Sabe quando você quer viajar mas tá sem muita grana e dinheiro? Foi pensando nisso que marcamos uma viagem para um destino pouco considerado pelos brasileiros quando pensam em viajar: Brasília! Vamos contar nesse post algumas dicas para conhecer Brasília e guardá-la no fundo do coração <3

A vontade de viajar estava batendo forte, fazia mais de 6 meses que não pegávamos um avião. Tínhamos pouca grana (estamos construindo uma casa então já viu né?!) e tínhamos poucos dias pois precisamos trabalhar para pagar essa construção! Foi então que pesquisando passagens, conseguimos uma promoção de passagem aérea bacana por R$600 ida-volta para duas pessoas, voo direto Curitiba-Brasília para passar 3 dias na cidade (o que é suficiente para conhecer os principais pontos turísticos).

Hospedagem em Brasília

Destino escolhido, foi a hora de pesquisar a hospedagem. Brasília é uma cidade planejada e por conta disso, a área de hospedagens é bem restrita; fica bem no centro da cidade, perto das atrações turísticas e de shoppings. Após as nossas pesquisas, decidimos alugar um Airbnb pois era mais econômico do que uma diária de hotel. Pagamos R$150 a diária em um flat bem localizado que tinha direito à piscina e hidromassagem!

Se você preferir se hospedar em hotel, faça aqui sua pesquisa!

Vista da cobertura do flat onde ficava a piscina!

Você vai perceber que a maioria das hospedagens em Brasília, seja de hotel ou Airbnb, estão localizadas nessa região da cidade, a partir disso é só ver o seu gosto e orçamento para decidir onde se hospedar, super prático! A maioria dos pontos turísticos ficam perto, de um lado você vai ter a Esplanada dos Ministérios (com a Catedral de Brasília, Congresso, Palácio do Planalto…) e do outro lado você terá a Torre de TV e o Memorial JK. Essa região também é abastecida de pequenos shoppings como o Conjunto Nacional e o Shopping Brasília.

Ainda não sabe o que é o Airbnb? Vem conferir!

Dicas para conhecer Brasília

Os principais pontos turísticos da cidade estão localizados na mesma região, chamada de Eixo Monumental, que seria o “corredor” do avião. Nós optamos por conhecer a cidade de Uber, pois Brasília é pensada para o fluxo de carros correr bem. Com vias largas e poucos semáforos, os valores das corridas sempre davam em torno de R$10 a R$20, o que valia a pena para transportar o casal com ar condicionado (MUITO CALOR).

Existe metrô na cidade, mas ele corre entre as asas do avião. Nas asas (Sul e Norte) é onde você irá encontrar mais comércios, restaurantes, e também verá na prática como Lucio Costa planejou a cidade. Com quadras ao invés de ruas, os eixos (grandes avenidas) e as famosas tesourinhas (cujo o desenho é logo de empresa de shopping rs…).

Avenidas largas, tesourinhas e poucos semáforos

Nós encontramos também pela cidade muitas bicicletas da Yellow, também é uma ótima maneira de conhecer a cidade já que os trajetos são basicamente retas! Nós só não optamos por esse meio de transporte pois estava muuuito sol e muito calor.

Atrações para conhecer em Brasília

No nosso primeiro dia, tomamos um delicioso café da manhã no Café Melbourne que ficava pertinho do flat, de lá fomos a pé até a Torre de TV. A ideia era subir para ter uma vista linda da cidade, porém ela está totalmente fechada para reforma. Ali perto encontramos o estádio Mané Garrincha, um dos estádios que foram lindamente reformados para a Copa do Mundo.

Torre de TV em Brasília
Estádio Mané Garrincha

Pegamos então um Uber com destino ao mirante da Ponte JK, a ponte mais bonita da cidade que já levou diversos prêmios. O local é bonito, mas notamos que em algum momento ali FOI um point da cidade. Há alguns edifícios onde deveriam ir lojas e restaurantes, mas está tudo para vender ou alugar, apenas um bar da Mormaii resiste ali. Ainda vale a visita para belas fotos com a ponte (dizem que o pôr do sol ali também vale a pena).

Mirante da Ponte JK

Partimos então para aonde agora é o point do Lago Paranoá; o Pontão do Lago Sul, um local com diversos restaurantes e bares na beira do lago. Lá você pode fazer um passeio de barco, comer, tomar sorvete e admirar a ponte Presidente Costa e Silva que foi projetada por Oscar Niemeyer.

Curtindo o Pontão do Lago Sul

Como o dia estava bonito e estávamos um pouco cansados, tomamos um sorvete na sorveteria Stonia ali mesmo, e resolvemos encerrar o tour do dia. Voltamos para o nosso flat para curtir a piscina 🙂

Começamos o segundo dia tomando um delicioso café ao ar livre no Quanto Café e depois partimos (de Uber) para o incrível Santuário São João Dom Bosco, confere as fotos!

Café da manhã ao ar livre no Quanto Café

O santuário foi construído em homenagem ao padroeiro de Brasília, São João Belchior Bosco. Feito com 80 colunas de 16 metros ele é todo decorado por vitrais em 12 tonalidades de azul. A única fonte de luz artificial no edifício é um lustre de 3,5 m de altura, formado por 7.400 peças de vidro Murano.

Santuário São João Dom Bosco

De lá, fomos a pé até o Parque da Cidade (Sarah Kubitschek), uma caminhada leve. O parque foi projetado por Oscar Niemeyer, tem obra paisagística de Burle Marx, área urbanística desenvolvida por Lúcio Costa, e ainda coleciona azulejos de Athos Bulcão. Decidimos ir lá por um único motivo: andar de patinete elétrica! O parque é enorme e muito bacana para andar de patinete 🙂

Encerramos o dia no Primeiro Cozinha e Bar, um bar bem grande com diversos petiscos e drinks! Tomamos algumas caipirinhas com picolés bem gostosas. Tinha um grupo tocando axé, o clima estava bem animado (apesar de não fazer muito o nosso gosto).

No último dia tínhamos agendado uma visita ao Palácio Itamaraty, um dos prédios mais bonitos do governo para visitar em Brasília. A visita dura em torno de 1 hora, é de graça mas você precisa reservar com antecedência. Vale muito a pena, o local é incrível! O edifício foi projetado por Oscar Niemeyer, tem paisagismo de Burle Marx e foi inaugurado em 1970.

Edifício Palácio Itamaraty
Jardins suspensos de Burle Marx no Itamaraty
Escada no edifício Itamaraty projetado por Oscar Niemeyer

Ali na Esplanada dos Ministérios você pode visitar também o Palácio do Planalto, o STF e o Congresso Nacional. Todas são visitas guiadas e gratuitas mas precisam de agendamento prévio. Além desses edifícios, você pode visitar o Palácio da Alvorada (residência do presidente), porém as visitas são possíveis apenas nas 4as feiras.

Congresso Nacional
Edifício do STF em Brasília

Saindo do Itamaraty fomos até a Praça dos Três Poderes , no caminho passamos pelo Congresso Nacional que é o edifício mais emblemático da cidade. Nós tínhamos uma visita agendada para o Palácio do Planalto, mas por conta do horário do check out do flat, não tivemos tempo. Da praça nós pegamos um Uber e fomos conhecer o último ponto que faltava, a Catedral de Brasília.

Catedral de Brasília
O incrível interior da Catedral de Brasília

A Catedral também foi projetada por Oscar Niemeyer. No seu interior é possível admirar os vitrais bem coloridos e desenhados, é incrível.

Nosso tour por Brasília se encerrou lá na Catedral com uma missa de domingo 🙂 Ainda faltaram alguns pontos turísticos como o Memorial JK, a visita interna aos outros prédios do governo, a Igreja Nossa Senhora de Fátima, o Parque Ecológico Dom Bosco…

Brasília é uma cidade linda, a sua arquitetura encanta qualquer um! Partiu conhecer a capital do nosso país? Encontre aqui sua passagem aérea!

Eu amo Brasília!

Fotos e textos por Amanda Santiago

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *