A Ilha das Couves em Ubatuba é um dos destinos mais visitados na cidade. Com atmosfera paradisíaca, quem visita a região vai em busca de águas calmas e cristalinas, perfeitas para a prática de mergulho. A área é carinhosamente chamada de “aquário natural” graças às suas águas cristalinas com coloração que oscilam entre azul e esverdeado.

A 2,5 km de distância do continente, a ilha possui no total 60 hectares e oferece duas praias para os turistas curtirem os dias de sol.

ilha das couves em ubatuba
Foto: Wikimedia Commons
ilha das couves em ubatuba
Foto: Wikimedia Commons

A Praia Menor, também conhecida como Praia das Couves ou Praia da Terra, é o ponto de chegada de muitos barcos e lanchas. Por esse motivo, é bom aproveitá-la bem cedinho, quando o movimento das embarcações ainda é pequeno. As águas cristalinas e esverdeadas são perfeitas para a prática de mergulho.

Saindo da Praia Menor, basta seguir uma trilha de cinco minutinhos de caminhada para chegar à Praia Maior. A Praia de Fora, como também é conhecida, tem 250 metros e grande faixa de areia, sendo o ponto mais procurado para banho.

Veja também: 10 lugares e praias imperdíveis em Ubatuba, no litoral de São Paulo

Se além de curtir o mar você também gostar de natureza, a dica é fazer a Trilha do Topo. O passeio deve ser feito com um guia credenciado de Ubatuba, já que o trajeto tem dificuldade média. No final da caminhada, chega-se no ponto mais alto da ilha, garantindo uma vista privilegiada da região.

Por se tratar de uma área de preservação, saiba que é totalmente proibido pescar e fazer fogueiras na ilha.

Quando visitar a Ilha das Couves em Ubatuba?

ilha das couves em ubatuba
Foto: Wikimedia Commons

O fluxo de turistas é sempre grande na ilha, especialmente nos finais de semana e feriados. Se estiver viajando de férias para Ubatuba, saiba que vale a pena planejar o passeio para os dias de semana.

Se isso não for possível, visite a ilha mesmo com bastante movimento porque vale muito a pena! Tente ir bem cedinho, se possível por volta das 9h.

A alta temporada vai de dezembro a fevereiro, ficando lotadíssima no Carnaval. Para você ter ideia, na alta temporada, a Ilha das Couves em Ubatuba chega a receber mil turistas ao mesmo tempo! Imagine toda essa gente dividindo os 250 metros de areai na praia? Fica bem amontoado!

Por isso, se puder ir na baixa temporada, as chances de pegar menos movimento, curtir a água com mais tranquilidade e não disputar espaço na areia é grande.

Como chegar à Ilha das Couves?

Foto: Wikimedia Commons

Para fazer o passeio, o visitante precisa ir até uma praia de Ubatuba que ofereça as saídas de barcos e lanchas rumo à ilha, sendo o principal ponto de partida a Praia da Picinguaba.

É possível ir até Picinguaba de ônibus, Uber ou carro, já que a praia é uma das últimas de Ubatuba, localizada quase na divisa com Paraty. O estacionamento na praia custa R$ 25 o dia todo.

A distância da Praia Grande e Ubatuba, bem na área central, até a Praia da Picinguaba é de 2 km. O problema é que na alta temporada esse deslocamento pode demorar muitas e muitas horas. As saídas para a Ilha das Couves também acontecem na Praia do Prumirim, Praia da Almada, Praia do Itaguá e Praia do Lázaro.

O preço do translado varia conforme a época do ano, embarcação e ponto de partida. Quem sai de Picinguaba paga na maioria das vezes R$ 40 por pessoa — nas demais praias, o preço fica mais elevado.

Este não é um tour estilo excursão em grupo. Logo, é feita a travessia com barco ou lancha e, ao descer, o visitante curte as praias jeito que quiser. É só importante retornar para o ponto de encontro no horário combinado com o barqueiro para voltar ao continente.

Bateu a fome: e agora?

ilha das couves ubatuba
Foto: Wikimedia Commons

Em toda a ilha, existe apenas um quiosque localizado na Praia da Terra — um comércio familiar que existe há 35 anos. Neste local, você pode encomendar seu almoço e comprar bebidas.

As refeições variam de R$ 35 a R$ 170, com opções de prato feito, pratos para duas pessoas e até preparações especiais. O quiosque também possui um banheiro, cobrado a parte. O preço fica na faixa de R$ 5 para quem não consumir nada.

Se preferir economizar na hora do almoço, você pode levar seu lanche em uma bolsa térmica para comer sem gastar tanto. Lembre-se de trazer seu lixo de volta para o continente, já que não ocorre coleta de lixo na ilha.

O que levar no passeio?

Foto: Pexels

Como só existe um quiosque, caos não queria ficar refém apenas do loca, é altamente recomendado que você leve um lanche, água e bebidas de modo geral. Lembre-se de trazer o lixo certinho, ok? Vamos preservar esse paraíso!

Além disso, é importante colocar na bolsa de praia: repelente, protetor solar, óculos de sol, boné, canga ou esteirinha para se sentar e máscara de snorkel — caso você tenha e equipamento e queira aproveitar para flutuar e ver o fundo do mar.

Pessoas mais empenhadas podem levar guarda-sol e cadeiras de praia. Mas uma canga já é suficiente para você aproveitar uma sombra proporcionada pelas árvores.

Onde ficar em Ubatuba?

Foto: Green Haven Hostel – Booking

Pode tirando o cavalinho da chuva, porque não existe hospedagem na Ilha das Couves em Ubatuba e muito menos a possibilidade de acampar no local. É uma área de preservação e essas instalações não são permitidas.

Logo, se preferir, você pode procurar uma hospedagem mais ao norte de Ubatuba, que oferecem saídas mais rápidas até a ilha. Você pode procurar hotéis e pousadas em Itamambuca, Itaguá, Félix, Saco da Ribeira e na Praia da Picinguaba.

Ficar na região central também é uma boa para aproveitar o comércio e facilidades de deslocamento.

Encontre sua hospedagem em Ubatuba aqui!

Outra dica de hospedagem na cidade é o Green Haven Hostel, que fica de frente para a Praia do Perequê-Açu, a 1,5 km de distância do centro. O hostel é festeiro e ideal para quem gosta de um bom agito. Você vai fazer novos amigos e pode até organizar um passeio privado com essa galera para a Ilha da Couves em Ubatuba, com uma lancha alugada, que tal?

Aproveite seu passeio e boa viagem!

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *