Florença é a cidade da arte! Museus como o Uffizi e Galleria dell’Accademia em Florença estão na lista dos mais famosos do mundo. Quem é apaixonado por pinturas, esculturas e arquitetura com certeza vai amar a cidade. Um giro pelo centro histórico faz com que você caia em algum ponto turístico sem muito esforço, como a Catedral Santa Maria del Fiore com seu Duomo que é um símbolo de Florença.

A Ponte Vecchio, ponte que cruza o Rio Arno e poupada durante os bombardeios da Segunda Guerra Mundial, também se destaca e deve ser incluída em seu roteiro. Hoje, as casinhas construídas na ponte são joalherias chiquérrimas. Mesmo que você não possa comprar um anel vendido em uma das lojas, dê uma voltinha por lá!

A poucos metros, você chega na Galleria degli Uffizi, o museu mais visitado de Florença e um dos mais conhecidos e importantes do mundo com obras de artistas como Botticelli, Da Vinci, Rembrandt, Michelangelo entre outros.

O segundo museu mais visitado em Florença é a Galleria dell’Accademia. A obra que mais chama a atenção lá é o David de Michelangelo. Mesmo quem não é super fã ou grande entendedor de obras de arte vai ficar sem palavras ao ver essa escultura. Por isso, esse passeio é tão interessante e vale muito a pena ser incluído em seu roteiro de viagem a Florença.

A arte gira em torno de Florença, mas é natural que muitas pessoas que visitam a cidade não sejam tão aficionadas em pinturas e museus. E tá tudo bem, você vai encontrar passeios lindos e locais fantásticos para visitar por lá! Mas, ver ao vivo o David de Michelangelo é algo que vai além, é um passeio que vai agradar e inspirar muito a sua viagem.

Procurando dicas de hospedagem em Florença? Acesse nosso site!

David de Michelangelo

Foto: Pixabay

Em julho de 1501, Michelangelo foi chamado a Florença e recebeu um convite desafiador: criar uma estátua com proporções grandiosas de David, que seria colocada no topo da Catedral de Santa Maria del Fiore a 80 metros de altura.

Ele recebeu um bloco de mármore branco de Carrara, que já tinha passado pelas mãos de outros dois artistas. A pedra foi abandonada porque, segundo os artistas anteriores, “tinha muitas imperfeições”. Mal imaginavam o que seria feito com esse mármore “imperfeito”.

Claro que Michelangelo aceitou o desafio! Ele trabalhou incessantemente, sem nenhuma ajuda extra e entregou a escultura em 1504. Até a entrega, ninguém tinha visto a obra, que era guardada atrás de madeiras. Realmente, ninguém imaginava a interpretação de David que estava por surgir!

O esplendor diante de seus olhos

 Foto: Andressa Xavier Pellanda

A escultura tem 4,10 metros de altura e pesa 5 pesa toneladas. A obra-prima, um dos símbolos do Renascimento, serve de inspiração para alunos das escolas de arte em Florença. É bem comum estar na Tribuna (área dedicada à peça) e encontrar estudantes sentados em frente a David, fazendo desenhos e esboços para estudos.

A escultura de David é considerada por muitos a mais bela já realizada em todos os tempos. E quando você chega bem pertinho, quando observa cada detalhe dessa obra-prima, você começa a descobrir o motivo — mesmo que você não entenda absolutamente nada de arte!

Ao observar a obra, preste bastante atenção aos detalhes. Na interpretação de Michelangelo, David foi esculpido no momento que antecede o ataque ao gigante Golias. Você consegue sentir essa tensão no olhar de David, que é bem expressivo e intenso.

Note que os músculos são esculpidos como se estivessem contraídos, com aquele movimento corporal que acontece antes de uma ação. As veias saltadas nas mãos, pernas e pescoço fazem com que você praticamente sinta a adrenalina do ataque iminente. Só falta a gente escutar o coração do David batendo, de tão realista que o trabalho é!

Foto: Pixabay

A cabeça e mãos foram feitas em proporções maiores que o normal, isso porque o trabalho que chegou para Michelangelo dizia que a peça ficaria a uma altura de 80 metros. Assim, com as extremidades maiores, a escultura ficaria mais nítida. Mas após verem o trabalho pronto, uma comissão decidiu não colocar a obra tão longe dos olhos da população.

A Tribuna emoldura a obra de arte. A cúpula semitransparente no teto faz com que a iluminação em cima da escultura fique suave e favorece bastante a composição de fotos. Fica lindo enquadrá-la nas fotografias.

Foto: Andressa Xavier Pellanda

Foto: Andressa Xavier Pellanda

Foto: Andressa Xavier Pellanda

Falando em foto, fica o aviso: você pode fotografar a obra, fazer vídeos, tirar selfies, mas não pode de jeito nenhum usar um selfie-stick, o nosso famoso pau de selfie. Nem ouse em retirar o acessório da sua bolsa que em poucos segundos um segurança estará ao seu lado te dando uma bronca.

Faça esse passeio por você! Fique lá admirando a escultura, andando em volta dela e analisando cada detalhe do David de Michelangelo. Além desta que é a obra principal do museu, outras peças incríveis também se encontram na Galleria dell’Accademia em Florença, como: os Escravos de Michelangelo, o Rapto das Sabinas de Giambologna e o museu de instrumentos musicais, por exemplo.

Onde fica a Galleria dell’Accademia em Florença

  • Endereço: Via Ricasoli, 58/60
  • Horário: de terça a domingo das 8h15 às 18h50 horas. Última entrada às 18h20.
  • Fechado às segundas, 25 de dezembro, 1º de janeiro e 1º de maio.
  • Valor do ingresso: Adultos: 8€. Jovens entre 18 e 25 anos: 4€. Menores de 18 anos: entrada gratuita.

Evite filas: faça passeios agendados na Galleria dell’Accademia.

Dica: no primeiro domingo de cada mês, a entrada no museu é gratuita! Se você estiver por lá nesses períodos, pode enfrentar as filas (que ficam bem maiores que o normal) e economizar uma graninha.

Por todos os cantos em Florença, você vai encontrar referências ao gênio Michelangelo. Isso porque o artista se considerava um fiorentino, mesmo tendo vivido a maior parte de sua vida na cidade de Roma.

Inclusive, outro passeio interessante é visitar a Casa Buonarroti que hoje abriga um museu, mas que foi a casa onde Michelangelo viveu em Florença.

Quer começar a planejar o roteiro dessa viagem dos sonhos? Clique aqui e use nossa Calculadora. Você vai descobrir quanto custa viajar para Florença no período do ano que desejar.

Para se empolgar ainda mais, leia em nosso blog um texto que mostra todas as belezas da cidade de Florença e entenda porquê a capital da Toscana é uma das cidades mais lindas do mundo.

Texto por: Andressa Xavier Pellanda

Para onde viajar
Eu tenhoBudget
e quero viajar porDias
Para onde viajar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *