Diante dos impostos altos aqui no Brasil e mesmo com o dólar nas alturas, sempre acaba valendo a pena fazer compras no Paraguai. Isso porque a taxação de impostos no país vizinho é mais baixa, fazendo com que o valor dos produtos seja interessante para os brasileiros.

Viajar até Cidade do Leste para voltar com algumas “muambas” é uma aventura e tanto, por isso, separamos uma série de dicas para você se dar bem durante suas compras no Paraguai, sugestões de shoppings e lojas que vale a pena conhecer e também para não cair na lábia dos espertinhos.

Dica especial: tente separar dois dias para fazer compras no Paraguai. No primeiro, vá para olhar. No segundo, vá para comprar. Por que fazer assim? Os preços dos produtos são realmente mais em conta do que aqui no Brasil. É natural que você se empolgue na primeira loja e já saia gastando todo seu dinheiro. O problema é que você pode encontrar muitas outras lojas que vendem os mesmos produtos e, algumas vezes, com preço melhor.

[+] Países onde brasileiros não precisam de passaporte para viajar

Dicas gerais para quem viaja ao Paraguai pela primeira vez

fazer compras no paraguai
Foto: Wikimedia Commons
  • Opte por fazer suas compras nas lojas dos shoppings. No Paraguai, você encontra muito produto falsificado! Por isso, acaba sendo mais interessante ir aos shoppings.
  • Verifique se a loja oferece algum tipo de garantia que funcione aqui no Brasil.
  • Teste seu produto antes de sair da loja, principalmente se for algum eletrônico (mesmo nos shoppings).
  • Verifique se o eletrônico é 220 ou 110 volts para evitar dores de cabeça.
  • Não aceite peças do mostruário ou itens com a embalagem violada.
  • Não compre produtos nas barraquinhas de camelôs, mesmo que o preço esteja mais baixo do que nos shoppings.
  • Não compre as meias dos camelôs, elas são fajutas e ficam chulezentas.
  • Se você for abordada nas ruas por camelôs, não responda nada, siga seu caminho em silêncio. Eles têm o costume de ficar importunando a pessoa que responde qualquer coisa até que ela entre em um shopping.
  • Leve dólares para fazer suas compras, a cotação do dia no Paraguai pode não ser muito justa.
  • Para ter uma ideia de preços, pesquise produtos no site ComprasParaguai.
  • As ruas são sujas e feias, não se assuste — dentro dos shoppings tudo melhora.
  • Se a fome bater, faça sua refeição dentro de um shopping limpinho e nunca comprando algo na rua, nem uma garrafa de água.
  • Se for de carro, estacione o automóvel no shopping Paris.
  • Guarde todas as notas fiscais, elas serão importantes quando você voltar para casa.
  • Chegue bem cedo no Paraguai, as lojas abrem às 6h da manhã, horário de Brasília e fecham 16h30, horário de Brasília também.

[+] Dicas para viajar low cost na América do Sul

Fazer compras no Paraguai: lojas e shoppings para conhecer

fazer compras no paraguai
Foto: MEGA Shopping

Agora que você já tem praticamente um manual de sobrevivência para fazer compras no Paraguai, nada melhor do que começar a descobrir as lojas e shoppings interessantes para gastar uma graninha.

A primeira dica é o Shopping Paris! Neste local, você pode inclusive estacionar o seu carro. Se fizer compras no shoppings e apresentar o cupom, o estacionamento pode sair de graça.

Esse shopping tem 150 lojas, praça de alimentação e diversões extras, como SnowPark, um parque de gelo em pelo calor do Paraguai. Os preços são um pouquinho mais altos em comparação com outros shoppings, mas a infraestrutura e a qualidade das lojas compensam.

Visite o Shopping China, um shopping imenso com muitas opções de eletrônicos com ótimos preços. Outro lugar super legal para comprar eletrônicos é na loja MEGA Eletrônicos, os preços também valem bastante a pena. A rede MEGA ainda tem o MEGA Shopping Importados, com bastante variedade de lojas.

O Shopping del Este é um dos primeiros que você encontra logo que atravessar a alfândega. Ele é menor, mas tem lojas boas, como a Casa Nippon Prime para eletrônicos e a loja DIVA, que vende itens para casa e papéis de parede com ótimos preços.

[+] Que tal um mergulho nas águas cristalinas de Laguna Blanca, no Paraguai?

Alfândega e impostos

Importante: fique atenta às regras da alfândega. Não é porque o preço está barato que você pode trazer tudo o que quiser sem pagar impostos.

Para ter isenção, o valor da cota para não pagar impostos é de US$300 por pessoa que atravessa a ponte a pé ou de carro e de US$500 por pessoa para quem sai do Paraguai de avião. Passando do valor da cota, o imposto é de 50% sobre o que passar do valor da cota. Exemplo hipotético caso você vá ao Paraguai por meios terrestres:

O total das suas compras foi de US$500, sendo que a cota por vias terrestres é de US$300. Dessa forma, você excedeu US$200 da cota, certo. Aplicando 50% sobre os US$200 que você excedeu, você deverá pagar US$100 de imposto.

Conforme as normas da Receita Federal de compras no exterior, bens para uso pessoal comprados durante uma viagem não entram na cota e são isentos de fiscalização, como roupas, produtos de higiene etc.

PORÉM, não confie 100% nisso quando viajar ao Paraguai. Isso porque a maioria das pessoas vai para lá de manhã e volta à tarde, o fiscal pode interpretar que as roupas não são para uso durante a viagem, ok? E FIQUE ESPERTA: filmadoras, tablets e computadores não estão contemplados nesta isenção.

Lembre-se de guardar as notas fiscais de compras, você não vai precisar delas somente para atravessar a fronteiro, mas também no aeroporto, caso algum fiscal solicite.

Gostou das nossas dicas? Conte aqui nos comentários quais são as outras lojas que você recomenda no Paraguai, vamos adorar saber como foram suas experiências anteriores trazendo algumas “muambas” para o Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *