alfredo Wagner

Cachoeira do Rio dos Pardos, Santa Catarina

Foto: Wikipedia

A Cachoeira do Rio dos Pardos fica na divisa entre as cidades catarinenses de Porto União e Matos Costa. Chegar até ela não é tarefa fácil, por isso mesmo que o local é pouco conhecido. A cachu fica a 34 km do centro de Porto União e recomenda-se fazer o passeio acompanhado por um monitor de turismo local, porque o caminho é mal sinalizado.

Durante a caminhada, você vai passar por riachos, áreas cercadas por árvores e muito verde. O desfecho desse passeio é incrível deixará você diante das quedas d’água de 72 metros de altura. Dica: caso queira ir por conta própria, coloque no GPS do seu carro as coordenadas 26° 25′ 49.93″ S  50° 58′ 49.22″ W. Isso fará com que você chegue até a área de estacionamento e, a partir dali, faça a trilha a pé.

Encontre aqui hospedagem na região

Salto São Francisco, Paraná

cachoeiras em prudentopolis
Foto: Wikimedia Commons

Com 196 metros de altura, o Salto São Francisco, na cidade de Prudentópolis, é a maior cachoeira do Paraná. Essa maravilha da natureza fica dentro do Parque Municipal São Francisco da Esperança, com trilhas para caminhada e vista panorâmica para o salto.  O acesso à área de preservação é gratuito, mas com controle de acesso (que pode ser feito das 8h às 17h).

Para apreciar as quedas d’água, você terá que fazer uma trilha tranquila de 1,2 km, toda sinalizada, até o mirante superior. Este é um ponto estratégico para tirar fotos bem em frente à cachu.

Quem não abre mão de uma boa aventura pode fazer a trilha inferior, para ver as quedas d’água de baixo para cima. Esse percurso é denso e requer uma caminhada de 3h e bom preparo físico (use calçados próprios para trilhas porque às margens do rio existem muitas pedras e desníveis). Mas o esforço vale a pena, porque a vista que se tem aos pés do Salto São Francisco é impressionante.

Reserve agora sua hospedagem em Prudentópolis

Lagoa Preta, Paraná

Foto: Anderson Theodoro / Prefeitura de São Manoel do Paraná

A Lagoa Preta está localizada na Reserva Ecológica Caraguatatiba da Divisa, na cidade de São Manoel do Paraná, a 170 km de Maringá. A imensa área de preservação, com mais de 200 mil hectares de mata tropical e subtropical, impressiona por sua flora e fauna e, só por esse motivo, já é um destino que vale a pena conhecer. Mas o ponto alto do passeio é chegar até à Lagoa Preta.

Após uma caminhada bem tranquila de 800 metros, o visitante se depara com um cantinho impressionante com águas extremamente azuis e cristalinas. Não é permitido nadar no local, mas a contemplação da natureza já suficiente para você se apaixonar. Passarelas de madeiras permitem que você veja a lagoa sob diferentes óticas e o bangalô no meio da água deixa o cenário bucólico e ainda mais lindo.

A área de preservação fica dentro de uma zona particular tombada como Patrimônio Natural. As visitas devem ser agendadas previamente e incluem passeios no Trenzinho Caraguatá, que leva o turista até o início do percurso para a Lagoa Preta.

PETAR, São Paulo

Foto: Equipe QCV

O PETAR (Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira), situado no estado de São Paulo quase na divisa com o Paraná, definitivamente é um dos lugares lindos para viajar no Brasil pouco conhecidos que todo mundo deveria ter a oportunidade de visitar pelo menos uma vez na vida! Esta unidade de conservação com mais de 300 cavernas, sendo 12 delas abertas à visitação do público, é reconhecida como patrimônio da humanidade pela UNESCO.

Cada caverna dentro deste complexo impressionante é diferente e possui acessos distintos. A ida até a Santana, Morro Preto, Couto, Ouro Grosso e Alambari de Baixo são consideradas fáceis.

Já outros pontos requerem trilhas! O trekking de 7 km garante acesso às cavernas Cafezal e Água Suja, além das cachoeiras Andorinha e Beija-flor — vale a pena reservar o dia inteiro para esse tour que rende experiências e informações sensacionais. Outro passeio de dia inteiro pode ser feito para visitar a caverna Ouro Grosso e emendar um incrível boia-cross: será um dia bem divertido, descendo pelo rio!

Organizando o roteiro bem certinho, é bem possível conseguir visitar cinco cavernas no mesmo dia.

Para os passeios, leve roupas confortáveis e sapatos para molhar e sujar, pois isso é inevitável! As refeições são feitas nas atrações, logo: você terá que montar sua mochilinha com lanches e bebidas (traga seu lixo para descartá-lo corretamente). Leve também toalhas para se secar e seu kit médico, porque não existem farmácias próximas à cidade.

Importante: é necessário contratar um guia para entrar nos Núcleos e conhecer as cavernas. Você pode contratar um guia autônomo ou um de agência especializada.

Dica extra: aproveite para emendar seu passeio até a Caverna do Diabo e a Cachoeira do Meu Deus. Estes são dois pontos fora do PETAR, mas próximos da região: vale muito a pena conhecer!

Pesquise aqui sua hospedagem no PETAR

Areia que Canta, São Paulo

Brotas é considerada a capital do ecoturismo no Brasil e quem busca por lugares para se conectar com a natureza encontra sempre um passeio legal em cachoeiras e recantos especiais. Mas tem um cantinho em Brotas que é verdadeiramente mágico: estamos falando da Areia que Canta. O local, uma nascente de águas cristalinas, recebe este nome porque sua areia muito fina e em movimento constante produz um som parecido com o de uma cuíca.

Quem deseja visitar o local pode pagar pelo Day Use e fazer o Circuito Areia que Canta, além de aproveitar o Circuito Fazenda, que engloba pesca esportiva, banhos em piscinas naturais, trilhas que levam até pomares e passeios pelo lago. A infraestrutura do local é perfeita para receber turistas, contando com restaurante, bar e até hotel.

Confira hospedagens em Brotas aqui

Parque Salto do Sucuriú em Costa Rica, Mato Grosso do Sul

Foto: Wikipedia

O Parque Salto do Sucuriú é um prato cheio para viajantes aventureiros que adoram contato com a natureza. Esta área de preservação tem 57 hectares de puro verde e fica na pequena cidade de Costa Rica! Com infraestrutura perfeita para receber turistas e tantos atrativos legais, planejar uma viagem de fim de semana ou aproveitar uma emenda de feriado são oportunidades perfeitas para visitar esse destino lindo e pouco conhecido no Brasil.

Praticar esportes de aventura é grande atração. Os viajantes podem fazer rapel em paredões rochosos imensos e também podem se aventurar em tirolesas que proporcionam uma visão maravilhosa do Salto Majestoso, a imponente cachoeira com 64 metros de altura do Parque Salto do Sucuriú. Voar pelos vales contemplando a natureza será inesquecível!

A aventura ainda continua em descidas pelas corredeiras do Rio Sucuriú! O rafting feito no local tem duração de 2h e percorre 8 km no total. É para sentir bastante adrenalina e diversão! Quem prefere algo mais tranquilo pode fazer diversas trilhas ecológicas em meio à mata nativa que chegam a mirantes ou piscinas naturais ótimas para banho. A entrada no parque custa R$ 5 por pessoa e as atividades extras, como rapel, rafting e tirolesa são pagas a parte.

Confira aqui hospedagem em Costa Rica

Cachoeira das Sete Quedas em Rio Verde, Mato Grosso do Sul

A 210 km de Campo Grande temos mais um dos lugares lindos para viajar no Brasil pouco conhecidos: o Balneário 7 Quedas do Didi, que fica na cidade de Rio Verde, no Mato Grosso do Sul. Contendo sete quedas d’ água que formam um conjunto de cascatas, ao Balneário 7 Quedas do Didi é um local ótimo você passear no final de semana com sua família.

As águas esverdeadas da cachoeira formam poços bem gostosos para se refrescar — que, inclusive, ajudam a relaxar e massagear o corpo. Rio Verde fazia muito sucesso nas décadas de 70 e 80, sendo o principal destino de lazer no estado. Apesar de ter pedido toda essa fama, a cidade ainda é uma referência grande em se tratando de turismo rural e de aventura.

Hospede-se no Hotel Serra Verde

Cascata Conde d’Eu, Rio de Janeiro

Foto: Wikipedia

A região serrana do Rio de Janeiro é uma delícia! O que quase ninguém sabe é que por lá fica a maior cascata do estado: a linda Cascata Conde d’Eu! Localizada em Sumidouro, a 160 km da capital fluminense, a cascata possui 127 metros de altura e recebeu esse nome em homenagem ao marida da Princesa Isabel. O lugar é tão lindo que, inclusive, tornou-se cenário no livro “O Guarani” do escrito José de Alencar.

O volume de água da cascata impressiona! A força é tanta que, com o passar dos anos, as águas escavaram uma ampla garganta na base dos paredões rochosos. O impacto das d’águas sempre forma um véu cujas gotículas de água umedecem toda a vegetação ao redor. Mais abaixo, pedras arredondas originadas pela vazão criam outras pequenas cascatas, deixando o visual ainda mais encantador.

A partir da área de estacionamentos, é necessário caminhar por menos de 200 metros para avistar a cascata. É possível chegar bem pertinho dela: nesse caso, o visitante pode fazer uma trilha curtinha para chegar à base da cascata, mas isso só é recomendado em períodos sem chuva ou que o volume de água esteja controlado. Por isso, agende o passeio com um guia, assim você estará acompanhada de um profissional que pode garantir que seu tour seja feito com segurança.

Ainda em Sumidouro, emende um passeio até às Pedras Duas Irmãs e aos túneis Murinelli e Mariana que datam no século XIX. Um dia de passeio tem tudo para ser bem animado e incrível pela região!

Encontre hospedagens na região!

Caverna do Maroaga, Amazonas

Foto: Equipe QCV

Se você quer fazer um passeio cinematográfico no Amazonas, com certeza precisa colocar Presidente Figueiredo em seu roteiro de viagens. Isso porque o pequeno município abriga uma joia da natureza brasileira, a Caverna Refúgio do Maroaga que fica junto à Gruta da Judéia.

Para ver de pertinho essas maravilhas, basta fazer uma trilha moderada que passa pelo meio de árvores centenárias, das quais as raízes enormes chamam a atenção. Após essa caminhada com muito contato com o meio ambiente, chega-se ao oásis no coração da floresta amazônica. De cara, você se depara com um paredão verde e rochoso, o pano de fundo para uma galeria com queda d’água que formam uma piscina natural de águas doces geladas e douradas, nas quais as pessoas podem se banhar.

O interior da caverna impressiona e os visitantes precisam de lanternas para observar cada cantinho no meio da escuridão. O local é cheio de morcegos e aranhas (na grande maioria inofensivas) — pode ir sem medo! O visual no coração da floresta amazônica impressiona e, para preservá-lo, só é permitida a entrada de até 60 visitantes por dia, todos acompanhados por um guia.

Encontre hospedagens em Presidente Figueiredo aqui

Conhece algum lugar INCRÍVEL no Brasil que poucos ouviram falar? Comenta aqui no post para aumentarmos cada vez mais as dicas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *