Entre a Rússia e a Ásia está uma vasta região que chega até a fronteira com o Cazaquistão, a Mongólia e a China. Estamos falando da Sibéria, onde fica o lago mais profundo e mais antigo da Terra. Chamado de Baikal, tem 600 km de extensão e 1642 metros de profundidade. Por estar congelado, rende fotografias maravilhosas e um tanto surreais.

O gelo chega a ter 1,5 metros de grossura, suportando veículos de até 15 toneladas. É possível avistar as camadas de água que congelaram, formando texturas surpreendentes. Extremamente cristalino, de sua superfície se observam espécies marinhas e até mesmo objetos que caíram a até 40 metros de profundidade.

Tudo isso torna essa obra da natureza a maior reserva de água fresca do planeta. A natureza é tão engenhosa e perfeita, que o lago costuma rachar anualmente em áreas específicas, para que os peixes não fiquem sem oxigênio. Já as bolhas formadas no gelo são resultado do gás metano expelido pelas algas. Muitos acontecimentos misteriosos ainda intrigam os cientistas e são objetos de estudo.

O cenário é bem surreal e atmosférico, como as fotos de Kristina Makeeva revelam. Você iria?

Conheça outros lugares surreais da Terra

Saiba quais são e onde ver os maiores fenômenos da natureza

Indo para a Rússia? Confira esse tour etnográfico pelas vilas em torno do lago Baikal.

Partiu Rússia? Confira aqui todos os custos de uma viagem para a Rússia!

Post por Brunella Nunes 
Fotos: reprodução/Kristina Makeeva

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verão 2020

Programe-se para curtir as belezas da Bahia no próximo verão! Temos dicas de lugares incríveis para suas férias.