Existe uma cidade que fica mais bonita ainda ao cair da noite do que sob a luz do dia, mas não estamos falando de Paris. É a exótica e encantadora Hoi An, no Vietnã, um dos pontos mais iluminados da Ásia, ganhando vida ao acender das inúmeras lanternas coloridas do mercado noturno. O passeio entre suas vias vibrantes permite que você leve um pouco do brilho oriente para casa.

Na rua Nguyen Hoang se reúnem mais de 500 vendedores, que abrem suas tendas a partir das 17 horas para vender não apenas as luminárias, como também roupas, comida, joias, acessórios e souvenirs. Por conta das luzes, acabou se tornando um dos pontos mais fotogênicos e, consequentemente, mais fotografados da região.

Dá o play nesse vídeo absolutamente fantástico sobre a cidade!

Indo além das compras, há muito a se ver em Hôi An, parte da província de Quang Nam e conhecida como “Faifo”. Crescendo às margens do rio Thu Bon, foi um importante porto comercial do Sudoeste Asiático entre os séculos 15 e 19, com destaque para a venda de seda, porcelana, pimenta, canela e plantas medicinais. Do período restou um misto de influências vietnamitas, indígenas, japonesas, chinesas e francesas.

Hoje, a região portuária é chamada de Cidade Antiga, um dos principais atrativos turísticos do município, embalado por música clássica. É por ali que se reúnem os edifícios bem preservados, que a tornam Patrimônio da Humanidade pela Unesco, com destaque para templos deslumbrantes como o Templo Quan Cong e a Ponte Japonesa Coberta, também conhecida como Pagode de Cau Chu.

Consolidada como um dos pontos mais visitados, foi erguida no século 17 para ligar a Rua Tran Phu com a Rua Nguyen Thi Minh Khai, com características semelhantes a um pagode japonês, ornamentada com esculturas e outros elementos decorativos. Não deixe de visitar também a Casa Velha de Tan Ky, construção em madeira talhada com mais de 200 anos, que passou por sete gerações da mesma família vietnamita.

É igualmente impossível passar despercebido pelo Hot An, o Salão de Assembleias Cantonense, que chama a atenção por causa do dragão em cerâmica, parte de sua estrutura. Phuc Kien é outro salão, que foi transformado em espaço religioso para cultuar a divindade Thien Hau.

O passeio em Hôi An segue por museus, a bela Pagoda Van Duc, galerias de arte, casinhas de madeira ou em estilo colonial francês, traducionais alfaiates, lojas de souvenirs, apresentações de música folclórica no Mercado de Artesãos, restaurantes e cafés. Para ter uma perspectiva diferenciada na cidade, suba até o terraço do Faifo Café, um dos mais famosos da região, presente até em pedidos de casamento. No Mercado Central, não deixe de provar o Cao Lau, macarrão típico, feito com verduras e carne de porco.

Às margens do rio Thu Bon está uma animada orla rodeada de bares e bistrôs, que elaboram seus menus com base em frutos do mar fresquinhos para uma bela refeição. É também um ponto de partida para tranquilos passeios de barco e para centenas de lanternas flutuantes, que são soltadas pelas pessoas na água à noite em certas épocas do ano. O Festival das Lanternas é como um ritual mensal, realizado sempre nas noites de lua cheia para atrair boa sorte e bons fluídos.

Por fim, saiba que também há uma porção de atrativos naturais nos arredores de Hoi An, dona de uma das praias mais visitadas do Vietnam. An Bang convida os turistas para o marasmo sob o sol e um lindo mar azul, com a a presença de vendedores ambulantes na sombra das palmeiras para driblar aquela fominha repentina. Há opções de hospedagem a beira-mar e bastante infraestrutura. Para mergulhos e snorkeling, a praia de Cua Dai, a apenas 15 minutos de carro da cidade, é mais recomendada.

Na foto vemos três pessoas, cada uma num barco, vestindo trajes tipicamente asiáticos, colocando lanternas flutuantes sob o rio de Hôi An
Velas são acesas a cada mês para atrair boa sorte aos moradores; turistas podem participar da celebração

Quanto Custa

Existe uma taxa de entrada de VND 120.000 (cerca de R$ 20) para turistas estrangeiros entrarem na Cidade Antiga. Cada ticket é válido por 10 dias e engloba o livre acesso ao trecho, além de seis pontos de interesse e entretenimento de rua (dança folclórica, canto e jogos tradicionais).

Como chegar em Hoi An

Hoi An é acessada apenas por estrada. Para tanto, o acesso mais prático é pegar um voo a partir de Hanói, Ho Chi Minh e outras grandes cidades vietnamitas, oferecidos diariamente, rumo ao aeroporto de Da Nang, cidade vizinha. De lá existe serviço de trem, ônibus e táxi (cerca de VND 70.000)que levam os turistas facilmente para o destino final.

Pesquise aqui sua passagem aérea para Hanói

Na foto, vemos a fachada de um pagode tipicamente chinês, todo ornamentado, uma das principais características de Hôi An
Além das lanternas coloridas, Hoi An é rodeada de templos belíssimos ao estilo chinês

Veja as hospedagens disponíveis na cidade velha de Hoi An

[+] Tam Coc resguarda uma das paisagens mais lindas do Vietnã

Na foto, vemos uma fileira de barracas cheias de lanternas iluminadas
As lanternas coloridas eram utilizadas há 300 anos atrás e atualmente estão voltando a iluminar varandas, comércios e vias públicas

Fotos via e via

Conheça Son Doong, no Vietnã, considerada a maior caverna do mundo

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verão 2020

Programe-se para curtir as belezas da Bahia no próximo verão! Temos dicas de lugares incríveis para suas férias.