Nem só de praias invejáveis vive o Nordeste brasileiro. Apresentamos aqui outras belezas naturais para explorar na sua próxima viagem: 7 lindas lagoas do Rio Grande do Norte, que tem dezenas delas. Com o sol brilhando quase o ano todo e clima favorável para um mergulho, vai ser difícil não se entregar aos seus encantos.

O principal destino para quem quer relaxar em águas doces é Nísia Floresta, nome em homenagem ao pseudônimo de uma das maiores escritoras do estado, a apenas 45 km de Natal. Além de praias, conta com mais de uma dezena de lagoas. A cidade marca presença na nossa seleção, mas vamos além!

Confira aqui custos e dicas de uma viagem para Natal e planeje a sua 🙂

Lagoas do Rio Grande do Norte

Lagoa de Pitangui: talvez seja a lagoa mais famosa do Estado, até por conta da curta distância de Natal, a 25 km de lá. Passando a praia de Graçandú se chega às águas claras e tranquilas, onde o público se refresca, faz passeios de caiaque e pedalinho. A paisagem revela um lugar rústico, cercado de palmeiras e por dunas, exploradas com a ajuda de um buggy.

Lagoa de Alcaçuz: em Nísia Floresta, a lagoa atrai famílias em busca de tranquilidade. Os mais aventureiros aproveitam para conhecer a trilha, com 19 km de extensão, que leva até a linda lagoa. O trajeto é bem bonito, sinalizado e sem grandes dificuldades.

Foto: pontozip/Flickr

Lagoa da Cotia: na Barra de Punaú, em Rio do Fogo (a 63 km de Natal), está a lagoa rasa de águas esverdeadas e quentes. As crianças se divertem e os adultos relaxam. No local há um quiosque e uma hospedagem, a pousada Santa Maria.

Foto: Y.Masset

Lagoa do Bonfim: também chamada de Sete Pontas, a lagoa não tem muita infraestrutura, apesar de ser uma das maiores do estado. Com as chuvas, que vão de maio a julho, sua capacidade de água dobra de tamanho, tornando-a ainda mais propícia para a prática de stand up paddle, caiaque, flyboard e jet ski.

Foto: Allan Trigueiro

Lagoa da Coca-Cola: batizada oficialmente de Lagoa de Araraquara, na reserva da Mata Estrela, ganhou mais ênfase por conta do apelido. As águas escuras, que são resultado de composição química natural do solo e da pigmentação das raízes das árvores ao redor, têm semelhança com o refrigerante. E há um bocado de crença popular na lagoa também, pois os moradores creem que as águas têm propriedades curativas e rejuvenescedoras. Será?

Foto: Erika_Abdulmassih/Flickr

Lagoa de Arituba: apenas 35 quilômetros separam o centro de Natal e a Lagoa de Arituba. A principal atração local é o aerobunda, no qual as pessoas sobem 10 metros para descer por uma roldana rumo às águas, como numa tirolesa. A lagoa é morna, rasa e agradável.

Foto: Rafael Vianna Croffi

Lagoa de Carcará: mais uma opção em Nísia Floresta, a Lagoa de Carcará tem um cenário paradisíaco. Apesar de estar a menos de 50 km de Natal, não tem acesso fácil. As águas mornas, cristalinas e azuis lembram o visual do Caribe. O público passa o dia se divertindo, seja nadando, passeando de caiaque ou pedalinho.

Foto:  Fellipelee/Flickr

Quando não está viajando pelo mundo, está viajando nas ideias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *