Leia, visite e se encante com a cultura e a beleza dessa região do país

Os estados que formam o sul do Brasil – Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul – são geralmente considerados as partes mais desenvolvidas do país. A menor das regiões do Brasil mantém uma influência econômica completamente desproporcional ao seu tamanho.

Isto é em grande parte o resultado de dois fatores: o primeiro é uma estrutura agrária que, em grande medida, é baseada em unidades pequenas e médias altamente eficientes; e o segundo é a população economicamente ativa que gera uma produção per capita consideravelmente maior que a média nacional.

Um bom exemplo desse cenário são os apartamentos para alugar, que possuem alto valor de mercado e uma qualidade acima da de outras regiões costeiras do Brasil.

Para o turista, a região sul do Brasil oferece muito. A costa tem um clima subtropical que nos meses de verão (de novembro a março) atrai pessoas que querem evitar o calor opressivo dos resorts do norte, e uma vegetação e atmosfera que parecem mais mediterrâneas do que brasileiras.

Grande parte da costa do Paraná ainda é preservada e, apesar da grande quantidade de apartamentos para alugar em Curitiba, o desenvolvimento de edifícios é essencialmente proibido em outras localidades, como nas belas ilhas da Baía de Paranaguá.

Em contraste, os turistas invadiram a costa de Santa Catarina, mas apenas alguns lugares foram autorizados a se transformar em uma selva de concreto, como todos aqueles apartamentos para alugar em Balneário Camboriú.

Por outro lado, resorts como a maioria dos que ficam na Ilha de Santa Catarina, em torno de Florianópolis, permanecem relativamente pequenos e não prejudicam seriamente a beleza natural da região.

Abaixo, conheça algumas dicas de turismo nas capitais do sul do Brasil.

Dicas de turismo em Curitiba (capital do Paraná)

Imigrantes poloneses e ucranianos eram muito importantes para Curitiba: um aspecto único dentro das capitais brasileiras! Além de seus muitos corredores verdes, a cidade oferece uma variedade de destaques e atrações turísticas para se explorar.

  1. Largo da Ordem – O Velho Centro da Cidade

A cidade velha de Curitiba, também conhecida como Largo da Ordem, é uma área perfeitamente preservada com uma história que remonta a mais de 350 anos. As ruas de paralelepípedos, que são apenas para pedestres, fazem do Largo da Ordem e da Praça Garibaldi um lugar perfeito para passear e começar a descobrir a cidade velha.

As ruas estão repletas de belos edifícios do século XVIII e XIX, que foram restaurados e convertidos em galerias badaladas, cafés, restaurantes, pubs, lojas de antiguidades e centros culturais.

Certamente, planeje um domingo nesta área para ver a grande variedade de arte local e experimentar as diversas culinárias da Feira de Artesanato, que refletem a cultura étnica da cidade. A música ao vivo contribui para o charme do lugar, tanto para os moradores quanto para os turistas.

Um dos edifícios mais antigos de Curitiba é a Igreja da Ordem, uma enorme estrutura com vista para o Largo da Ordem e construída em 1737. A igreja tem muito dos tradicionais azulejos azuis e brancos portugueses, sendo os únicos elementos decorativos junto com o altar elaboradamente projetados.

O ponto turístico religioso é considerado um dos melhores exemplos da arquitetura portuguesa no Brasil. Outro edifício histórico nesta área também é uma igreja. Subindo na Praça Garibaldi você encontrará a Igreja do Rosário. Construída em 1737 em estilo colonial pela população escrava da cidade, foi completamente reconstruída em 1946.

Outra atração do Largo da Ordem é o Memorial de Curitiba – um espaço usado para arte, cultura e folclore. Está fechado aos domingos e permanece aberto apenas até uma da tarde nos outros dias.

Dê uma olhada nos prédios neoclássicos como o Palácio Garibaldi e a Casa Romário Martins, considerada a casa mais antiga de Curitiba. E não perca o Relógio das Flores, que é colocado em uma cama de flores sazonais que são trocadas a cada três meses.

  1. Jardim Botânico

O Jardim Botânico de Curitiba é inspirado nos jardins franceses. O jardim foi aberto ao público em 1991 e é o quarto maior herbário do país. É um refúgio fabuloso para os amantes da natureza. Há uma ciclovia, uma área de exposição, uma biblioteca, um auditório e uma estufa.

A estufa é um cartão postal de Curitiba. De pé na entrada do jardim, sua estrutura de metal de dois andares lembra o Palácio de Cristal em Londres. A estufa tem uma coleção exótica e abrangente da flora e fauna tropical e subtropical e atrai visitantes e pesquisadores de todo o mundo.

O Espaço Cultural Museu Frans Krajcberg (inaugurado em outubro de 2003), localizado atrás da estufa, possui algumas das mais belas obras de arte. Particularmente digno de menção são as suas 114 enormes esculturas e as 3 esculturas de troncos de árvores.

Krajcberg, um artista de descendência polonesa e naturalizado brasileiro, assumiu a causa da conservação ambiental e as esculturas são seu presente para a cidade. O museu também possui um enorme repertório de vídeos, material educativo e fotografias, além de ser um ponto de encontro de artistas e de possuir um espaço para exposições e teatro.

O Jardim das Sensações é uma atração turística com exposições especialmente projetadas para deficientes visuais. Também oferece uma experiência diferente para as pessoas, onde elas podem tocar, cheirar e ouvir a paisagem.

No início, os visitantes fazem uma caminhada ao longo do caminho de 200 metros com os olhos vendados e, em seguida, tiram-nos. O caminho tem um mapa em Braille, 72 plantas com diferentes texturas, cheiros e formas, com legendas em braile também. A área é isolada do ruído externo por uma cortina de árvores.

  1. Museu Oscar Niemeyer

O Museu Oscar Niemeyer é uma ótima oportunidade se você gosta de tirar fotos. A famosa arquitetura em forma de olho em uma área de 2000 metros quadrados, equilibrada em uma coluna de 21 metros de altura, deixa você impressionado com sua opulência e singularidade.

O museu foi projetado pelo famoso arquiteto Oscar Niemeyer, considerado um dos melhores arquitetos do mundo. O “centro de estudos” foi construído em 2002 para abrigar as obras de Niemeyer. O museu também realiza exposições permanentes e itinerantes.

Vale a pena combinar a visita com o Bosque do Papa. Há uma entrada para o bosque na parte de trás do museu. Se for hora de almoçar ou fazer um lanche, experimente os deliciosos bolos de um café que fica bem na entrada do bosque ou, se você gosta de comida mexicana, experimente o Zapata. Basta seguir a ciclovia e você vai encontrá-lo.

  1. Ópera de Arame

A Ópera de Arame é um ícone de Curitiba. Inaugurada em 1992, impressiona a todos por sua estrutura tubular e teto transparente. Tem capacidade para 1.640 espectadores e um palco de 400m² para receber todos os tipos de apresentações artísticas e culturais.

A área externa também é espetacular em meio a lagos, vegetação típica, cachoeiras e paisagens únicas. Faz parte do Parque das Pedreiras, juntamente com o Espaço Cultural Paulo Leminski, onde a Paixão de Cristo e outros grandes eventos são realizados desde 1989.

  1. Rua das Flores

Passe pela Rua XV de Novembro, que corta o centro de Curitiba, e veja alguns dos edifícios mais importantes daqui, como o Teatro Guaíra e a Universidade Federal do Paraná, a primeira universidade do Brasil.

No final desta avenida, depois de atravessar inúmeras praças e vários apartamentos para alugar em Curitiba, chega-se à Rua das Flores, a primeira rua pedonal do país. Inaugurada em 1972, é decorada com flores e possui excelentes bares, confeitarias, lojas, etc.

Você nem necessitará de uma placa para lhe dizer que chegou à Rua das Flores – todo o ambiente muda. Este é um dos principais centros de escritórios de negócios e abriga inúmeras lojas.

É o caminho preferido para todos os tipos de programas culturais e políticos. A Rua das Flores é pavimentada com padrões em preto e branco e está alinhada com edifícios renovados do início do século XX. Não se surpreenda com os mímicos, palhaços, músicos e mágicos que você provavelmente verá aqui.

Dicas de turismo em Florianópolis (capital de Santa Catarina)

A cidade de Florianópolis, também chamada de Floripa, é dividida em duas partes, onde a parte principal de toda a vida cultural está localizada em uma pequena ilha. É a capital do estado de Santa Catarina, e oferece tudo, desde sol, praias, áreas verdes, festas, museus, fortalezas, restaurantes e atividades esportivas ao ar livre.

  1. Centro Histórico

Definitivamente, uma parte bonita e informativa de Florianópolis é o centro histórico da cidade. Lá, os visitantes encontrarão muitos edifícios históricos, como o Mercado Público e a Catedral Metropolitana, além de belos parques, praças e museus.

  1. Praias de Florianópolis

A capital de Santa Catarina é o lugar perfeito para pessoas interessadas em cultura, mas também para os amantes de praia e esportes aquáticos. Há mais de 40 praias espalhadas por toda a ilha e dezenas de apartamentos para alugar em Florianópolis, para quem gosta de férias mais prolongadas em um ambiente mais parecido com o de casa.

Algumas das melhores praias para surfar são a Praia Mole, a Praia Brava (uma das mais bonitas), a praia da Barra da Lagoa (perfeita para surfistas iniciantes) e a Praia da Joaquina (onde competições internacionais de surf são realizadas).

Além delas, há a Praia do Moçambique, situada em uma reserva natural, a Praia da Galheta, ideal para nudistas, e a Praia de Jurerê, dos ricos e famosos, com alguns dos melhores clubes e apartamentos para alugar em Florianópolis. Basta escolher o caminho certo para você ou visitar todos eles.

  1. Ponte Hercílio Luz

Para chegar à parte da ilha de Florianópolis, todo mundo tem que atravessar a ponte Hercílio Luz. Ela ganhou o nome do governador Hercílio Luz, pois foi no governo dele que a ponte foi projetada e construída para ser a primeira conexão fixa da parte insular da capital do estado, na ilha de Santa Catarina, à sua parte continental.

Em 1926, a ponte foi aberta, após três anos de construção, e desde então tem sido o marco de Florianópolis. O que é especial nessa ponte é que é a maior ponte suspensa do Brasil e a segunda maior de toda a América do Sul.’

  1. Fortaleza de Santo Antônio de Ratones

A Fortaleza de Santo Antônio de Ratones está situada na Ilha Ratones Grande e fica na baía ao norte da Ilha de Santa Catarina. A fortaleza foi construída no século XVIII e serviu como instalação de defesa para financiar e manter a ocupação do sul do Brasil, e ainda para manter o reinado de Portugal sobre a Colônia do Sacramento.

Outra fortaleza que vale a pena ser visitada é a Fortaleza de São José da Ponta Grossa, que também fica no norte da Ilha de Florianópolis.

  1. Parque Estadual da Serra do Tabuleiro

O Parque Estadual da Serra do Tabuleiro está localizado na parte sul de Florianópolis e tem muitas montanhas, rios e cachoeiras, que servem também como fonte de água para os moradores de Florianópolis.

Há também uma parte especial que pode ser visitada e mostra algumas espécies ameaçadas e típicas de animais, como a anta e a capivara. É a área ideal para caminhadas, trilhas e a possibilidade de desfrutar da natureza.

Dicas de turismo em Porto Alegre (capital do Rio Grande do Sul)

A área metropolitana de Porto Alegre é coroada por pequenas colinas que espreitam as planícies. Sua fronteira ocidental é quase que totalmente ocupada pelo rio Guaíba, acrescentando um toque de beleza natural ao horizonte.

Esta vasta extensão de água produz reflexos impressionantes do pôr-do-sol todas as tardes. Uma visão panorâmica de Porto Alegre mostra que é uma das capitais mais arborizadas do Brasil, oferecendo belas ruas com áreas verdes situadas por toda a capital gaúcha.

  1. Mercado Central

O edifício do Mercado Central em estilo colonial português, embora datado de 1869, é um marco no centro da cidade de Porto Alegre. Neste antigo prédio, carnes, frutos do mar e produtos frescos locais são vendidos de forma animada, o que torna o mercado central um lugar divertido e movimentado para se visitar.

Do lado de fora dos muros do mercado, comerciantes locais ainda vendem seus artesanatos que vão desde joias a pinturas. Antes de partir, não se esqueça de comprar algumas folhas de mate para fazer o seu próprio chimarrão em casa.

  1. Praça da Matriz

Na Praça da Matriz, você encontrará alguns edifícios de aparência distinta. Estes são, entre outros, o Teatro São Pedro, a Biblioteca Pública e o Palácio Piratini, onde reside o governador do Rio Grande do Sul. A grande catedral neoclássica (Catedral Metropolitana) domina a praça.

  1. Parque Farroupilha

O Parque Farroupilha é o maior parque urbano da cidade de Porto Alegre. Não perca o animado mercado de pulgas aqui, todos os domingos de manhã.

  1. Rua da Praia

A histórica Rua da Praia é uma via repleta de folclore urbano e que é tão antiga quanto a própria cidade. Desde seus primórdios, esse caminho tem sido o coração do comércio e do turismo em Porto Alegre, sempre repleto de atrações, cafés, restaurantes e lojas de todos os tipos.

Moradores e visitantes passam horas aqui vendo vitrines, comprando e socializando sem se sentirem pressionados pelo tempo.

Ao explorar a Rua da Praia, você encontrará a bela Praça da Alfândega, que é cercada por importantes centros culturais e prédios históricos. Não deixe de visitar a incrível Igreja de Nossa Senhora das Dores, que existe desde que a cidade nasceu.

Ao longo desta rua, existem também vários museus, como a Casa de Cultura Mário Quintana e o Museu do Trabalho, além de importantes bancos, corretoras e alguns dos hotéis mais tradicionais de Porto Alegre.

  1. Rio Guaíba

No Rio Guaíba, uma das atrações mais reconhecidas de Porto Alegre, você notará que as margens deste lago oferecem uma variedade de locais para desfrutar da natureza, esportes, cultura e belo pôr do sol.

Alguns parques ao longo das margens do lago oferecem áreas para exercícios, longas caminhadas, ou simplesmente a chance de relaxar com as águas do Guaíba como pano de fundo.

As noites românticas de Porto Alegre são adornadas com o pôr-do-sol que parece momentaneamente fundir o lago com o céu antes de se esconder atrás do horizonte, pintando o céu e a água com um tom alaranjado brilhante.

Uma variedade de passeios de barco pode ser desfrutada no Rio Guaíba. Visite as docas do Cais do Porto para contratar serviços de passeios no lago pela manhã ou durante a tarde. Você percorrerá o Delta do Jacuí e os canais que se abrem para o arquipélago, formado pelas correntes dos cinco rios que fluem para essa vasta massa de água.

Como vigias olhando as margens do Guaíba, estão a Usina do Gasômetro, um centro cultural único e belo, junto com os antigos armazéns que compõem o Cais do Porto, um cais que trouxe o comércio para a cidade. A Usina do Gasômetro e o Cais do Porto simbolizam essa capital e são muitas vezes capturadas em cartões postais de Porto Alegre.

E você, já conhecia todos esses pontos turísticos? Compartilhe o post nas redes sociais e ajude a divulgar ainda mais a cultura do sul do Brasil!

Crédito foto destaque: Flickr/Pexels

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *