Já ouviu falar na ilha Crôa do Goré? O nome diferentão é de um refúgio pitoresco lá no Nordeste brasileiro, mais precisamente em Aracaju. O local entre manguezais é daqueles que surgem apenas quando a natureza permite, emergindo das águas durante a maré baixa do rio Vaza-Barris. Quando sobe, uma piscina de águas mornas faz a diversão dos turistas.

É na Serra dos Macacos que nasce o rio destinado a percorrer uma extensão com mais de 3 mil km até desaguar no Oceano Atlântico sergipano. Com duração média de 5 horas, os passeios de catamarã, barco ou lancha rumo à pequena ilha de areia branquinha partem da Orla pôr do sol, no povoado de Mosqueiro, a última praia de Aracaju.

[+] Encontre sua passagem aérea para Aracaju aqui!

Aos finais de semana, quando tem maior movimento, bares flutuantes e barracas rústicas de sapé oferecem bebidas e petiscos para tapar aquele buraquinho na barriga enquanto se contempla o belo visual do lugar. E tem que aproveitar muito o visual, afinal, Croa do Goré só existe durante seis horas por dia.

Feita a primeira parada, depois as embarcações partem rumo a Ilha dos Namorados, logo ao lado. Do encontro entre rio e mar surge a duna que a forma, com um banco de areia bem maior em relação à vizinha, e não apenas de tamanho mas também infraestrutura.

[+] Temos as melhores dicas de onde se hospedar em Aracaju, clique e confira.

Há entretenimento para crianças, que podem usufruir de boias enormes e curtir tranquilamente as piscinas naturais. Já os adultos podem praticar caiaque e Stand Up Paddle.

Quanto custa: as excursões até as duas ilhas custam em torno de R$ 25 a R$ 85 por pessoa.

Fotos: reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *