Praia com areia branca, sol e mar de águas cristalinas com aquele tom esverdeado. Esse é o cenário típico de uma viagem dos sonhos possível de ser encontrado na Praia dos Galapinhos em Portugal.

Esse paraíso secreto começou a ganhar destaque quando Galapinhos, que fica no litoral da Arrábida em Setúbal, foi eleita a melhor praia da Europa em 2017 pelo site European Best Destinations. Depois disso, a praia começou a ganhar mais visibilidade e atrair atenção de turistas.

O título não veio à toa, isso porque o visual da Praia dos Galapinhos em Portugal é realmente encantador. A extensão da praia é pequena, com 550 metros de comprimento e faixa de areia até o mar de 60 metros, dando aquela sensação de que você está em uma praia particular.

A Praia dos Galapinhos em Portugal é ideal para jovens e casais que estão em busca de um local sossegado e com uma vista de tirar o fôlego.

A mata verde em torno da praia emoldura o cenário e o mar calmo, sem ondas e transparente, é perfeito para as pessoas que adoram mergulhar. Você consegue observar a vida marinha sem nenhuma dificuldade.

Quer uma dica? Leve uma boia! Como a praia não tem ondas, será diversão garantida ficar curtindo o sol dessa maneira.

Quando visitar a Praia dos Galapinhos

O melhor período para frequentar a praia é no verão, entre os meses de junho a agosto. Para quem não é acostumado com as praias da Europa, fica um aviso: as águas são lindas, mas super geladas!

A temperatura da água no verão fica em torno de 19° e o movimento na praia fica mais intenso nesses meses. No inverno, a temperatura média da água é de 17º.

Durante os dias de semana, a praia costuma ficar mais deserta. Sábado e domingo são os dias de maior movimento. Então, se você estiver em busca de mais privacidade, é uma boa evitar os finais de semana.

Como chegar à Praia dos Galapinhos em Portugal

O acesso a esse paraíso é difícil, mas não impossível! E depois de chegar na praia, você vai sentir aquela sensação de que todo o esforço valeu a pena.

De ônibus

Essa talvez seja a maneira mais fácil de sair de Lisboa, por exemplo, e ir até Setúbal. Você tem três opções de linhas de ônibus para pegar: 561, 562 e 563.

No site Transportes Sul do Tejo, você pode verificar o ponto de partida e horários de cada uma das linhas e escolher aquela que fica melhor para você, dependendo de onde esteja em Lisboa. O valor da passagem fica em torno de € 4,30.

Chegando de ônibus em Setúbal, você deve pegar mais um ônibus, o 723A, que vai sentido Praia da Figueirinha. Agora, prepare as pernas para mais uma caminhada! Não é tão simples acessar o paraíso.

Ao descer perto da Praia da Figueirinha, você deve caminhar na beira da estrada por aproximadamente 2 km. É um percurso de subidas e descidas até chegar à trilha para desembarcar na Praia dos Galapinhos.

De carro

Quem deseja ir de carro à Praia dos Galapinhos em Portugal deve se organizar e ter paciência.

O primeiro passo é sair de Lisboa e ir até à Serra da Arrábida. Você tem duas opções para fazer esse trajeto: atravessar a Ponte 25 de Abril ou cruzar a Ponte Vasco da Gama. A escolha vai depender do ponto de partida que você estiver em Lisboa.

Comparando os dois percursos, ao traçar no Google Maps, saindo de Campo Mártires da Pátria, você vai percorrer até chegar à Serra da Arrábida:

  • 38 km pela Ponte 25 de Abril, seguindo pela A2 e N10.
  • 58 km pela Ponte Vasco da Gama, seguindo pela A12 e A33.

Os dois caminhos possuem pedágio e o trajeto é feito em uma serra sinuosa, dirija com atenção, evitando distrações. A boa notícia é que o sinal de GPS funciona na maior parte do trecho. Mas, por garantia, baixe o mapa offline da região no Google Maps em seu celular. Clique aqui para saber como fazer isso.

Importante avisar: os locais para estacionar o carro na beira da estrada são difíceis de encontrar.

Começando a trilha

Sim, você vai pegar um trecho de trilha para chegar até Galapinhos. Por isso, a dica mais importante é: faça o caminho usando um tênis confortável. Leve seu chinelo em uma mochila para usar assim que chegar na areia.

Quem vem de carro ou de ônibus vai pegar a trilha pela estrada N379-1 e descer até chegar na areia. Será uma caminhada de aproximadamente 10 minutos.

A trilha não chega a ser impossível de ser feita, mas requer cuidado, já que não existem corrimãos — é apenas um corredor de terra com vegetação nos dois lados.

Quem vem de Galapos, praia que fica ao lado de Galapinhos, pode ir até o final da praia, à direita, e andar por cima das pedras para acessar Galapinhos. Mas esse trajeto só pode ser feito quando a maré está baixa, ok?

Alimentação na Praia de Galapinhos

A praia possui apenas um bar de apoio, pequeno e discreto, que serve bebidas, sanduíches e sorvetes somente na alta temporada. No verão, esse mesmo bar oferece o aluguel de guarda-sóis e espreguiçadeiras.

Fora desse período de alta temporada, não tem nenhum lugar diretamente em Galapinhos para você se alimentar. Se a maré estiver baixa, como comentamos anteriormente, você pode até atravessar de Galapinhos para Galapos e frequentar um dos restaurantes por lá.

Mas, é melhor ir preparada: leve um guarda-sol (porque não tem nenhum cantinho de sombra disponível por lá), alimentos para lanchar durante o dia, bebidas para se hidratar e todos seus itens de praia que forem importantes.

Essa joia escondida em Portugal não tem toda aquela estrutura ideal e muito menos um banheiro! Esse é o preço que se paga para desbravar o paraíso de Galapinhos. Banheiros somente em Galapos, anotado?

Onde se hospedar?

O mais comum são pessoas que se hospedam em Lisboa e partem para passar o dia na Praia de Galapinhos.

Você pode se hospedar em Lisboa nos hotéis:

Também existem boas opções de hospedagem próximas à Praia dos Galapinhos em Portugal, como:

Sem dúvidas, o esforço para chegar ao paraíso valerá a pena. Está pronta para arrumar as malas e se jogar nas belezas da Praia de Galapinhos? Para a passagem aérea, utilize o nosso buscador de passagens aéreas baratas.

Texto por Andressa Xavier Pellanda
Fotos: Visit Setúbal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *