Muita gente associa o Nordeste a praias paradisíacas, que não por acaso estão sempre entre as mais desejadas do país. Indo além do litoral, é no período de chuvas que surgem as cachoeiras no Piauí, estado constantemente castigado pela seca. As atrações incríveis e efêmeras se mantêm praticamente secretas entre suas belezas naturais.

De dezembro a meados de junho é possível curtir um verdadeiro milagre da natureza em um dos lugares que mais sofrem com a estiagem no Brasil. As quedas d’água fluem dos paredões rochosos, concentrados especialmente no Norte do Piauí, em municípios com pouca ou nenhuma infraestrutura para receber visitantes.

Como conhecer as cachoeiras no Piauí

O roteiro pode começar em Alto Longá, a 94 km de Teresina. Uma série de piscinas naturais e cascatas compõem o trecho que leva até a cachoeira da Campeira,  que cai sobre uma rocha, semelhante a um “escorregador”, e depois forma uma piscina tranquila. Não é necessário de guia para visitar, mas é bom não ir sem companhia, pois lá não pega nem sinal de celular.

Andando um pouco mais na estrada se alcança Novo Santo Antônio, considerado o paraíso das cachoeiras piauienses. Localizado a aproximadamente 125 km de Teresina e logo depois de Alto Longá, o município conta com 13 cachoeiras, mas apenas cinco delas possuem fácil acesso. A mais visitada e bem sinalizada é a cachoeira do Rosário, cercada por lajedos. Ali é permitido acampar.

A maior, porém, é a cachoeira das Corujas, a cerca de 13 km antes da entrada da cidade, numa propriedade particular com acesso liberado ao público, que recebeu esse nome devido a presença das aves em seus arredores verdejantes. O volume de água chega a ser tão grande que, às vezes, fica impossível arriscar um mergulho.

Entre Campo Maior e Juazeiro do Piauí, na zona rural de Bem Bom, está a cachoeira da Pedra Negra, considerada uma das mais belas entre as piauienses, com uma queda que chega a 20 metros de altura. Fica muito próxima a via PI-115, a apenas 90 km de Teresina, dentro de uma fazenda particular, o que requer autorização para entrar. No caminho, vale uma parada na Fazenda Abelheiras, uma das mais antigas do Piauí.

Chegando em Juazeiro, ainda na via PI-115, a 175 km de Teresina, já está a próxima parada: a cachoeira da Bica. O acesso é mais complicado, pois não possui sinalização, requer autorização para entrar e inclui a necessidade de um carro 4×4 para atravessar a estrada de terra batida. A queda de água cristalina chega a ter 30 metros de altura, com acesso acima e abaixo.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Juscelino Reis (@juscelreis) em

Seguindo a encosta do Rio Poti, ainda em Juazeiro do Piauí, está a cachoeira do Tingidor, com aparência semelhante a um “bolo de noiva”. São várias quedas que descem para o rio e formam pequenas piscinas. O cenário é muito bonito e o acesso tem dificuldade média.

Em Castelo é preciso de um bocado mais de fôlego e disposição para adentrar na cachoeira do Covão. O nome faz sentido quando o visitante percebe que uma enorme cova entre as pedras resguarda a queda d’água, que fica numa propriedade particular. A trilha conta com cordas e escadas para que o público consiga descer até o local com um mínimo de segurança.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Juscelino Reis (@juscelreis) em

Na mesma cidade fica o Parque Municipal Pedras do Castelo, um sítio arqueológico com formações rochosas que lembram a construção medieval. Sua área conta também com mirantes, trilhas e a cachoeira Arraias, que flui rumo ao Rio Poti, formando um riacho alaranjado. Apesar do nome, não há arraias neste trecho da área verde, apenas para os lados do rio.

A maior do estado em largura é a Cachoeira do Urubu Rei, entre Esperantina e Batalha, com 76 metros de altura em uma de suas quedas. Por meio de uma passarela é possível observá-la caso não queira nadar.

Em Pedro II está a cachoeira do Salto Liso, que forma um belo cenário rochoso entre a vegetação. Em seus 26 metros de altura também se pratica o rapel. O caminho até ela não é dos mais fáceis, mas definitivamente é recompensador.

Recentemente foi lançado um guia com 18 cachoeiras no Piauí pelas Secretarias de Comunicação e de Turismo do estado. Boa parte delas também integra o projeto “Um Novo Olhar para o Piauí”, que percorre diversas cidades para criar um acervo e ressaltar a beleza das cachoeiras. O que sobrou do céu é mais do que um lugar de lazer, é um alívio para os dias de seca que tanto maltrata o povo piauiense.

Cachoeira do Urubu é a maior de largura das cachoeiras no Piauí – Foto: Setur Piauí

Onde ficar

A rede de hospedagem em pequenas cidades do Piauí é muito pequena ou nula. No caso da rota das cachoeiras, as opções realmente carecem de infraestrutura. O ideal é ficar em Teresina e partir bem cedo para algum destino, retornando no final da tarde. Você também pode passar a noite nas pequenas acomodações municipais, bem simples e caseiras, ou levar sua barraca de camping.

  • Em Teresina, o Gran Hotel Arrey oferece acomodações confortáveis a 10 minutos dos shoppings center. Já o Albergue Santo Antônio aparece entre os favoritos dos viajantes econômicos, assim como o hostel Sacada Center – ambos próximos ao Rio Poty Shopping.
    Opções de hospedagem para conhecer as cachoeiras no Piauí – Foto: divulgação/Gran Hotel Arrey
  • Em Castelo, o hotel O Francez, onde também funciona uma churrascaria, é bem elogiado pelo custo-benefício da comida. Há também o Nobre Hotel.
  • Em Novo Santo Antônio, que é a “terra das cachoeiras”, existe apenas uma opção: o Hotel e Shopping Ângela Frota. Também há duas opções no Airbnb.

Ganhe até R$179 reais de desconto em sua primeira compra no Airbnb 🙂

  • Para os viajantes de luxo, indicamos uma estadia em Altos, zona rural de Teresina, que é caminho para Campo Grande, Alto Longá e Novo Santo Antônio. O sítio Motema ya Zamba fica imerso numa bela paisagem verde, com piscina, instalações rústicas e café da manhã regional.
Foto: divulgação/Motema ya Zamba
Foto: divulgação/Motema ya Zamba

Como chegar

O ideal para fazer esse tour pelas cachoeiras no Piauí é chegar em Teresina e alugar um carro para viajar com mais autonomia e conforto. Porém, você também pode pegar as linhas de ônibus que ligam a capital e os demais municípios, como Juazeiro do Piauí (passagem a R$ 3,85 pela linha intermunicipal) e Castelo (R$ 29, 73)*.

Confira aqui os melhores preços de passagem aérea para Teresina!

*preços válidos para 2019; sujeitos a alteração.
Foto em destaque no post: Juscel Reis

Foto: Setur Piauí
Foto: Juscel Reis

Conheça o Poço Encantado e mais atrações em Sengés, considerada o paraíso das cachoeiras

3 comentários

  1. GOSTEI MUITO DA POSTAGEM, O SITE ESTA DE PARABENS, EU SOU DI PIAUI E NAO CONHECIA TANTAS CACHOEIRAS ASSIM. PARABENS DE VERDADE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verão 2020

Programe-se para curtir as belezas da Bahia no próximo verão! Temos dicas de lugares incríveis para suas férias.