Espaços expositivos e museus estão se reinventando a medida em que a tecnologia avança. De olho nas tendências, o Brasil terá uma galeria de arte imersiva em São Paulo, que será a primeira do tipo na América Latina.  O público estará, literalmente, mais próximo das belezas artísticas.

O anúncio da empreitada foi feito recentemente pelo Governo do Estado, que havia indicado a previsão de abertura para outubro de 2019, mas já adiou para o mês seguinte. O novo – e provavelmente badalado – endereço da capital paulista vai se chamar MIS Experience, ocupando um espaço de 2 mil metros quadrados no bairro Água Branca, zona Oeste da capital.

Foto: divulgação/MIS-SP

A gestão da galeria de arte imersiva em São Paulo ficará a cargo do MIS – Museu da Imagem e do Som, responsável por algumas das mostras mais famosas e interativas que já passaram pela cidade, como a de Stanley Kubrick, David Bowie, Tim Burton e Castelo Rá-Tim-Bum. A TV Cultura, aliás, entrará como parceira da iniciativa.

O novo MIS vai utilizar instrumentos digitais como ferramenta para tratar de temas contemporâneos e impulsionar o alcance da cultura. Nosso objetivo é ampliar a visitação do Museu da Imagem e do Som, para que mais pessoas, sobretudo jovens e estudantes, tenham acesso ao conhecimento”, afirmou o Secretário de Cultura e Economia Criativa, Sérgio Sá Leitão, durante a coletiva de imprensa. Na ocasião, também foi anunciado que o MIS terá programação e programas de incentivo no audiovisual ampliados.

Seguindo um conceito inspirado no Ateliê des Lumière, de Paris, o local terá sistema de projeção formado por 150 projetores. As exposições vão permitir total imersão e interatividade, gerando uma experiência nova, atraente e educativa, com informações sensoriais que auxiliam no entendimento das obras.

De agosto a setembro, São Paulo recebeu a mostra imersiva de Van Gogh, que veio diretamente de Paris. Os ambientes de exposições do tipo contam com som e imagens em movimento projetadas nas paredes, proporcionando uma espécie de viagem sensorial aos visitantes.

Foto: Ateliè des Lumiére de Paris

Exposição Leonardo da Vinci – 500 anos

O MIS Experience será inaugurado com a exposição “Leonardo da Vinci – 500 anos”, atualmente em exibição no Canadá e nos Estados Unidos. A mostra chega ao Brasil com recursos via Lei Rouanet e ProAC ICMS, para apresentar uma experiência multissensorial de 45 minutos.

O público terá a oportunidade de conhecer as realizações do homem que lançou as bases para algumas das invenções mais notáveis da sociedade moderna, como o helicóptero, o automóvel, o submarino, o paraquedas e a bicicleta.

Considerada a investigação mais completa e detalhada sobre o trabalho do artista italiano já feita, a mostra apresenta 18 áreas temáticas que contam a trajetória do grande gênio renascentista, com réplicas de máquinas desenhadas por ele, esboços anatômicos, uma animação em tamanho real da obra “A Última Ceia” e manuscritos de sua vida profissional.

Os visitantes terão ainda uma imersão em animações gráficas de alta definição, combinadas ao conteúdo multimídia e narrativa em áudio, o que permitirá uma vivência divertida, educativa e esclarecedora, voltada ao público de todas as idades e interesses.

“A exposição internacional de Leonardo da Vinci chega pela primeira vez ao país e será a primeira grande mostra do espaço. O MIS Experience vai contar também com exposições desenvolvidas no Brasil por artistas brasileiros”, acrescentou Sérgio.

A exposição começa no dia 2 de novembro segue até 1º de março de 2020, de terça-feira a domingo, das 10h às 20h. Entrada gratuita às terças-feiras. Aos sábados, domingos e feriados custará R$ 40 e de quarta a sexta custará R$ 30. Meia entrada para estudantes e acima de 60 anos. O MIS Experience fica na Rua Vladmir Herzog, 75.

Abaixo você confere uma prévia do que teremos por aqui:

Nova galeria de arte imersiva em São Paulo abrirá com mostra de Da Vinci – Foto: divulgação/MIS-SP
Foto: divulgação/MIS-SP

Megaexposição Musicais no Cinema vem !

Enquanto isso, o Museu da Imagem e do Som se prepara para a próxima megaexposição de seu concorrido calendário. Realizada em parceria com a Cité de la Musique – Philharmonie de Paris, a mostra Musicais no Cinema fica em cartaz de 13 de novembro de 2019 a 9 de fevereiro de 2020, traçando um panorama sobre o universo do gênero musical no cinema nacional e internacional desde os primórdios do cinema musicado até obras premiadas como La La Land (2016).

A partir de fotografias, vídeos, cartazes, documentos de produção, figurinos e depoimentos, a mostra reúne filmes musicais de diferentes partes do mundo, destacando marcos para o gênero, como “Cantando na chuva” (1952), “Amor, sublime amor” (1961) e “Dançando no escuro” (2000), protagonizado pela cantora Björk.

12 lugares de séries famosas da TV e da Netflix para visitar na próxima viagem

A curadoria ficou a cargo do pesquisador N. T. Binh, e a adaptação da exposição para o MIS foi desenvolvida pelo jornalista e cineasta Duda Leite, que acrescentou espaços e conteúdos inéditos baseados na cultura brasileira, como “Assim era a Atlântida“, dedicada ao maior estúdio cinematográfico do Brasil do gênero musical, e uma área que homenageia a atriz e cantora Carmen Miranda.

“Com a adaptação curatorial da exposição, pretendemos apresentar um amplo painel da produção de filmes musicais produzidos no Brasil, desde 1927 até 2019, com destaque especial para alguns movimentos e estúdios cinematográficos”,  explicou Duda.

Carmen Miranda, a ‘brasileira mais famosa do século 20’, e nossa estrela maior dos musicais, ganhará um espaço dedicado só para ela, com exibição de trechos de seus musicais clássicos – como “Entre a Loura e a Morena” (1943), de Busby Berkeley, e “Uma Noite no Rio” (1941), de Irving Cummings -, além de uma seleção especial de objetos usados nos filmes. Não poderia faltar, é claro, itens pessoais, dentre eles um dos seus icônicos turbantes.

Os ingressos antecipados já estão sendo vendidos pelo aplicativo e site da Sympla, nos valores de R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia). Não há cobrança de qualquer taxa de conveniência. Entrada gratuita às terças-feiras e para crianças até cinco anos em qualquer dia da semana.

O Museu da Imagem e do Som fica na Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo.

Museu em Tóquio tem exposições imersivas e sensoriais para você “entrar” em obras de arte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *