O que seria melhor para um chocólatra do que visitar um edifício de quatro andares totalmente dedicado ao cacau? Assim é a Fábrica de Chocolate da Dengo, em São Paulo, que oferece um passeio imperdível entre o processo de fabricação do doce, passando por cafeteria, restaurante, loja e confecção da própria barrinha assinada pelo cliente. 

A loja conceito da marca, erguida em madeira sustentável e piso caquinho, fica no bairro de Pinheiros, bem próxima ao eixo cultural da região. Os chocolates finos da Dengo já são reconhecidos entre os melhores do país, seguindo um procedimento sustentável e artesanal chamado bean to bar, ou do grão à barra, no bom português. 

Foto: Brunella Nunes/QCV
Foto: Brunella Nunes/QCV

Ao entrar no estabelecimento de 1.500 m², passamos por uma verdadeira imersão no mundo do cacau, a começar por uma ala que explica todo o processo de captação do fruto em Ilhéus, na Bahia, onde as plantações são abundantes.

Segundo dados do tour guiado por um funcionário, a Dengo remunera as famílias que cultivam em torno de 70% a mais do que o mercado tradicional, fidelizando a equipe e formando fila para novos fornecedores.

O cacau vem da Cabruca: manejo agroflorestal, no qual os pés de cacau são cultivados no meio da Mata Atlântica, se aproveitando de seus benefícios e preservando a natureza.

Foto: Brunella Nunes/QCV

Dentro do edifício podemos observar as amêndoas de cacau seguindo o fluxo típico de fabricação até virar nibs, que seria o grão torrado e triturado, e depois sendo transformado na massa de chocolate em uma máquina centenária de prensagem, com moinhos de pedra que pesam toneladas.

Encontre aqui sua hospedagem em São Paulo

O produto final exibido nessa fábrica de chocolate é demonstrativo, visto que em tempos de pandemia não poderia ser aproveitado da forma como está exposto. De qualquer maneira, é realmente um passeio super interessante, cheio de valores e detalhes que encantam os olhos do cliente.

A Dengo explica sobre os tipos de cacau disponíveis hoje no país e mostra que o fruto é aproveitado por inteiro, da polpa à amêndoa. O cacau também oferece um delicioso mel, que escorre da polpa e vira um novo item para venda. Na loja, a garrafinha de 275 ml custa R$ 25,00. 

Foto: Brunella Nunes/QCV

Indo além da fábrica de chocolate…

Quando se conhece de maneira mais profunda o produto, fica inevitável o consumo do que quer que seja dentro da loja. O atendimento atencioso e educado em cada um dos andares também induz à compra, então fica praticamente impossível sair com as mãos abanando.

Além de acompanhar um pouquinho da fabricação, o primeiro andar conta com venda de barras, chamadas de “quebra-quebra”, e uma cafeteria, que exibe doces variados como a torta de cupuaçu com chocolate, brigadeiro, tartelette e brownie. Sofás bem confortáveis praticamente nos abraçam enquanto degustamos delícias a base de cacau. Água é cortesia.

O café vem acompanhado de duas pepitas, amêndoas de cacau cobertas com chocolate, que são provavelmente um dos produtos mais gostosos e viciantes da Dengo. Se o clima for quente, peça uma bebida geladinha como o Porreta, mistura de café, tônica, melaço de cacau e limão cravo; e o Ilhéus, frozen da fruta com melado de cacau.

Subindo para o primeiro andar tem uma vitrine onde acompanhamos o chocolate sendo moldado e uma loja dedicada aos bombons, que fazem uso de capim santo, café, cumaru e outros ingredientes para deleitar a clientela. Me chamou a atenção a garrafa de gin de cacau (R$ 120), novidade da marca, que pode ser degustada. É lá que também fica a sorveteria e uma das experiências mais legais da fábrica: a oficina de customização.

Foto: Brunella Nunes/QCV

São oferecidos em torno de 15 ingredientes para compor a barrinha produzida pelo público, incluindo castanhas e frutas, como o cupuaçu glaceado, que traz um azedinho para o doce.

O chocolate pode ser puro, em variações de ao leite a 70% cacau, ou misturado. Em torno de 20 minutos a barra fica pronta e a embalagem pode conter uma imagem à escolha, enviada pelo celular. Foto de casal e do bichinho de estimação são escolhas constantes. O cliente também escolhe o papel e a fita que vão abraçar seu produto.

Foto: Brunella Nunes/QCV
Foto: Brunella Nunes/QCV
Foto: Brunella Nunes/QCV

Subindo mais um lance de escada está a biblioteca do chocolate, que expõe outras marcas de chocolate artesanais e gourmet do Brasil, com opções zero lactose e veganas, por exemplo.

Há também um bar e restaurante, inspirados no litoral Sul da Bahia, com mesas ao ar livre em uma convidativa varanda. No espaço são servidos drinks e pratos do dia para almoço por R$ 59, como o Nhoque da Terra, massa de banana-da-terra salteada na manteiga de garrafa e sálvia.

Se a fome é menor, prove o Cuscuz C’ôvo (R$18), uma tigela com cuscuz e ovo caipira servido com nata e queijo coalho grelhado; ou o maravilhoso Pão Delícia (R$11), um clássico da Bahia que faz sucesso em São Paulo e ganhou um toque mais gourmet: pão macio tostado com geleia de manga e creme de queijo.

Aos finais de semana é servido um brunch caprichado servido em combos. O “Relaxa” (R$57) inclui pão delícia, bolo do dia, frutas com iogurte e granola da casa, suco de laranja e café.

É dengo que não acaba mais nesse passeio! Depois do mergulho profundo em uma marca brasileira e sustentável de chocolates de qualidade, vai ser difícil querer saber daquela suíça que tanto fez a cabeça dos brasileiros. O produto nacional cheio de valor agregado merece ser tratado com tanto carinho.

Foto: Brunella Nunes/QCV
Foto: Brunella Nunes/QCV

Encontre passagem aérea para qualquer destino aqui!

Vai lá!

A Fábrica de Dengo fica na Avenida Brig. Faria Lima, 196 – Pinheiros – São Paulo/SP.

Funcionamento: terça a sábado das 10h às 20h.
Domingos e feriados das 10h às 18h.
Não é necessário fazer reserva.

Maiores informações no Instagram da marca.

Você também pode fazer um tour virtual no site oficial!

Foto: Brunella Nunes/QCV
Foto: Brunella Nunes/QCV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *