Na única ilha marítima do litoral gaúcho, quem manda são os lobos e os leões marinhos. A Ilha dos Lobos é um refúgio para os fofos mamíferos que vivem nas águas do Rio Grande do Sul e podem ser avistadas em passeios de barco. 

A pequena porção de rochas de origem vulcânica, a cerca de 1,8 km da praia de Torres, serve como parada para os animais descansarem durante as longínquas rotas migratórias. Tartarugas, focas, peixes, algas, corais, mariscos e aves de várias espécies juntam-se às amigas do mar, enquanto de julho a outubro pode haver a incidência de baleias Francas por ali.

Segundo estudos, os lobos e leões marinhos são antigos moradores da ilha, marcando presença por ali desde meados de 1797. Na década de 60, um navio cargueiro se chocou com as pedras e naufragou, deixando destroços submersos no local durante 25 anos. 

Foto: Daniela Martins

Ilha dos Lobos

E a vida pulsa em grande quantidade na pequena ilha! Já foram registrados 136 lobos marinhos e 156 leões-marinhos ocupando o local, nas temporadas de 2019 e 2014, respectivamente. As colônias reprodutivas migram do Uruguai durante o inverno, procurando por comida e um cantinho para repouso.

Protegida como Refúgio da Vida Silvestre pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, a área abriga atividades controladas de educação ambiental, recreação e turismo ecológico. Não é possível desembarcar ali, por razões de preservação e segurança.

Foto: Paulo Henrique Ott
Foto: Vagner Machado

Os passeios de barco podem circundá-la sem exceder a distância de 500 metros. As embarcações para até 118 passageiros saem do píer na Barra dos Molhes para realizar a excursão com aproximadamente 1h15 de duração. 

No percurso se visualiza a praia de Torres e grande parte do litoral, enquanto no mar podem, eventualmente, aparecer baleias, botos, leões marinhos e gaivotas. Além de avistarem os bichos tomando aquele sol ou nadando, os visitantes também podem seguir rumo à praia da Guarita, onde estão as belas falésias de Torres, com uma formação rochosa única no país.

O barco vai costeando o litoral, passando pelo Morro das Furnas, também chamado de Morro do Meio, considerado o mais imponente das “torres”. Os caminhos seguem para a praia do Cal, o Morro do Farol, a Prainha e a Praia Grande, finalizando a jornada na entrada do rio Mampituba.

Consulte as opções de passeio de barco na Marina de Torres aqui ou pelo WhatsApp: (51) 99628-9990

Foto: Revis Ilha dos Lobos
Foto: Adriano Daka

 O que fazer em Torres

A agradável cidade a 210 km de Porto Alegre e a 300 km de Florianópolis é um refúgio litorâneo não apenas para os animais marinhos, mas para muita gente. Cortada pelo rio Mampituba e com natureza abundante em seu território, Torres se desenvolve a partir do turismo e da pesca.

O principal destaque é a praia de Bella Torres, que tem mais infraestrutura. Há outras 23 praias que atraem o público, incluindo surfistas que pegam ondas de até três metros, e aventureiros que saltam de paraglider lá do alto do Morro do Farol, plataforma natural e um dos pontos mais bonitos da Serra Gaúcha.  

Foto: Turismo de Torres
Foto: Turismo de Torres

Indispensável, o Parque Estadual da Guarita envolve não apenas uma praia de beleza cênica, mas um parque que propicia vistas a partir do encontro de torres basálticas com o mar, atraindo milhares de turistas anualmente em suas trilhas. As colinas do Parque Ecológico Espigão do Pirutu e a vegetação do Morro dos Macacos são outros marcos naturais da cidade.

Há também pontos turísticos no meio urbano para conhecer: a ponte pênsil, o chalé do surfe, a lagoa do violão, a igreja matriz, o museu histórico do município e a curiosa Barra dos Molhes, onde fica mais um farol.

Encontre aqui sua hospedagem em Torres

Entre os eventos para não perder, vale a pena acompanhar o Festival Internacional de Balonismo de Torres, uma colorida festa no céu, com a presença de shows e balões em formatos inusitados.

Foto: Adriano Daka
Foto: Turismo de Torres

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *