Talvez um dos cenários mais bonitos que você vai ver na sua vida. Essa pode ser uma das definições de como será uma viagem até os Lençóis Maranhenses. Aquela imensidão de areia forma dunas fantásticas e lagoas que surgem no meio do nada graças ao acúmulo das águas das chuvas.

Toda essa riqueza natural faz parte do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, uma área de preservação com 156 mil hectares, distribuídas pelos vilarejos de Barreirinhas, Primeira Cruz e Santo Amaro. Os lençóis maranhenses são uma das principais atrações do estado do Maranhão.

Se você tem o sonho de conhecer mais essa maravilha brasileira, descubra mais informações que vão te ajudar a planejar melhor sua viagem.

Partiu São Luís, Maranhão? Veja onde se hospedar por lá

Qual é a melhor época para ir aos Lençóis Maranhenses?

lençóis maranhenses
Foto: Wikimedia Commons

Durante o ano todo, visitar os Lençóis Maranhenses é uma boa ideia, já que você encontra lagoas para dar um tchibum. Entretanto, existem períodos que são mais favoráveis para os turistas.

As lagoas nos lençóis maranhenses se formam graças às águas das chuvas. Por isso, nos períodos mais secos, pode ser que algumas lagoas estejam mais vazias.

  • Quer ver as lagoas bem cheias? Tente viajar entre maio e setembro. Junho e julho é garantia de sucesso.
  • O nível das lagoas fica limitado geralmente entre final setembro a outubro e entre fevereiro a abril.
  • No verão, entre novembro a janeiro, a estiagem no Nordeste pega forte, deixando o nível das águas das lagoas mais baixos.

Como chegar ao Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

lençóis maranhenses
Foto: Wikimedia Commons

Para quem mora mais distante, o jeito é ir de avião até São Luís, que fica a 262 km de Barreirinhas, uma das bases dos Lençóis Maranhenses. Esse deslocamento secundário é feito de carro ou van e dura 4 horas.

As principais companhias aéreas oferecem voos diretos para São Luís que parte das seguintes cidades: Belém, Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Imperatriz, Recife, Rio de Janeiro, São Paulo e Teresina. Se você não for de alguma dessas cidades, vai fazer escala em uma delas.

Existe um voo semanal operado pela Azul que sai de Campinas até Parnaíba, que fica a 185 km de Barreirinhas. O aeroporto de Jericoacoara fica a 400 km de Barreirinhas e pode ser também uma alternativa para quem tiver interesse em combinar a visita nos dois locais.

Dá para ir de carro?

Dá, sim! Nesse caso, você pode pensar até em fazer a Rota das Emoções, que inclui Lençóis Maranhenses, Delta do Parnaíba e Jericoacoara.

As estradas que vão até as regiões que abrigam os lençóis maranhenses melhoraram bastante, facilitando a vida dos turistas que desejam ir de carro até lá.

Mas é importante saber: caso você decida se hospedar em Atins, não é possível seguir de carro até os Lençóis Maranhenses. Ficando em Santo Amaro, é necessário estacionar o carro em um estacionamento particular custa R$ 12 por dia. Nos dois destinos, é necessário seguir com jipe ou jardineira até o parque.

Que tal alugar um carro na sua próxima viagem? Faça uma cotação aqui!

Lençóis maranhenses: hotel para ficar

Foto: Wikimedia Commons

Antes de escolher seu hotel, é importante saber que os lençóis são tão imensos que estão inseridos em três vilarejos. Saiba mais sobre cada um deles para escolher seu favorito.

Qual base dos Lençóis devo escolher? Barreinhas, Santo Amaro ou Atins?

  • Barreirinhas: a escolha da maioria dos turistas e considerada capital dos lençóis — por isso, sempre lotada. A Lagoa Bonita, o principal destino para quem visita os lençóis, fica mais próximo de Barreirinhas. Por conta disso, os passeios para o parque são mais baratos. A oferta de passeios para contratar na hora é maior em Barreirinhas. As hospedagens são simples, mas funcionais para quem passa o dia inteiro em passeios, retornando à noite para tomar um banho gostoso e descansar.
  • Santo Amaro: ideal para quem quer ficar em um vilarejo pertinho das lagoas (dá para ir a pé em alguma delas). Oferecem o circuito Lagoa das Américas, que leva os visitantes de barco até as lagoas. As hospedagens são muito simples, praticamente nenhum charme nas opções.
  • Atins: fica mais distante do parque, tornando os passeios mais caros, já que o deslocamento é maior. É indicado para quem gosta de praticar kitesuf. Até por ser mais afastada, o diferencial são as hospedagens, com aquela pegada rústica e charmosa ao mesmo tempo.

Sabendo disso, é hora de escolher seu hotel ou pousada em cada um dos vilarejos.

O que fazer por lá?

lencois maranhenses
Foto: Wikimedia Commons

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses não cobra entrada. Mas você vai precisa contratar os passeios com agências credenciadas para ir até lá. Todos os passeios rendem boas horas de diversão. Até porque eles são divididos em períodos: um feito no de manhã e outro feito no período da tarde. O sol não dá descanso e você não encontra sombra em nenhum cantinho. Por isso, é até interessante fazer dois passeios por dia para dar um tempo no sol.

Tenha em mente que dependendo da época do ano, pode ser que o acesso a uma das lagoas do parque não esteja bom. Por isso, seu roteiro pode ser ajustado em cima da hora.

O incrível passeio pelo delta do Parnaíba

Prepare-se para longos tempos de deslocamento

Antes de conhecer mais as belezas do Parque, saiba que chegar até o paraíso não é tão fácil assim.

Quando você contrata uma agência, os motoristas vão até a porta do seu hotel em Barreirinhas, por exemplo, para te buscar, geralmente com um jipe ou com uma jardineira, seguindo até a balsa. O tempo dentro da balsa é curto, de 10 a 15 minutos, mas é depois disso que o perrengue começa.

Após desembarcar, e necessário seguir de carro, com veículos autorizados, por estradas esburacadas e de areia.

Lagoas nos lençóis maranhenses

O grande atrativo de quem visita os lençóis maranhenses é nadar nas lagoas. Chegar naquela imensidão de areia e encontrar águas cristalinas é definitivamente um sonho.

Claro que é legal conhecer mais de uma delas durante sua viagem — e existem várias por lá. Mas tenha em mente que você não precisa ir em todas, ok?

Lagoa Azul

lençóis maranhenses
Foto: Wikimedia Commons

A Lagoa Azul é a lagoa mais famosa dos lençóis maranhenses e fica em Barreirinhas. Quem deseja conhecer esse local pode contratar o Circuito da Lagoa Azul, que, além de visitar essa belezura, também para na Lagoa da Preguiça, na Lagoa da Esmeralda e na Lagoa do Peixe.

Dica: no período de seca, o volume dessa lagoa reduz consideravelmente. Para ver toda a exuberância dela, considere viajar em junho ou julho.

Lagoa Bonita

lençóis maranhenses
Foto: Fred Schinke

Sabe aquelas águas cristalinas do Caribe que todo mundo fica babando? A Lagoa Bonita, em Barreirinhas, não vai deixar a desejar nesse sentido!

As agências costumam vender o Circuito da Lagoa Bonita, que leva os visitantes até próximo à lagoa. Prepare o fôlego, pois você precisa subir uma duna imensa até chegar nessa maravilha da natureza.

Dica: por ser uma lagoa temporária, no verão ela pode até mesmo desaparecer.

Lagoa da Gaivota

lençóis maranhenses
Foto: Wikimedia Commons

Uma das lagoas mais cristalinas dos lençóis maranhenses. Situada em Santo Amaro, o acesso até ela é feito com carros autorizados ou até mesmo a pé, dependendo de onde você estiver.

Dica: mesmo sendo uma lagoa temporária, o volume de águas se mantém bom durante o ano todo.

Lagoa da Betânia

lençóis maranhenses
Foto: Reprodução Instagram @robergalo

A Lagoa da Betânia fica em Santo Amaro. Ela se formou na região porque as dunas interromperam o curso do Rio Negro.

O destino é interessante para os turistas que não querem encontrar tanta muvuca. Isso acontece porque a área tem um toque mais selvagem, o que acaba afastando um pouco os turistas.

Dica: essa lagoa não seca em nenhuma época do ano.

Lagoa da Esperança

lençóis maranhenses
Foto: Wikimedia Commons

Mais uma lagoa criada pela interrupção do curso do rio! A Lagoa da Esperança fica entre Barreirinhas e Santo Amaro. Avistá-la de longe será uma das coisas mais bonitas que você vai ver na vida.

Dica: de junho a dezembro, são os melhores períodos para conhecer essa lagoa.

Lagoa do Murici

lençóis maranhenses
Foto: Reprodução Instagram @caetesexpedicoes

A Lagoa do Murici é a lagoa mais profunda de Santo Amaro. A trilha para chegar até o local é linda, permitindo que os visitantes vejam plantas aquáticas e muitos muricis pelo caminho (que são frutinhas).

Dica: após o período de chuvas, a lagoa fica ainda mais cheia!

Lagoa Verde

lençóis maranhenses
Foto: Wikimedia Commons

Já a Lagoa Verde fica em Atins. Os visitantes que desejam ver essas águas esverdeadas precisam fazer o passeio Canto de Atins, que primeiramente se iniciar com uma balsa, segue com jipe e mais meia hora de caminhada.

Dica: essa lagoa pode ser visitada durante todo o ano.

Onde comer?

lencois maranhenses
Foto: Wikimedia Commons

O Parque não tem infraestrutura relacionada à venda de comida, principalmente após subir as dunas. Antes disso, existem sim barraquinhas, mas lá em cima não. Por isso, leve principalmente água em todos os passeios e também algo para fazer um lanchinho.

Mas, os pequenos vilarejos nas proximidades também são legais!

Barreirinhas

À beira-mar, os turistas encontram muitas opções de restaurantes dispostos lado a lado em um deck. Você pode andar por lá e escolher um lugar para sua refeição. As opções vão desde lanches até pratos mais especiais.

Tente ir no restaurante O Jacaré para experimentar pratos diferentes. O restaurante A Canoa também prepara comidas típicas que todo turista gosta de conhecer. Outra boa pedida é ir até a Pousada Encantes do Nordeste que abriga o Bambaê, uma delicinha de lugar com comidinhas boas.

Santo Amaro

Já em Santo Amaro, você não encontra tantas opções como em Barreirinhas. Se seu hotel ou pousada oferecer refeições, verifique os valores com eles.

Caso contrário, você pode ir até o Sol de Amaro, um local que prepara comidas bem simples, mas saborosas. A pousada Água Doce possui um restaurante com o mesmo nome que também é mais uma opção cheia de simplicidade que tem um bom custo-benefício.

22 lugares surreais na América Latina

Atins

Por ser um vilarejo mais afastado, em Atins você encontra boas opções de restaurantes para saborear suas refeições.

Os fãs de frutos do mar podem consultar os cardápios do Restaurante Céu Aberto, Cabana do Peixe e Restaurante da Luzia. Também existem pizzarias, barracas com porções e pubs de cervejas artesanais.

Dicas gerais

  • Organize bem sua viagem, tentando ficar pelo menos dois dias inteiros para curtir os lençóis com mais calma.
  • Protetor solar é essencial!
  • Esteja preparada para caminhar bastante por lá.
  • Não tem sombra por lá, não tem onde se esconder. Leve boné, chapéu e tudo o que achar necessário.
  • Leve uma mochilinha com roupas para se trocar e toalha para se secar.
  • Carregue sua garrafa de água para se hidratar. Leve em bolsas térmicas para não ferver.
  • Apesar da maioria dos lugares aceitar cartões, leve dinheiro em cash — o sinal de internet nem sempre funciona.
  • Curta MUITO o pôr-do-sol, uma das coisas mais lindas que você vai vivenciar nos lençóis maranhenses.

Lençóis Maranhenses: mais fotos para se apaixonar!

lencois maranhenses
Foto: Wikimedia Commons
lencois maranhenses
Foto: Wikimedia Commons

16 piscinas naturais no Brasil que você precisa conhecer

lencois maranhenses
Foto: Wikimedia Commons

Onde encontrar águas cristalinas no Brasil para um mergulho perfeito

lencois maranhenses
Foto: Wikimedia Commons

Só coisa linda! 18 lugares para viajar no Nordeste

lencois maranhenses
Foto: Wikimedia Commons

Ai, meu coração! Uma coisa você pode ter certeza, visitar os Lençóis Maranhenses será uma experiência única na sua vida. É o tipo de destino que todo mundo deveria ter a oportunidade de conhecer pelo menos uma vez na vida.

Se você se organizar direitinho, é possível viajar mais pelo nosso lindo Brasil. O primeiro passo sempre começa com a pesquisa do transporte. Use nosso buscador de passagens aéreas baratas para aproveitar as ofertas.

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verão 2020

Programe-se para curtir as belezas da Bahia no próximo verão! Temos dicas de lugares incríveis para suas férias.