Ubatuba, sua linda! Essa encantadora cidade no litoral norte paulista tem tantas belezas que aquecem nosso coração de alegria. Além das praias exuberantes, a região é agraciada com ilhas bem próximas ao continente que rendem passeios que valem a pena ser feitos. E a Ilha Anchieta, com seu mar azul-esverdeado e cercada pela Mata Atlântica, é uma delas!

O simples fato de ser banhada pelo mar calmo com coloração surreal, ter praias lindas e dezenas de trilhas já seria motivo suficiente para passar um dia inteiro na Ilha Anchieta. Mas a história dessa ilha também é bem interessante.

Antes de se tornar o Parque Estadual da Ilha Anchieta, que aconteceu só em 1977, a ilha em Ubatuba servia como colônia penal. Hoje, as famosas Ruínas do Presídio, que infelizmente foram palco de rebeliões pesadas naquele período, atraem pessoas interessadas em conhecer essas histórias mais a fundo e também curiosos em busca de um clique diferente.

Definitivamente, atividades para fazer na Ilha Anchieta não faltam. Vamos ajudar a esclarecer várias dúvidas desde como chegar à ilha até quais as principais trilhas para seu passeio. Mas, antes: dê play no vídeo abaixo e sinta só um gostinho do que é Ilha Anchieta:

Como chegar a Ilha Anchieta

Para visitar a ilha, você pode fazer o passeio com uma escuna ou com um barco/lancha particular. As saídas acontecem ou no Saco da Ribeira ou no Itaguá e o tempo de deslocamento varia da seguinte maneira:

  • Saindo do Saco da Ribeira (de escuna): de 30 a 40 minutos;
  • Saindo do Saco da Ribeira (de lancha): 10 minutos;
  • Saindo do Itaguá (de escuna): 1 hora;
  • Saindo do Itaguá (de lancha): de 30 a 40 minutos.

Hey! Encontre os melhores hotéis e pousadas em Ubatuba aqui!

O preço dos passeios com escuna varia de R$ 60 a R$ 80 por pessoa, enquanto de lancha é necessário fechar um grupo e custa em média R$ 150 por pessoa.

É importante frisar que os passeios de escuna acabam sendo mais rápidos. Essas embarcações levam os visitantes até a Ilha Anchieta e cada visitante fica em média duas horas no local. Após esse período, é o momento de a escuna retornar ao continente.

Quem tem um pouco mais de grana no orçamento e pode investir no passeio ou aluguel de lancha, faça isso! Dessa maneira, é possível sair bem cedinho rumo à ilha e aproveitar várias praias e trilhas, fazendo seu dia render!

Ruínas do Presídio na Ilha Anchieta

A antiga colônia penal, desativada em 1955, é uma das primeiras coisas que você vai enxergar ao desembarcar na ilha. Junto dela, em uma área com 2 mil metros quadrados, ainda fica o edifício do museu, mais um tour que vale a pena ser feito na Ilha Anchieta para conhecer mais sobre o passado do local.

É um cantinho na ilha com importância histórica e cultural imensa. Reserve um tempo para saber mais sobre o passado deste local.

Praias e trilhas da Ilha Anchieta

Lindas e desertas. Assim são as sete praias que cercam a Ilha Anchieta em Ubatuba. A Praia do Presídio é onde fica o píer e o desembarque de escunas é feito. O local é muito lindo, mesmo! Aproveite para tirar várias fotos. Mas, não recomendamos que você entre na água, isso porque se trata de uma praia de tombo.

A Praia do Sapateiro, bem do ladinho da Praia do Presídio, também é cheia de charme, mas possui praia de tombo e, nesses casos, todo cuidado é pouco (ainda mais quem viaja com crianças).

Para curtir o mar, a dica é seguir para o lado direito da ilha até a Praia do Engenho. Dentre todas as praias da ilha, esta é a mais movimentada na alta temporada, já que o acesso é fácil, o mar é lindo e o visual divino!

A Praia do Engenho possui imensas pedras que formam piscinas naturais imperdíveis. Não é à toa que costumam chama o lugar de aquário natural, já que basta colocar uma máscara de snorkel para ver peixinhos de perto.

A Trilha Subaquática é recomendada para mergulhares, já que o percurso é todo realizado dentro do mar. O percurso autoguiado vai da Praia do Engenho até o Aquário Natural, numa distância bem curtinha de 350 metros. Mas o simples fato de mergulhar e seguir a trilha pelo costão, vendo peixes e corais de perto, vale muito a pena!

Se ao desembarca você for para o lado esquerdo, chegará à Praia das Palmas. A areia branca, o verde da vegetação de um lado e o mar cristalino do outro: se existe descrição de paraíso, definitivamente deve ser assim!

O mar calmo da Praia das Palmas é um convite ao mergulho e flutuação. Reservar boas horas do seu dia para ficar ali só curtindo o momento será revigorante!

A Praia do Sul é alcançada através de uma trilha com 1.100 metros de ida. A trilha começa na Praia das Palmas e chega até a do Sul, uma das mais bonitas de Ubatuba! No meio da trilha, é possível fazer um desvio até o mirante para apreciar a beleza local. Por conta de suas águas cristalinas, é o ponto perfeito para a prática de mergulho ou flutuação com snorkel.

Para fazer a Trilha da Praia do Sul, o visitante precisa agendar o passeio com antecedência, já que a caminhada só pode ser feita com o acompanhamento de um guia. Mas, se estiver com uma lancha particular, o acesso pelo mar é livre!

A Praia do Leste é mais um destino lindo na Ilha Anchieta. Acessível apenas pelo mar, quem alugou uma lancha privativa se dá bem e pode ver esse paraíso de pertinho. Como o acesso não é dos mais fáceis, a visitação é para poucos!

Ao lado da Praia do Leste, o visitante se depara com as belezas da pequena Praia de Fora (também conhecida como Prainha). O jeito mais fácil de chegar até lá é pelo mar.

Quem está afim de caminhar pode encarar a Trilha do Saco Grande, que começa na Praia do Presídio até o antigo quartel e vila militar. No total, esta trilha tem 2.830 metros de extensão e leva 3 horas para ser completada (contando ida e volta).

Também é necessário agendar o passeio com pelo menos 30 dias de antecedência. O percurso é acompanhado por um guia local que compartilha lendas, histórias e muitas informações principalmente sobre as rebeliões da década de 50.

Veja também: Ilha das Couves em Ubatuba é um paraíso no litoral paulista

Informações gerais

Ao chegar na ilha, vá até o Centro de Visitantes que fica na Praia do Presídio. Todos os funcionários são solícitos e irão prestar as orientações corretas sobre seu passeio. De maneira geral, é importante saber:

  • É necessário pagar uma taxa de R$ 15 por pessoa para visitação da ilha;
  • Evite visitar a ilha na alta temporada, já que o fluxo de turistas pode aumentar;
  • O limite diário de visitantes na Ilha Anchieta é de 1.020 pessoas;
  • Leve um cooler ou bolsa térmica com comida e bebida, caso resolva passar o dia no local (não existem restaurantes e nenhum tipo de comércio);
  • Existe a possibilidade de alugar quiosques com churrasqueiras para fazer sua refeição. O preço é de R$ 30 para até 20 pessoas;
  • Não se esqueça do protetor solar e do repelente (tem muito borrachudo);
  • Chapéu e óculos de sol ajudam a se proteger;
  • Quer encarar as trilhas? Um tênis e roupas confortáveis são fundamentais;
  • Não retire nenhuma planta do local;
  • Não é permitido entrar com animais de estimação;
  • Nunca é demais reforçar: descarte seu lixo nas lixeiras ou o traga para o continente. Não prejudique a natureza tão pura da Ilha Anchieta.

A ilha funciona de segunda a sexta, das 9h às 17h e fica fechada toda quarta, entre os meses de abril e novembro, para manutenção.

Você já visitou esse paraíso em Ubatuba? Compartilha aqui nos comentários como foi essa experiência!

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *