No período de quarentena para conter os avanços do coronavírus, novas ações de recreação vêm sendo pensadas. É no cenário do caos que surge o Festival Fico em Casa, no qual artistas se reúnem para fazerem shows gratuitos via streaming. Entretenimento remoto é a tendência do momento!

Com medidas de contenção no fluxo de pessoas, aglomerações proibidas e quase 70 mil casos de infecção pelo vírus covid-19, o mundo todo vem passando por um processo delicado de recolhimento, alerta e pânico.

Já que muita gente ficará trancada em casa, canais de televisão e de transmissão online resolveram liberar seus acessos para informar e entreter um maior número de telespectadores. Escolas e universidades também vêm alimentando suas plataformas com conteúdo digital de acesso livre, pensando no aprendizado coletivo.

Foto: divulgação

É dessa mesma proposta que nasceu o Festival Fica Em Casa em Portugal e que migrou para o Brasil a partir da união de cantores, intérpretes, bandas e compositores nacionais. De 24 a 27 de março haverá mais de 60 apresentações únicas em formatos inéditos e intimistas.

Dentro das 40 horas de shows gratuitos via streaming o público poderá acompanhar artistas brasileiros de diversos gêneros musicais. Entre as atrações confirmadas estão Luedji Luna, Emicida, B.Negão, Boogarins, Paulo Miklos, Jesuton e Francisco El Hombre.

Para assistir, basta ter conexão com a internet e cantar junto! As transmissões serão em multiplataforma, direto do Instagram de cada artista. Acompanhe as novidades pelo canal oficial do Festival Fico em Casa.

O intuito é seguir aproximando o público da cultura, despertar a consciência e a importância de se manter em isolamento por enquanto, em nome do cuidado coletivo.

Outro ponto positivo tem relação com a saúde mental. É sabido que mais de 11,5 milhões de pessoas vivem com depressão e ansiedade no Brasil, segundo relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), o que coloca o país em primeiro lugar no ranking da América Latina. O número pode ser ainda maior, pois muita gente ainda desconhece a própria doença.

Portanto, é fundamental criar momentos de distração, alegria e descompressão neste período tão difícil que o mundo atravessa. A música e a arte são meios terapêuticos que podem ajudar o dia de alguém em profunda tristeza e solidão.

Vamos olhar mais para o próximo e nos unir, mesmo que a distância, para acolher o outro? Juntos somos mais fortes! ❤

Foto: Jorge Fakhouri Filho/Creative Commons

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para ajudar você a enfrentar essa quarentena...

Preparamos muito conteúdo bacana para você viajar sem sair do sofá!