Não é difícil encontrar quem chame a Ilha do Campeche, em Floripa, de Caribe Brasileiro. Cercada pelo mar com coloração esmeralda, sem ondas e areia fina branquinha, esse pedaço do paraíso na Terra é uma atração imperdível em Santa Catarina.

Localizada a 1,5 km de distância da Praia do Campeche, em uma região de Florianópolis conhecida como Sul da Ilha (bem longe do centro da capital catarinense), esse arquipélago tem cenários paradisíacos e importância histórica e cultural imensa para o estado.

No ano de 2000, a ilha foi tombada como Patrimônio Arqueológico e Paisagístico Nacional pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, isso porque diversas inscrições rupestres que datam de 3.500 a. C. estão espalhadas pelo local, que se transformou em um importante sítio arqueológico de Santa Catarina.

Reservar um dia de passeio até a Ilha do Campeche é algo altamente recomendado caso você esteja com férias agendadas para Florianópolis ou possa aproveitar uma emenda de feriado para desbravar cada praia e cantinho lindo da capital catarinense.

Partiu, Floripa? Veja aqui onde se hospedar na Ilha da Magia

Como chegar à Ilha do Campeche

Mesmo estando a 1,5 km de distância da Praia do Campeche em Florianópolis, inclusive podendo ser vista a olho nu pelas pessoas que estão na areia dessa praia, não basta pegar um caiaque e seguir por conta própria até a ilha!

O passeio só pode ser feito com barcos com autorização para desembarque, até mesmo porque o número de visitantes é controlado por dia, não podendo ultrapassar 770 na baixa temporada e 800 na alta temporada.

As embarcações partem de três lugares distintos de Floripa:

Saindo da Praia da Armação

Este é o principal ponto de partida escolhido pela maioria dos visitantes. O tempo de deslocamento até a Ilha do Campeche dura aproximadamente 40 minutos em embarcações pequenas com no máximo 20 tripulantes.

O valor do translado de ida e volta varia entre R$ 70 e 120 por pessoa — o preço muda de acordo com a temporada. Diariamente, os barcos partem das 9h às 12h. O tempo de permanência na ilha é de 4 horas.

Dica: na alta temporada, recomenda-se reservar o passeio com antecedência. Entre em contato com a APAAPS para agendar o seu.

Saindo da Barra da Lagoa

Visitar a Ilha do Campeche, partindo da Barra da Lagoa também é possível. O tempo de deslocamento será de 1h e as saídas acontecem diariamente às 10h. O tour é realizado pela Associação de Empresas de Transporte Náutico da Barra da Lagoa e custa entre R$ 110 e R$ 160, conforme época do ano escolhida para fazer o passeio. O tempo de permanência na ilha é de 4 horas.

Saindo da Praia do Campeche

Quem sai diretamente da Praia do Campeche, localizada a 15 km do centro de Floripa, demora apenas 5 minutinhos até chegar à Ilha do Campeche. O passeio é operado pela Associação de Botes da Praia do Campeche, com saída diárias a partir das 9h e retorno de barcos a partir das 14h.

Diferente dos outros dois locais de partida, quem sai da Praia do Campeche pode ficar mais do que 4h na ilha, já que chega cedo e em menos de 5 minutos já consegue retornar para Floripa. O preço parte de R$ 150 por pessoa, em barcos com capacidade para no máximo seis pessoas por viagem.

Para chegar aos três locais de partida, nossa dica é pegar um carro de aplicativo para se deslocar até as praias, principalmente se estiver viajando na alta temporada. Fazendo isso, você não se preocupa em procurar lugar para estacionar!

O que fazer na Ilha do Campeche

Assim que desembarcar na ilha, os monitores recebem os visitantes, mostrando uma série de regras de conservação para que a estrutura do local continue preservada. As regras são:

  • Não é permitido alimentar os quatis;
  • Não é permitido a introdução e/ou a remoção de plantas ou animais;
  • Não é permitido o desembarque de animais, exceto cão guia;
  • Não é permitido acampar, nem fazer churrasco na praia e no interior da ilha;
  • Não é permitido o pernoite de turistas e visitantes, bem como não é permitido adentrar à Ilha sem autorização;
  • Não é permitido o uso de aparelhos de som potentes, ou quaisquer outros equipamentos que possam perturbar a tranquilidade do local;
  • Não descarte seu lixo na praia: leve uma sacola e traga tudo novamente.

Sabendo das regras gerais, é hora de conhecer esse pedaço do paraíso na Terra chamado Ilha do Campeche!

Curtir a Praia da Enseada é a primeira tarefa. Com 500 metros de extensão, areia branca fininha e águas cristalinas sem ondas, a praia é um convite ao descanso e lazer! Facilmente é possível avistar peixinhos nadando próximos aos banhistas que ficam em uma área para banho com boias e bem rasinha.

Na própria ilha, o visitante consegue alugar duas cadeiras de praia e um guarda-sol por R$ 50. Mas, se tiver esses itens e quiser levá-lo no passeio, saiba que é permitido.

As trilhas também recebem bastante importância na Ilha do Campeche. Todas elas são acompanhadas por monitores do IPHAN/SC, podendo ser por terra e até pela água. Essa é uma grande oportunidade de saber mais sobre a história e cultura de antepassados nesse Patrimônio Arqueológico e Paisagístico, além de apreciar um visual único na ilha.

O preço das trilhas são de:

  • Trilha Curta: R$ 10;
  • Trilha Leste: R$ 25;
  • Trilha Norte: R$ 35;
  • Trilha Subaquática: R$ 60. Materiais inclusos, duração de 1 hora e 20 minutos.

Para se alimentar na ilha, o turista pode levar uma mochilinha com lanches e bebidas (lembrando que não deve oferecer nenhum petisquinho para os quatis).

Apenas na alta temporada e em períodos de feriado, o Restaurante Bacalhau, especializado em frutos do mar, fica aberto. Servindo pratos individuais, petiscos e pratos para duas pessoas, o visitante pode fazer uma refeição das boas no local! O preço varia de R$ 40 a R$ 110.

A praia da Ilha do Campeche é considerada uma das mais bonitas de Florianópolis, especialmente pela coloração esmeralda que remente ao estilo de praias do Caribe. Se estiver em alguma cidade do litoral catarinense, faça um esforço e visite essa ilha. Você não irá se arrepender!

Onde se hospedar próximo à Ilha do Campeche

Os passeios para a ilha duram o dia inteiro, a ilha não tem estrutura para hospedagem portanto o ideal é ficar na outra ilha, a ilha de Florianópolis!

Floripa Surf Hostel. Foto: divulgação Booking.com

Para mochileiros a dica é o Floripa Surf Hostel que fica na praia do Campeche, com diárias a partir de R$45 por pessoa em dormitório. Com clima bem descolado e tranquilo, o hostel é super bem recomendado.

Hibisco Guest House. Foto: Divulgação Booking.com

Já se você busca tranquilidade pé na areia a dica é a Hibisco Guest House também localizada na praia do Campeche com uma vista incrível para o mar. Com diárias a partir de R$400 o casal com café da manhã, a guest house tem quase nota máxima no Booking.

Na praia da Armação a recomendação é a hospedagem Pousada Portal Sul, com conforto e limpeza que você precisa para descansar! Diárias a partir de R$300 o casal.

Veja mais fotos para se apaixonar:

ilha do campeche
Foto: Rodrigo Soldon
ilha do campeche
Foto: Rodrigo Soldon
Foto: Wikimedia Commons
Foto: Rodrigo Soldon

Mais ilhas em Santa Catarina, além da Ilha do Campeche

Além da Ilha do Campeche, o estado de Santa Catariana possui outras ilhas lindas que proporcionam ótimos passeios aos finais de semana ou em seu período de férias.

Conheça alguns destes destinos pertinho de Floripa:

Ilha do Arvoredo

Foto: Wikimedia Commons

Esta ilha faz parte da Reserva Biológica do Arvoredo, em Bombinhas, em uma área com 270 hectares rodeados pela Mata Atlântica com um sítio arqueológico importante para o país.

A Ilha do Arvoredo é considerada um dos melhores lugares no sul do Brasil para fazer mergulho. Em Bombinhas mesmo, é fácil encontrar uma empresa autorizada que possa proporcionar essa experiência incrível que é desbravar o fundo do mar nas águas cristalinas de Arvoredo.

É importante reforçar que a prática do mergulho e passeios de barco só devem ser feitos com empresas credenciadas. Da mesma forma, caso queira realizar passeios dentro da mata, é necessário ter autorização do IBAMA. Essas são atitudes que ajudam a manter o local preservado.

Ilha do Macuco

Foto: Marco Nunes

Mais uma ilha legal em Santa Catarina para conhecer. A Ilha do Macuco também fica em Bombinhas e faz parte do Parque Municipal do Morro do Macaco e também da Reserva Florestal da Ilha do Arvoredo.

O local é mais um ponto alto para a prática do mergulho. As águas transparentes e calmas permitem ver naufrágios que rendem verdadeiros espetáculos no fundo do mar.

Planeje uma viagem de final de semana até esse paraíso. Encontre hospedagens em Bombinhas aqui, com preços que caberão no seu orçamento.

Ilha de Porto Belo

Foto: divulgação / Ilha de Porto Belo

A Ilha de Porto Belo é um refúgio tranquilo quem busca sombra e água fresca, rodeada por praias lindas. Ela pertence ao município de Porto Belo, onde fica o Píer Municipal com saídas de barcos rumo à ilha.

Lá, será possível fazer trilhas ecológicas com pouco mais de 1km de extensão. É necessário pagar R$ 20,00 por pessoa para fazer o passeio autoguiado, conhecendo mais a história e lendas locais, além de pausas em mirantes com vista para o mar.

Os esportes náuticos também são populares na ilha. Prepare-se para curtir o dia em passeios de banana boat, caiaque, esqui aquático, passeios de lancha e mergulhos.

Ilha de Anhatomirim

Foto: Wikimedia Commons

Se você gosta de incluir passeios históricos em seu roteiro, será legal conhecer a Ilha de Anhatomirim — é nela que fica a Fortaleza de Anhatomirim, construída em 1739 para funcionar como parte do sistema de defesa da região.

Tombada como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, a fortaleza e a Ilha de Anhatomirim ainda chamam a atenção por causa da sua arquitetura diferenciada e sua paisagem ao redor.

A Fortaleza de Anhatomirim pertence ao município de Governador Celso Ramos. Os visitantes chegam até lá a partir de Florianópolis , com passeios de escuna ou de barco pirata que saem da Praia de Canasvieiras e de outras opções centrais.

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *