Como economizar nos restaurantes de Nova York

Como economizar nos restaurantes de Nova York



Já decoramos de cor e salteado que o dólar não é para os fracos, mas se a vontade de explorar a terra do Tio Sam ainda é forte, calma que pra tudo existe um caminho. Juntamos algumas dicas de como economizar nos restaurantes de Nova York (válidas para outras cidades da América do Norte), porque ninguém precisa desmaiar de fome para poupar o bolso.

De acordo com os cálculos do Quanto Custa Viajar, o viajante-econômico (que não é nem o mochileiro e nem o classe média alta) gasta pelo menos R$ 40 no café da manhã; R$ 62 no almoço e R$ 72 no jantar, por dia. Em cinco dias de viagem, estimamos que os custos diários fiquem entre R$114,23 e R$244,98. O total é de R$ 898,02 – porque sim, NY não é uma cidade barata. Mas existem algumas alternativas e boas ofertas para você conseguir comer bem, sem judiar das finanças:

Encontre referências locais

Em qualquer lugar do mundo, quem quer economizar ou conhecer a cidade de verdade, precisa ser um insider. Ou pelo menos fingir ser. Para se dar bem, procure por referências locais, na internet mesmo, seja um crítico gastronômico, um guia especializado (olha esse post do Buzzfeed), um Instagrammer bom de garfo (como o @eatingNYC) ou até mesmo algum mochileiro que tenha conseguido a proeza de comer em Nova York por US$ 3 por dia. Essas coisas vão te ajudar a ter um parâmetro de como gastar bem o seu dinheiro e os lugares onde o custo-benefício é maior.

Fique de olho na data da Restaurant Week

Evento mundial, o Restaurant Week é uma semana de bons descontos em bons restaurantes. Durante almoço e jantar fica estabelecido um preço fixo pela refeição, num menu especial que inclui entrada, prato principal e sobremesa. Em Nova York acontece nos meses de janeiro/fevereiro e julho/agosto, com 380 restaurantes participantes. Os preços são US$ 29 no almoço e US$ 42 no jantar. É preciso fazer reserva pelo site oficial do festival.

Peça delivery como um morador

Para quem tem pouco tempo ou está cansado após um longo dia de passeios, pode recorrer ao delivery. O seamless oferece entre 7% e 10% na primeira compra, enquanto o RetailMeNot lista outros vários descontos em sites de entrega, de acordo com o dia. Quem fica em casas e apartamentos de aluguel, ou hostels, pode pedir não só de comida e mas também fazer umas comprinhas a distância. O site instacart tem mais de mil produtos e descontos que não se encontram em qualquer supermercado.

Garanta cupons de desconto

Norte americanos são meio viciados em cupons de desconto e isso não é diferente quando o assunto é comida. Com milhares de restaurantes cadastrados, o site restaurant.com tem ofertas interessantes, nas quais os usuários compram certificados de descontos para pagar uma parte do que consome no local escolhido. Dá para pagar US$ 4 por um voucher de US$ 10, ou pagar US$ 10 por um de US$ 25. Dá para comprar até quatro cupons por restaurante, ideal para refeições em grupo. Dica: na busca do site, coloque “5 miles” na distância, para aumentar as opções.

Confira os melhores pacotes de viagem para Nova York aqui!

Tenha um app aliado ao seu bolso

Os aplicativos facilitam bastante a vida do viajante e na hora de comer, não é diferente. O Scoutmob se baseia na sua localização para indicar em quais restaurantes você pode economizar. Por exemplo, após uma visita no Central Park, abra o app e descubra onde conseguir até 50% de desconto para forrar o estômago a apenas algumas quadras de distância.

Participe de refeições compartilhadas

Comer sozinho pode ser uma das coisas mais chatas do mundo, especialmente num dia em que você sente saudades de casa e dos amigos. Para fugir desse baixo astral, participe de refeições compartilhadas! Chamadas de meal sharing ao redor do mundo todo, envolvem anfitriões que abrem as portas de suas casas para receber viajantes do mundo todo para um banquete. Há diversas plataformas virtuais que conectam pessoas com esse propósito, mostrando o cardápio e o preço. Tem de tudo! Saiba mais sobre elas no nosso post especial sobre o tema.

Post por Brunella Nunes
Fotos: divulgação

Quanto custa viajar para Nova york
Saindo desimulação de calculadora
com estadia desimulação de calculadora
Quanto custa viajar para nova york

+ Não há comentários

Comente