Conhecer a Patagônia Argentina é objetivo de vida para quem curte ecoturismo e gosta de contemplar paisagens que parecem cenário de filme. El Chaltén é um vilarejo pequeno e queridinho entre quem gosta de destinos cheios de belezas naturais, com possibilidades para trilhas e passeios com vistas de tirar o fôlego.

Localizado na província hermana de Santa Cruz, essa cidadezinha não perde tempo e investe em hotéis, restaurantes e agências de turismo para garantir que os visitantes aproveitem cada segundo de sua estadia.

O que fazer em El Chaltén

Além de apreciar a paisagem, o que por si só já faria a viagem valer a pena, os turistas que chegam a El Chaltén buscam por atrações que envolvem trekking – não é de se espantar que a cidadezinha seja conhecida como Capital Nacional do Trekking. São mais de 12 trilhas que levam a cachoeiras, lagoas, mirantes e montanhas.

As trilhas são todas muito bem sinalizadas e têm acesso gratuito. Você pode fazê-las, portanto, sem a necessidade de contratação de guia.

A atração mais popular do vilarejo é a Laguna de Los Tres, localizada aos pés da montanha Fitz Roy e considerada uma das paisagens mais belas de toda a América do Sul. Para chegar até ela, é preciso fazer uma trilha que está no lado oposto à entrada da cidade.

Durante o trajeto, você poderá fazer três paradas: no mirante para ver as montanhas próximas a El Chaltén; na Laguna Capri e em outro mirante com vista para o Cerro Fitz Roy.

Um passeio indicado para todas as idades é o Mirador de Los Conderes e o Mirador de Las Águilas. Logo na entrada de El Chaltén, você terá acesso a trilha de poucas horas de caminhada que homenageia duas espécies de aves da Patagônia: a águia e o condor.

Para ter acesso a um dos glaciares do Fitz Roy, faça a caminhada para o Glaciar Piedras Blancas e encante-se com o mirante incrível – suas fotos aqui serão um sucesso, sem dúvidas. Se quiser um caminho com pouco movimento, busque a trilha que começa na Ruta 41.

el chalten argentina
Foto: Pixabay

Para quem gosta de cachoeiras (tem quem não goste?), recomendamos a Cachoeira Chorrillo del Salto, que fica a 3 Km do centro de El Chaltén, perto do Rio de las Vueltas. O caminho também pode ser feito de carro, o que é ótimo para quando você quiser descansar das caminhadas feitas anteriormente – tem um lugar para estacionar seu carro bem pertinho da cachu.

Não deixe de conhecer o Glaciar Viedma, a maior formação glacial da Argentina e a 2º maior da América do Sul. Esse paredão de gelo imenso deságua no Lago Viedma, e é possível conhecer a região durante o verão de três formas: em barco, navegando pelo rio; curtindo a visão da paisagem em um dos mirantes disponíveis no local; ou, para quem curte mais aventuras, através das caminhadas sobre o gelo.

Na Avenida San Martín, que é a principal de El Chaltén, você vai poder escolher entre as várias opções de restaurantes. Com preços bastante acessíveis, o visitante decide se fica em sua zona de conforto e escolhe a boa e velha pizza na hora de fazer um lanchinho, ou se experimenta a culinária típica argentina, com empanadas e parrillas, por exemplo.

Para comprar uma empanada com bom preço e levá-la em suas caminhadas pela região, passe no El Parador e escolha a sua.

Outro bom restaurante para conhecer é o Curcuma Cocina Vegana Natural, com pratos que custam, em média, 700 pesos argentinos, o equivalente a R$ 54. Para o fim do dia, recomendamos um happy hour na La Vineria, com preços que vão de R$ 18 a R$ 188.

Como chegar e onde ficar em El Chaltén

O vilarejo fica a 3h de viagem de ônibus de El Calafate. A passagem custa 1200 pesos argentinos, o equivalente a R$ 92,10, e você pode comprá-la aqui – vale a pena fazer essa compra com antecedência, especialmente durante o período de alta temporada (verão e outono).

O aeroporto mais próximo fica em El Calafate, que recebe voos diretos de Buenos Aires, Córdoba e Ushuaia.

Encontre passagens aéreas para El Calafate aqui

Uma opção de hospedagem na cidade é o Rancho Grande, um albergue estilo fazenda que tem vistas incríveis. Aqui, os hóspedes escolhem entre acomodações mistas ou privadas. O restaurante do Rancho oferece café da manhã e opções de pratos diversos durante todo o dia, mas você mesma pode preparar o seu lanche na cozinha do hostel, se quiser. A diária para uma pessoa em quarto misto é de R$ 84; para três pessoas em quarto privativo, o valor fica R$ 392; e para quatro pessoas, R$ 443.

Foto: reprodução / Booking.com

Outra excelente opção de hospedagem é o Hotel Lago del Desierto, que fica no centro de El Chaltén, a 200 metros do terminal rodoviário da cidade. As acomodações são simples, mas muito aconchegantes, e todas contam com banheiro privativo. O valor da diária para duas pessoas é R$ 211.

Por fim, recomendamos o Refugio Chalten Hostel, que conta com cozinha compartilhada, guarda-roupas nos quartos, balcão de turismo e Wi-Fi gratuito em toda a propriedade. O valor para uma diária em quarto misto com quatro camas é R$ 60, e o valor do quarto duplo, com cama de casal grande, é de R$ 187. Ou seja: a região conta com opções de hospedagem para todos os bolsos!

E aí, você já conheceu alguma região da Patagônia? Chegou a passar por El Chaltén? Conte para a gente o que você achou desse vilarejo ou se pretende conhecê-lo em breve!

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *