As igrejas e templos religiosos são um dos grandes atrativos turísticos de diversas cidades ao redor do mundo, seja pela arquitetura, pela fé ou pela história. Indo além das tradicionais estruturas, o curioso Santuário de Bom Jesus da Lapa funciona em uma gruta descoberta no século 17, na Bahia, onde antigamente habitavam apenas onças.

A mais de 350 anos atrás, o artista português Francisco Mendonça Mar veio ao Brasil para pintar o Palácio da Aclamação, na época, sede do governo baiano. O que ele não esperava era que passaria por péssimos momentos após o trabalho. Num momento de traição e crueldade, ao invés de ser pago foi acorrentado numa prisão para se tornar escravo.

Quando houve a soltura, saiu de Salvador levando imagens santas consigo. Uma longa jornada se iniciou em busca pelo resgate da liberdade. Eis que em suas andanças chegou ao Morro de Bom Jesus, um complexo natural com 90 metros de altura e nove grutas em seu interior, a 796 km da capital baiana. Se instalou na Gruta do Bom Jesus, em 1691, onde colocou as pinturas de Jesus crucificado e Nossa Senhora da Soledade.

Durante o ciclo do ouro, os garimpeiros de Minas Gerais deram início às romarias, que seguem em tradição até hoje, tornando este um dos santuários mais conhecidos e relevantes do Brasil. Atualmente está sob os cuidados de padres Redentoristas. O município às margens do Rio São Francisco conta com grandes festividades religiosas em meados de julho e agosto, quando acontece a Festa do Divino Espírito Santo.

[+] Confira 10 igrejas para conhecer no Brasil

[+] Sabia que também temos lindos templos budistas no país? Olha só!

[+] Que tal incluir na viagem uma excursão pelo patrimônio africano da Bahia?

Post por Brunella Nunes
Fotos: Harlen Cristian | Ivanor Borges | Luciano Magalhaes Diniz

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *